The Cosmocene Ecology: alternatives on the horizon of the Anthropocene and climate change

Vilmar Alves Pereira

Resumo


Este texto tem a pretensão de estabelecer algumas reflexões sobre o horizonte Antropoceno em que se avalia o impacto das atividades humanas como determinantes na alteração ecológica do planeta com sinais evidentes nas grandes mudanças climáticas e a partir desse contexto sugerir alternativas na busca de uma compreensão em defesa da vida tendo como referência o que denominamos Ecologia Cosmocena – não enquanto uma era, mas enquanto uma necessidade hermenêutica de reposicionarmos a referida relação. Essa teoria ecológica tem apresentado indicativos da necessidade humana de reavaliação de condutas, bem como de redefinição do papel do ser humano mediante a esse horizonte de múltiplas crises. Também acena para maiores vivências e aprendizagens com o cosmos, além da ampliação de sentidos da condição humana. Esta ecologia situa-se no campo de estudos dos Fundamentos da Educação Ambiental.

Palavras-chave


Keywords: Anthropocene. Ecology. Cosmocena. Alternatives. Changes. Climate.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, T. W; HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos.Tradução: Guido Antônio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

_____. Sobre Sujeito e Objeto. In:_____.Palavras e sinais: modelos críticos. Tradução: Maria Helena Ruschel. Petrópolis: Vozes 1995.

BAUMAN, Zigmunt. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Zahar Ed., 2008.

BOFF, L. As quatro ecologias: ambiental, política e social, mental e integral. Rio de Janeiro: Mar de Idéias: Animus anima 2012.

_____. Saber cuidar: ética do humano - compaixão pela terra. Petrópolis: Vozes, 1999.

CAPRA, F. O ponto de mutação. Rio de Janeiro: Cultrix, 2006.

_____. O Tao da física: uma análise entre os paralelos entre a física moderna e o misticismo oriental. Cultrix: Rio de Janeiro, 2011.

GADAMER H-G. Verdade e método: traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. Tradução: Flávio Paulo Meurer. Petrópolis: Vozes, 2002.

HABERMAS, J.O discurso filosófico da modernidade. Tradução: Luiz Sérgio Repa e Rodnei Nascimento. Lisboa: DomQuixote, 1990.

_____.Teoría de la acción comunicativa: racionalidad de la acción y racionalización social.Madrid: Taurus,2001. v. 1.

_____.Teoría de la acción comunicativa: crítica de la razón funcionalista. v. 2 Madrid: Taurus, 2001.

_____.Pensamento pós-metafísico. Tradução: Flávio BenoSiebeneichler. RiodeJaneiro: Tempo Brasileiro,2002.

HEIDEGGER, M. Caminos de bosque. Tradução: Helena Córtes e Arturo Leite. Madri: Alianza, 1993.

_____.Ser e tempo. Tradução: Márcia de Sá Cavalcante. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1989. t.1.

IVAR DO SUL, J. A. Uma nova época na história geológica da Terra?. Ciência Hoje, v. 333, p. 56-57, n. 2016.

LEFF, H. Racionalidade ambiental: a reapropriação social da natureza. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

LOUREIRO, C. F. Trajetória e fundamentos da educação ambiental. São Paulo: Cortez, 2004.

LOVELOCK, J. Gaia: alerta final.Tradução: Vera de Paula Assis. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2010.

NIETZSCHE, F. Sobre verdade e mentira no sentido extra-moral. São Paulo: Abril Cultural, 1974 (Obras incompletas).

PEREIRA, V. A; EICHENBERGER, J. C. ; CLARO, L. C. A crise nos fundamentos da Educação Ambiental: motivações para um pensamento pós-metafísico. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 32, p. 177-205, 2015.

PEREIRA, V. A. Ecologia Cosmocena: a redefinição do espaço humano no cosmos.Juiz de –Fora, MG : GARCIA edizioni, 2016.

PEREIRA, V. A. Ecologia Cosmoceba: uma perspectiva ontológica para Educação Ambiental. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, ed. Especial. p. 138-162, 2016.

______.(org). Hermenêutica & Educação Ambiental no contexto do Pensamento Pós-Metafísico. Juiz de –Fora, MG : GARCIA edizioni, 2016.

REIGOTA, M. O que é educação ambiental. São Paulo: Brasiliense, 1994.

RORTY, R. A filosofia e o espelho da natureza. Lisboa: Dom Quixote, 1998.

SANTOS, B. de S. A Crítica da Razão Indolente: contra o desperdício da experiência, Porto, Afrontamento, 2000.

VALE MOLINA, P; CAIXETA, D. A. “Fronteiras planetárias” e limites ao crescimento: algumas implicações de política econômica.Disponível em: .Outubro de 2011.

WILSON, E, O. A criação: como salvar a vida na terra. Tradução: Isa Mara Lando. São Paulo: Companhia da Letras, 2008.

ZALASIEWICZ, Jan. Antropoceno: cientistas proclamam que estamos no nascimento de uma nova era geológica.Disponível em: .

ZOHAR, D; MARSHALL, Ian. QS: inteligência espiritual. Tradução: Ruy Jungmann. Rio de Janeiro: Viva Livros, 2012.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v36i3.9744

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.