Notas sobre turismo indígena e educação Ambiental a partir de uma experiência etnográfica em andamento junto aos Mbya-Guarani em Domingos Petroline –RS
Notes on indigenous tourism and environmental education based on an ethnographic experience in progress with the Mbya-Guarani in Domingos Petroline -RS
Notas sobre turismo indígena y educación ambiental a partir de una experiencia etnográfica en marcha junto a los Mbya-Guaraní en Domingos Petroline -RS

Daciene Oliveira, Gianpaolo Adomilli, Mártin Cesar Tempass

Resumo


O presente artigo objetiva apresentar uma reflexão sobre os saberes dos Mbya-Guarani em relação ao ambiente em que vivem e produzem conhecimento, buscando articulações entre esses conhecimentos, a educação ambiental e o turismo. Para isto, apresenta-se alguns dados levantados a partir de uma pesquisa etnográfica em andamento junto aos Mbya Guarani, que ocupam duas áreas na região de Domingos Petroline, distrito rural da cidade de Rio Grande /RS. Cercados por árvores, rios, terras férteis para plantio e animais silvestres, diferentemente das demais aldeias da etnia, em Domingos Petroline os Mbya Guarani desfrutam de um ambiente favorável para suas atividades tradicionais, para a sua produção e reprodução cultural.

The present article aims to present a reflection on the knowledge of the Mbya-Guarani in relation to the environment in which they live and produce knowledge, seeking links between this knowledge, environmental education and tourism. For this, we present some data from an ethnographic research in progress with the Mbya Guarani, which occupy two areas in the region of Domingos Petroline, rural district of the city of Rio Grande / RS. Surrounded by trees, rivers, fertile land for planting and wild animals, unlike the other ethnic villages, in Domingos Petroline the Mbya Guarani enjoy a favorable environment for their traditional activities, for their production and cultural reproduction.

El presente artículo tiene como objetivo presentar una reflexión sobre los saberes de los Mbya-Guaraní en relación al ambiente en que viven y producen conocimiento, buscando articulaciones entre esos conocimientos, la educación ambiental y el turismo. Para ello, se presentan algunos datos levantados a partir de una investigación etnográfica en marcha junto a los Mbya Guaraní, que ocupan dos áreas en la región de Domingos Petroline, distrito rural de la ciudad de Rio Grande / RS. En los domingos Petroline los Mbya Guarani disfrutan de un ambiente favorable para sus actividades tradicionales, para su producción y reproducción cultural.

Palavras-chave


Mbya Guarani. Educação ambiental. Turismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ADOMILLI, Gianpaolo, TEMPASS, Mártin, LOPES, Raizza, Notas teórico-metodológicas sobre a pesquisa etnográfica na área de educação ambiental. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v 34 n. 3 p.226-244. Rio Grande, set/dez2017. Disponivel em: https://periodicos.furg.br/remea/article/view/7282 Acesso em: 10 jul. 2018.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues: Reflexões sobre como fazer trabalho de campo. Sociedade e cultura. 2007.

BAHL, Miguel. Dimensão cultural do turismo étnico. In PANOSSONETTO, Alexandre; ANSARAH, Marilial. Segmentação do mercado turístico: estudos, produtos e perspectivas. Barueri, SP: Manoele,2009.

CLASTRES, Helene. Terra sem mal: o profetismo tupi–guarani. São Paulo: Editora Brasiliense.1978.

CEBALLOS-LASCURAIN, Hector. Estúdio de Prefactilidad socioecomonica del turiso ecológico y anteproyecto arquitetônico y urbanístico dl centro de turismo ecológico de sian Kaán. México. Quintana Rôo,1987. In PELEGRINI,Américo. Dicionário Enciclopédico de Ecologia e Turismo. São Paulo: Roca,2000.

CNUMAD. Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento. Rio de Janeiro, 1992.

DIAS, Genebaldo Freire. 40 Contribuições para a sustentabilidade. Editora Gaia. São Paulo .2005.

GUATTARI, Félix. As três ecologias. Campinas, OS: Papirus,1990.

LEFF, Enrique, Saber Ambiental. Editora: Vozes. Petropolis RJ, 2005.

LITTLE, Paul, Etnodesenvolvimento local: autonomia cultural na era do neoliberalismo global. Tellus. Campo Grande,MS, 2002.

MIRANDA, Humberto Augusto Cardoso. Sistemas de planejamento e gestão do Ecoturismo em Roraima. Dissertação de Mestrado.2004.

ONU, Fórum Permanente das Nações Unidas sobre Questões Indígenas, 2009.

SCHADEN, Egon. Aspectos fundamentais da cultura guarani. São Paulo: Difusão Européia do livro, 1962.

SILVA ,Gilberto.Ferreira. Proposições para o diálogo intercultural: movimentos necessários . Porto Alegre: EDIPUCRS , 2009.

STEIN, Carlos Alberto; CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. Epistemologias Ecologicas: delimitando um conceito. Mana , Rio de Janeiro ,2014.

TEMPASS, Martin.Cesar . Orerémbiú: a relação das praticas alimentares e seus significados com a indentidade étinica e a cosmologia Mbyá – Guarani. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul , Porto Alegre, 2005.

TEMPASS, Martin.Cesar. Quanto mais doce, melhor: Um estudo antropológico das práticas alimentares a doce sociedade Mbya – Guarani . Dissertação (Doutorado em Antropologia Social) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul , Porto Alegre, 2010.

WTO, World Tourism Organization. Sustainnable Tourism Development Guide for Local Planners .WTO, Madrid, Spain, 2004.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i2.8914

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.