<b>Acomodação e Ruptura: a participação das crianças nos espaços da creche</b>

Autores

  • Elaine de Paula

Palavras-chave:

Crianças. Participação. Trangressão.

Resumo

O texto a seguir resulta de uma pesquisa que teve como mote a compreensão de práticas educativas desenvolvidas em uma instituição de educação infantil pública no sul do Brasil. O recorte realizado para análise foram das relações estabelecidas entre os adultos e as crianças no interior da instituição, em especial nos momentos marcados pelos adultos como de transgressão por parte das crianças. Buscou-se também compreender as relações que as crianças estabeleciam entre si e as diversas estratégias criadas por elas na acomodação, resistência e reinvenção do cotidiano a fim de tornarem-se, em alguma medida, partícipes do espaço frequentado por elas diariamente. Como forma de dar visibilidade às manifestações das crianças sobre o que vivenciavam na instituição e também revelar as estratégias utlizadas por elas para os excessos de regulação, foram utilizados diferentes recursos, tais como: registro escrito, fotográfico (feito pela pesquisadora e pelas crianças), dramatização, literatura, desenho, bem como a captura das expressões faciais que as crianças utilizavam para comunicarem-se entre si. Os jeitos das crianças, em especial naqueles momentos em que instituiam modos diferentes de agir, indica-nos um aprendizado social de como lidar com as estruturas impostas e reforça a idéia de redes de aprendizagem construída no sentido horizontal, entre pares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elaine de Paula

Doutoranda na Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.

Downloads

Publicado

2010-11-12

Como Citar

Paula, E. de. (2010). &lt;b&gt;Acomodação e Ruptura: a participação das crianças nos espaços da creche&lt;/b&gt;. Momento - Diálogos Em Educação, 19(1), 123–136. Recuperado de https://periodicos.furg.br/momento/article/view/1465

Edição

Seção

Artigos