O movimento dos atingidos por barragens e o enfrentamento de desastre ambiental: uma aproximação prática da educação ambiental e do campo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/ambeduc.v25i2.11385

Palavras-chave:

Aprendizagem Social, Movimentos Sociais, Povos Tradicionais, Educação do Campo, Sustentabilidade

Resumo

Este artigo relata estudo desenvolvido no contexto de inundação, no ano de 2014, da comunidade ribeirinha de São Carlos do Jamari, no estado de Rondônia. O objetivo principal foi o de compreender a atuação educacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) nessa situação. Desenvolveu-se um estudo de caso entrevistando e realizando grupo focal com lideranças do MAB. Os resultados permitem concluir que o MAB teve forte impacto como agente educativo no contexto estudado, utilizando diversas estratégias descritas na literatura da Educação Ambiental e do Campo para a efetivação de suas ações. As decorrências foram repercutidas principalmente em duas grandes categorias: a transformação da relação da comunidade consigo mesma (comunidade-comunidade), e da comunidade com o Estado. The movement of peo-ple affected by dams and the overcoming of environmental disaster: a practical proximity of environmental and rural education This paper presents a research developed in the context of the 2014 flooding of the riverside community of São Carlos do Jamari, in the state of Rondônia. The main objective was to understand the educational performance of the e Movement of People Affected by Dams (MAB) in this situation. A case study was developed interviewing and conducting focus group with MAB leaders. The results lead to conclude that MAB had a strong impact as an educational agent in the studied context, using several strategies described in the Environmental and Rural Education literature for the development of its actions. The outcomes were mainly reflected in two main categories: the transformation of the relationship of the community with itself (community-community), and of the community with the State. Keywords: Social Learning. Social movements. Traditional Communities. Rural Education. Sustainability.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diógenes Valdanha Neto, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Biólogo, Doutor em Educação (USP). Professor adjunto do Instituto de Ciências Exatas, Naturais e Educação (ICENE) da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), pesquisador do Laboratório de Meio Ambiente, Ciência e Educação (LAMACE-UFTM).

Pedro Roberto Jacobi, Universidade de São Paulo

Sociólogo, Doutor em Sociologia (USP). Professor titular do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (IEE-USP), e do Programa de Pós-Graduação em Ciência Ambiental (PROCAM-USP).

Referências

ARAUJO, Neiva Cristina de; MORET, Artur de Souza. Direitos humanos e hidrelétricas: uma análise dos impactos socioambientais e econômicos gerados em Rondônia. Veredas do Direito, v. 13, n. 26, 2016.

BANDURA, Albert. Social Learning Theory. New Jersey: Prentice Hall, 1977.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 5ª edição revista e ampliada Lisboa: Edições 70, 2009.

BECK, Ulrich. Sociedade de Risco: rumo a uma outra modernidade. 2ª edição, 1ª reimpressão. São Paulo: Editora 34, 2013.

BELOW, Regina; WATHELET, Valentin; YAGHMAEI, Nima. Natural disasters 2018: an opportunity to prepare. Brussels: CRED, 2018.

BRASIL. Decreto no. 6.040, de 07 de fevereiro de 2007. Institui a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 5p, 2007.

CALDART, Roseli Salete. Pedagogia do movimento sem terra. 4ª edição. São Paulo: Expressão Popular, 2012.

CARDONA, Omar Darío. El manejo de riesgos y los preparativos para desastres: compromiso institucional para mejorar la calidad de vida. In: MANSILLA, Elizabeth. Desastres: modelo para armar: Colección de Piezas de un Rompecabezas Social. La Red, 1996.

DIEGUES, Antonio Carlos Sant’Ana. O Mito Moderno da Natureza Intocada. 6ª edição revista e ampliada. São Paulo: Hucitec: NUPAUB-USP/CEC, 2008.

DYBALL, Robert; BROWN, Valerie A; KEEN, Meg. Towards sustainability: five strands of social learning. In: WALS, Arjen E. J. Social learning: towards a sustainable world. The Netherlands: Wageningen Academic Publishers, 2009.

