Entre Barbie e Ben 10: problematizando jogos interativos online

Ana Karolina Flores Bibiano

Resumo


Ao longo da história observa-se uma grande evolução no campo da ciência e da tecnologia, inovando e facilitando a vida das pessoas. Paralelo a esse processo as pessoas transformaram alguns hábitos e em especial, as crianças modificaram “o seu brincar”, ou seja, além das brincadeiras de esconder, pegar, brincar de boneca, elas também brincam com jogos virtuais, videogames, laptops como os da barbie e do max steel. Nesse sentido, hoje desde muito cedo as crianças manuseiam com facilidade controles remotos, celulares e computadores. Nesta perspectiva, elas vem ganhando espaço em sites de entretenimento e jogos infantis, os quais estão atentos a esta demanda ampliando cada vez mais a oferta e variedades de jogos.

Texto completo:

PDF

Referências


CLICK JOGOS. Disponível em: www.clickjogos.uol.com.br. Acesso em 15 de junho de 2013. GIRLS GO GAMES. Disponível em: Acesso em 15 de junho de 2013.

JOGOS DE MENINO. Disponível em: Acesso em 15 de junho de 2013.

LOURO, Guacira. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós- estruturalista. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

_____. Sexualidade: lições da escola. In: MEYER, Dagmar (Org.). Saúde e sexualidade na escola. Porto Alegre: Mediação, 1998. p. 8596.

_____. Pedagogias da sexualidade. O corpo educado. Belo Horizonte: Autêntica, 1999. p. 9-34.

_____. Corpo, escola e identidade. Educação e Realidade, v. 25, n. 2, p. 59-76, jul-dez., 2000. SCOTT, Joan. Gênero uma categoria útil de análise. Educação e Realidade, v. 20, n. 2, p. 71-100, jul-dez, 1995.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


E-ISSN: 2358-8853

Indexadores
  

PROPESQ

PROPESQ

PROPESQ PROPESQ PROPESQ