Reificação e Questão Ambiental: contribuições de Karl Marx para a agenda de uma Educação Ambiental Crítica

Autores

  • Everaldo Nunes de Farias Filho Doutorando em Ensino de Ciências pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Professor do Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas da Universidade Federal Rural de Pernambuco (CODAI-UFRPE). https://orcid.org/0000-0003-1414-3291
  • Louise Claudino Maciel Doutora em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professora do Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas da Universidade Federal Rural de Pernambuco (CODAI-UFRPE).

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v23i3.8350

Resumo

Este artigo discute alguns conceitos e ideias de Karl Marx que podem contribuir na agenda de construção de uma Educação Ambiental ancorada em uma visão holística e crítica da relação sociedade e natureza. Dessa forma, analisamos o desenvolvimento do conceito de reificação como chave da crítica marxista à sociedade capitalista que se desenvolve em torno dos conceitos de alienação, de ideologia e de fetichismo da mercadoria, cada qual guardando um momento específico da obra do autor, assim como o diálogo com interlocutores diferentes. Após desenvolver uma abordagem para o conceito de reificação, utilizamos a crítica marxista da consciência reificada para contribuir com o fomento de uma visão holística e não reducionista da questão ambiental, tendo em vista uma Educação Ambiental de cunho crítico e emancipador. Palavras-chave: Karl Marx; reificação; alienação; educação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-12-22

Como Citar

Nunes de Farias Filho, E., & Claudino Maciel, L. (2018). Reificação e Questão Ambiental: contribuições de Karl Marx para a agenda de uma Educação Ambiental Crítica. Ambiente &Amp; Educação, 23(3), 105–127. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v23i3.8350

Edição

Seção

Dossiê Karl Marx 200 Anos: natureza e o marxismo ecológico