DUARTE, Claudia Glavam; SANTOS, Simone, Valdete dos. Apresentação de dossiê: educação do campo. Educação & Realidade, v. 40, n. 03, 2015.

FEARNSIDE, Philip M. Brazil’s Samuel Dam: lessons for hydroeletric development policy and the environment in Amazonia. Environmental Management, v.35, n.1, 2005.

FEARNSIDE, Philip M. Impacts of Brazil's Madeira River Dams: Unlearned lessons for hydroelectric development in Amazonia. Environmental Science & Policy, v. 38, 2014.

FEARNSIDE, Philip M. Tropical dams: to build or not to build? SCIENCE, v. 351, n. 6272, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. 17ª edição. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2011.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 54ª edição revista e atualizada. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2013.

HARMONICOP. Learning together to manage together: improving participation in water management. Osnabrück-Germany: University of Osnabrück, 2005.

JACOBI, Pedro Roberto; TOLEDO, Renata Ferraz de; GRANDISOLI, Edson. Education, sustainability and social learning. Brazilian Journal of Science and Technology, v. 3, n. 03, 2016.

JUNK, Wolfgang J; et al. Brazilian wetlands: their definition, delineation, and classification for research, sustainable management, and protection. Aquatic Conservation: marine and freshwater ecosystems, v. 24, 2013.

KAWASAKI, Clarice Sumi; CARVALHO, Luiz Marcelo de. Tendências da pesquisa em educação ambiental. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 25, n. 3, 2009.

LAYRARGUES, Philippe Pomier; LIMA, Gustavo Ferreira da Costa. As macrotendências político-pedagógicas da educação ambiental brasileira. Ambiente & Sociedade, São Paulo, v. 17, n. 1, mar. 2014.

LIMA, Abnael Machado de. Porto Velho: de Guapindaia a Roberto Sobrinho (1914-2009). Porto Velho: Gráfica Primmor Formulário da Amazônia Ltda, 2012.

LIMA, Maria Alice Leite; DORIA, Carolina Rodrigues da Costa; FREITAS, Carlos Edwar de Carvalho. Pescarias artesanais em comunidades ribeirinhas na Amazônia brasileira: perfil socioeconômico, conflitos e cenário da atividade. Ambiente & Sociedade, v. 15, n. 02, 2012.

LOUREIRO, Violeta Refkalefsky. A Amazônia no século XXI: novas formas de desenvolvimento. São Paulo: Editora Empório do Livro, 2009.

MACIEL, Márcia Nunes. Tecendo tradições indígenas. Tese (doutorado em História). Universidade de São Paulo, 2016.

MST. Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. Manifesto das educadoras e dos educadores da reforma agrária ao povo brasileiro. 1º Encontro Nacional de Educadoras e Educadores da Reforma Agrária. Brasília, 1997.

MURO, Melanie; JEFFREY, Paul. A critical review of the theory and application of social learning in participatory natural resource management processes. Journal of Environmental Planning and Management, v. 51, n. 3, 2008.

OLIVEIRA, Haydée Torres de. Popular education and environmental education in Latin America: converging paths and aspirations. In: GONZÁLEZ-GAUDIANO, Edgar; PETERS, Michael A. (Eds.) Environmental Education: identity, politics and citizenship. Rotterdam, The Netherlands: Sense Publishers, 2008.

PAHL-WOSTL, Claudia; BECKER, Gert; KNIEPER, Christian; SENDZIMIR, Jan. How multilevel societal learning processes facilitate transformative change: a comparative case study analysis on flood management. Ecology and Society, v, 18(4), n. 58, 2013.

PHUONG, Le Thi Hong et al. Using a social learning configuration to increase Vietnamese smallholder farmers’ adaptive capacity to respond to climate change. Local Environment, v. 23, n. 8, 2018.

PRADO, Adonia Antunes. Ruralismo pedagógico no Brasil do Estado Novo. Estudos Sociedade e Agricultura, v. 03, n. 01, 1995.

