Uso da educação ambiental como ferramenta-chave no processo de recuperação ambiental

Vicente Elício Porfiro Sales Gonçalves da Silva, Pollyana Maria Pimentel Monte, Sara Letícia Lopes de Souza Brito, Lucas da Silva, Maria Amanda Menezes Silva

Resumo


O uso indisciplinado da terra é considerado a principal causa da degradação em todo o mundo, essa causa vai depender da forma como esse uso é realizado, bem como a finalidade e a resiliência do ecossistema impactado. Por ser um dos ecossistemas de terras secas mais diversificados do mundo, caracterizado por uma mistura de plantas lenhosas e herbáceas, com dominância de espécies florestais xerófitas e de folha caduca, a Caatinga sofre grande pressão pelo uso indisciplinado, apresentando altos índices de degradação. Diante disso, este trabalho buscou incorporar e analisar o papel da população nos processos de recuperação de áreas degradadas por meio da educação ambiental. Para isso, realizou-se uma mobilização no IFCE campus Quixadá, em quatro etapas abrangendo as etapas de uma recuperação ambiental: instruções, quebra de dormência, germinação, plantio e monitoramento. Conluiu-se que a população não tem o hábito de realizar tais práticas, mas tem bastante facilidade em assimilar os procedimentos. Além disso, conferiu-se a tamanha importância do monitoramento para o sucesso da recuperação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ambeduc.v23i3.6887

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter