Percepção ambiental de estudantes do município de São Thomé das Letras, MG

Autores

  • Renata de Melo Ferreira-Lopes Universidade Federal de Minas Gerais https://orcid.org/0000-0002-5533-3297
  • Valéria Lúcia de Oliveira Freitas Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (SEDECTS).
  • Paulina Maria Maia-Barbosa Universidade Federal de Minas Gerais https://orcid.org/0000-0002-5121-5648

Palavras-chave:

Educação ambiental, educação formal, Serra da Mantiqueira, mineração de quartzito, turismo.

Resumo

O município de São Thomé das Letras é uma cidade turística que se localiza na região sul do estado de Minas Gerais e sofre intensa degradação ambiental, principalmente devido à mineração de quartzito (pedra são tomé). O objetivo deste trabalho foi caracterizar a percepção ambiental de estudantes do Ensino Médio e Fundamental da área urbana de São Thomé das Letras. Setecentos e treze estudantes responderam a questionários contendo questões sobre a problemática ambiental local. Os principais resultados mostraram que os alunos estão parcialmente sensibilizados em relação aos problemas ambientais locais gerados pela extração do quartzito e não veem o turismo como alternativa econômica à mineração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata de Melo Ferreira-Lopes, Universidade Federal de Minas Gerais

Bióloga, graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004), mestre em Biologia Vegetal (2006) e doutora em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre (2012), ambos pela UFMG. Como bolsista de Iniciação Científica e posteriormente de Desenvolvimento Tecnológico e Industrial do Centro Tecnológico de Minas Gerais (CETEC/MG-2003 a 2008), realizou projetos fitossociológicos em áreas de Cerrado, de germinação de sementes e de restauração de áreas degradadas por mineração de quartzito e ardósia, no estado de MG. No mestrado, desenvolveu estudos fitossociológicos em florestas estacionais semideciduais no sudeste de MG. No doutorado, pesquisou o conhecimento botânico popular e desenvolveu projetos de ecologia humana em um município na Serra da Mantiqueira, ao sul de MG. Tem interesse em estudar os elementos naturais e culturais que determinam as relações entre pessoas e meio ambiente.

Valéria Lúcia de Oliveira Freitas, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (SEDECTS).

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1988), mestre (2001) - com ênfase em Variabilidade Genética de Espécies Vegetais - e doutora (2012) - com ênfase em Restauração de Ambientes Degradados - em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre pela Universidade Federal de Minas Gerais. Foi pesquisadora da Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais na área de Ecologia, com ênfase em Recuperação de Áreas Degradadas, atuando nos seguintes temas: restauração ecológica, recuperação de áreas degradadas, bioindicadores, levantamento florístico, fitossociologia, ecofisiologia vegetal. Trabalhou como Pesquisadora do Instituto SENAI de Tecnologia em Meio Ambiente integrante do Centro de Inovação e Tecnologia SENAI - Campus CETEC, atuando nos temas anteriormente desenvolvidos (2012-2018). Atualmente é pesquisadora na SEDECTES na Superintendência de Política Mineral, Energética e Logística.

Paulina Maria Maia-Barbosa, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduada em História Natural pela Universidade Federal de Minas Gerais (1975), mestrado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (1982) e doutorado em Ecologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000). Atualmente é professora titular da Universidade Federal de Minas Gerais, lotada no departamento de Biologia Geral, onde desenvolve pesquisas e orienta nas seguintes áreas: Limnologia, Ecologia do zooplâncton e Educação Ambiental. Foi chefe e vice chefe do depto de Biologia Geral e Coordenadora do Mestrado Profissional no Ensino de Biologia. Participa como professora e orientadora do curso de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre (UFMG) e do Mestrado Profissional no Ensino de Biologia da UFMG. É revisora dos seguintes periódicos: Brazilian Journal of Biology , Journal of Plankton Research, Arquivos de Biologia e Tecnologia (TECPAR), Biota Neotropica, Acta Limnologica Brasiliensia e Acta Scientiarum. Consultora ad hoc da Fapesb.

Referências

BELL, Simon. “Landscape pattern, perception and visualization in the visual management of forests”. Landscape and Urban Planning. v. 54(1-4): 201-211, may/2001.

BESCULIDES, Antonia; LEE, Martha E.; McCORMICK, Peter J. “Residents’ perceptions of the cultural benefits of tourism”. Annals of Tourism Research. 29(2): 303-319, abr/2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: meio ambiente e saúde. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal (MMA) & Instituto de Estudos da Religião (ISER). O que o brasileiro pensa sobre o meio ambiente, desenvolvimento e sustentabilidade. Brasília. 2001.

CHAUÍ, Marilena. Um Convite à Filosofia. São Paulo: Editora Ática. 2002.

CHIODI, Denize Kistemann. Os quartzitos de São Tomé das Letras, Minas Gerais: principais demandas para o desenvolvimento sustentável da atividade produtiva. São Paulo: ABIROCHAS. 2003.

D’AURIA, Carla Alfonsina. São Tomé das Letras na encruzilhada das fontes, dos tempos e dos saberes: um estudo sobre etnografia e his¬toricidade com registros audiovisuais. Campinas, Dissertação (Mestrado em Artes) – UNICAMP. 2000.

DESCHAMPS, Eleonora; MAIA JUNIOR, Brás; COSTA, C. S.; SANTOS, Maria Guimarães Vieira; SCHWABE, Wilfrid Keller; CARVALHO FILHO, Carlos Alberto; DAMASCENO, Marco Antônio; PINTO, Cláudio Lúcio Lopes. Controle Ambiental na Mineração de Quartzito, Pedra São Tomé. 1. ed. Belo Horizonte: SEGRAC, v.1. 2002.

FERREIRA, L. F. Acepções recentes do conceito de lugar e sua importância para o mundo contemporâneo. Revista Território, ano V (9): 65·83, jul./dez., 2000.

GOMES, Marcelino Amando da Silva Redução de impacto ambiental através da melhoria do processo de lavra de quartzito micáceo no município de São Tomé das Letras, Minas Gerais. Dissertação (Mestrado em Engenharia Metalúrgica e de Minas) – Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Engenharia, Belo Horizonte. 2000.

GRÜN, Mauro. A importância do lugar na Educação Ambiental. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. especial: 1517-1256, dez. 2008.

HOLZER, Werther. Uma discussão fenomenológica sobre os conceitos de paisagem e lugar, território e meio ambiente. Revista Território, ano II (3): 77-85, jul./dez. 1997.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/sao-thome-das-letras/panorama. Acessado em 02 de abril de 2020.

LOPES, Camila; RUCHKYS, Úrsula. “Recursos da geodiversidade de São Thomé das Letras – MG e seu uso para mineração e geoconservação: perspectivas para a reconversão desse território mineiro”. Desenvolvimento e Meio Ambiente. 35: 335-347, dez/2015.

LOPES, Renata de Melo Ferreira; FREITAS, Valéria Lúcia de Oliveira; MAIA-BARBOSA, Paulina Maria. “O que pensam as lideranças de São Tomé das Letras, MG, sobre as questões ambientais do município?” Revista Monografias Ambientais. 11(11): 2326-2359, jan./abr. 2013.

MALAFAIA, Guilherme; RODRIGUES, Aline Suely de Lima. “Percepção ambiental de jovens e adultos de uma escola municipal de ensino fundamental.” Revista Brasileira de Biociências. Porto Alegre, 7(3): 266-274, jul./set. 2009.

MARIN, Andréia Aparecida; OLIVEIRA, Haydée Torres; COMAR, Mario Vito. “A educação ambiental num contexto de complexidade do campo teórico da percepção”. Interciência. Caracas, 28(10): 616-619, out/2003.

MINAS GERAIS. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Trabalhando com educação de Jovens e Adultos – Estudantes e Alunas da EJA. Brasília, DF. 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/eja_caderno1.pdf. Acessado em 02 de abril de 2020.

MINAS GERAIS. Secretaria de Educação. Dispõe sobre a implantação do Projeto de Aceleração da Aprendizagem: "Acelerar para Vencer", para alunos do ensino fundamental da rede estadual de ensino de Minas Gerais. Resolução n. 1033, 17 de janeiro de 2008. Brasília, DF. 2008. Disponível em http://srenovaera.educacao.mg.gov.br/46-divae/268-resolucao-see-n-1033-de-17-de-janeiro-de-2008. Acessado em 02 de abril de 2020.

OKAMOTO, Jun. Percepção ambiental e comportamento. São Paulo: Editora Mackenzie. 2002.

OLIVEIRA-FILHO, Ary Teixeira de Oliveira; FLUMINHAN-FILHO, Miguel. “Ecologia da Vegetação do Parque Florestal Quedas do Rio Bonito”. Revista Cerne. Lavras, 5(2): 51-64, jul./dez. 1999.

RAMOS, Silvana Pirillo. Ensaio breve sobre um Turismo Insustentável. Revista Hospitalidade. São Paulo, 2(2): 69-86, 2 sem/2005.

SANTOS, Alessandro de Oliveira. Impactos Socioambientais do Turismo. Um problema de Saúde Pública. Rede Mobilizadores. 2004. Disponível em: http://nepaids.vitis.uspnet.usp.br/wp-content/uploads/2010/04/paper_alessandro.pdf. Acessado em 02 de abril de 2020.

SANTOS, Maria Guimarães Vieira dos. Avaliação da reabilitação in loco com espécies nativas, de pilha de estéril gerada por mineração de quartzito, no município de São Thomé das Letras, Minas Gerais. Dissertação (Mestrado em saneamento, meio ambiente e recursos hídricos) – Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Engenharia, Belo Horizonte. 2005.

TAMAIO, Irineu. A mediação do professor na construção do conceito de natureza: uma experiência de Educação Ambiental na Serra da Cantareira e Favela do Flamengo/São Paulo (Dissertação de Mestrado). Universidade de Campinas, São Paulo. 2000.

TONISSI, Rosa Maria Tóro. Percepção e caracterização ambientais da área verde da microbacia do córrego da Água Quente (São Carlos, SP) como etapas de um processo de Educação Ambiental. 281p. Tese (Doutorado em Ciências da Engenharia Ambiental) – Escola de Engenharia, Universidade de São Paulo, São Carlos. 2005.

VIÉGAS, Aline. Educação ambiental e complexidade: uma análise a partir do contexto escolar. Tese de doutorado. Rio de Janeiro: UFRJ. 2010.

ZAMARCO, Fernanda Cristine; LANZARINI, Ricardo. “Turismo e paisagem cultural: um estudo de caso de São Thomé das Letras em Minas Gerais, Brasil”. Caderno Virtual de Turismo. 19(1), 2019.

Downloads

Publicado

2021-10-31

Como Citar

Ferreira-Lopes, R. de M., Freitas, V. L. de O., & Maia-Barbosa, P. M. (2021). Percepção ambiental de estudantes do município de São Thomé das Letras, MG. Ambiente &Amp; Educação, 26(1), 655–676. Recuperado de https://periodicos.furg.br/ambeduc/article/view/11193