GÊNERO E DIVERSIDADE: ESTADO DA ARTE DAS AÇÕES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO NO IFRS

Autores

  • Andréia Schlick Esteves Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre https://orcid.org/0000-0002-6812-2026
  • Liliane Madruga Prestes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre https://orcid.org/0000-0002-2570-8502

DOI:

https://doi.org/10.14295/de.v8i2.11509

Resumo

O presente estudo teve como objetivo mapear o estado da arte da abordagem de questões relacionadas à gênero e sexualidade no espaço educativo da Educação Profissional, Técnica e Tecnológica (EPT), em particular, no âmbito do IFRS. Para tanto, num primeiro momento, efetuamos a revisão de literatura com base em autores/as tais Joan Scott (1995), Guacira Louro (1997), Deborah Britzman (2000), Jimena Furlani (2010), Berth (2019), entre outros/as. Posteriormente, realizamos a análise documental das políticas educacionais que regem a EPT. Na sequência, foi feito o levantamento de ações de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas no âmbito do IFRS durante o período de janeiro/2014 a maio/2019. Os resultados demonstram o quanto a instituição, gradativamente, tem avançado na inclusão de tais temáticas nos diversos níveis e modalidades de ensino. Entre os desafios, citamos a criação de um Observatório Institucional para o compartilhamento de estratégias desenvolvidas nos diversos campi, contribuindo para subsidiar e inspirar a realização de outras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréia Schlick Esteves, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre

Está cursando a Licenciatura em Ciências da Natureza: Biologia e Química no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre, onde participa do grupo de pesquisa Caleidoscópio e do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Gênero e Sexualidade - NEPGS. É bolsista de iniciação científica da FAPERGS/IFRS/POA, desde agosto de 2018, cuja temática de estudo é o mapeamento de pesquisas na área de gênero desenvolvidas em âmbito institucional. Além da atuação acadêmica na luta por equidade de gênero, integra a ONG - Patas Dadas em Porto Alegre, na qual exerce trabalhos voluntários em prol da defesa dos animais.

Liliane Madruga Prestes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre


Possui graduação em Pedagogia Habil.Mat.Pedag.do Ensino Médio - Normal e habilitação em Anos Iniciais pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI - (1996) com formação complementar (capacitação) em Educação Infantil (1998) pela mesma Universidade, Especialização em Psicopedagogia e Especialização em Supervisão Escolar pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Especialização em Anos Iniciais - URI, Capacitação em Educação Especial e Língua Brasileira de Sinais pela Federal Nacional de Surdos (FENEIS), Mestrado em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUI) e Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) na linha de estudos de gênero. Possui experiência na Educação Básica e Ensino Superior, incluindo a área de gestão universitária tendo atuado como Pró-Reitoria de Ensino da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul além de ter coordenado cursos e programas institucionais. Integrou a equipe de coordenação pedagógica da Unidade de Educação Infantil Ipê Amarelo vinculada à Universidade Federal de Santa Maria. Atualmente atua como docente no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre nos cursos de licenciatura (Pedagogia e Ciências da Natureza:Biologia e Química) e técnicos , além de integrar o corpo docente do Mestrado em Educação Profissional, Técnica e Tecnológica. Desde o ano de 2016, coordena no campus o Núcleo de Estudos de Gênero e Sexualidade - NEPGS e o Programa de Extensão desenvolvido em parceria com o coletivo Transenem, nos quais desenvolve projetos de pesquisa e extensão contando com o apoio institucional (o que inclui a participação de estudantes de cursos de licenciatura e técnicos contemplados com bolsas concedidas através de editais de fomento interno com recursos da FAPERGS/RS e institucional). Atua como líder do Grupo de Pesquisa Caleidoscópio: interseccionando estudos sobre educação, gênero, raça/etnia, classe, geração e mundo do trabalho, cadastrado no CNPQ e certificado pelo IFRS.

Downloads

Publicado

2021-01-15

Como Citar

Esteves, A. S., & Prestes, L. M. (2021). GÊNERO E DIVERSIDADE: ESTADO DA ARTE DAS AÇÕES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO NO IFRS. Diversidade E Educação, 8(2), 610–627. https://doi.org/10.14295/de.v8i2.11509