REIGOTA, Marcos. O que é educação ambiental. 2ª edição. São Paulo: Brasiliense, 2009.

REIS, Maria José. O movimento dos atingidos por barragens: atores, estratégias de luta e conquistas. In: FERNANDES, Bernardo Mançano; MEDEIROS, Leonilde Servolo; PAULILO, Maria Ignez. Lutas camponesas contemporâneas: condições, dilemas, conquistas v.1: o campesinato como sujeito político nas décadas de 1950 a 1980. São Paulo: Editora UNESP; Brasília, DF: Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural, 2009.

SANTO ANTÔNIO ENERGIA. Hidrelétricas no Brasil. Publicação institucional. MMA Comunicação de Negócios, 2012.

SANTOS, Geraldo Mendes dos. Pesca e ictiofauna no rio Madeira. In: SWITKES, Glenn (org.). Águas turvas: alertas sobre as consequências de barrar o maior afluente do Amazonas. São Paulo: International Rivers, 2008.

SILVA, Josue Costa. Cuniã: mito e lugar. Dissertação (Mestrado em Geografia Humana). Mimeo. FFLCH/USP, São Paulo-SP, 1994.

SOUZA, Daniele T. P; Overcoming socio-ecological vulnerability through community-based social learning: the case of Lomba do Pinheiro in Porto Alegre, Brazil. Local Environment, v. 25, n. 02, 2020.

SOUZA, Daniele T. P; KUHN, Eugenia A; WALS, Arjen E. J; JACOBI, Pedro R. Learning in, with, and through the territory: territory-based learning as a catalyst for

urban sustainability. Sustainability, v. 12, 2020.

STAKE, Robert E. Pesquisa qualitativa: estudando como as coisas funcionam. Porto Alegre: Penso, 2011.

STEWART, Robert M; RASHID, Harun. Community strategies to improve flood risk communication in the Red River Basin, Manitoba, Canada. Disasters, v. 35, n.3, 2011.

SULAIMAN, Samia Nascimento; JACOBI, Pedro Roberto. Os desafios e potencialidades da articulação entre educação ambiental e prevenção de desastres naturais no Brasil. In: Anais da 36ª Reunião Nacional da ANPEd, Goiânia, 2013.

SULAIMAN, Samia Nascimento; JACOBI, Pedro Roberto. Melhor prevenir: olhares e saberes para a redução de risco de desastre. São Paulo, IEE-USP, 2018.

SWITKES, Glenn. A pedra fundamental da IIRSA. In: SWITKES, Glenn (org.). Águas turvas: alertas sobre as consequências de barrar o maior afluente do Amazonas. São Paulo: International Rivers, 2008.

VAINER, Carlos B; ARAÚJO, Frederico Guilherme B. de. Implantação de grandes hidrelétricas: estratégias do setor elétrico, estratégias das populações atingidas. Travessia: revista do migrante, v. 2, n. 6, 1990.

WALS, Arjen E. J. Social learning: towards a sustainable world. The Netherlands: Wageningen Academic Publishers, 2009.

WHITAKER, Dulce Consuelo Andreatta. Direitos humanos e reforma agrária. Retratos de Assentamentos, n.14, v.2, 2011.

WHITAKER, Dulce Consuelo Andreatta. Educação Rural: da razão dualista, à razão dialética. Retratos de Assentamentos, n.11, 2008.

YIN, Robert. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 5ª edição. Porto Alegre: Bookman, 2015.

Downloads

Publicado

2020-08-31

Como Citar

Valdanha Neto, D., & Jacobi, P. R. (2020). O movimento dos atingidos por barragens e o enfrentamento de desastre ambiental: uma aproximação prática da educação ambiental e do campo. Ambiente &Amp; Educação, 25(2), 233–261. https://doi.org/10.14295/ambeduc.v25i2.11385

Edição

Seção

Dossiê: Pesquisas e Práticas em Educação Ambiental e Educação do Campo