Oficina de arte com sucata eletrônica: uma alternativa para a Educação Ambiental baseada na reutilização e aprendizagem criativa

Autores

  • Lis Ângela De Bortoli Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão. http://orcid.org/0000-0001-9414-6569
  • Ana Sara Castaman Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão. http://orcid.org/0000-0002-5285-0694

DOI:

https://doi.org/10.14295/remea.v37i4.11668

Palavras-chave:

Educação Ambiental. Extensão. Aprendizagem.

Resumo

O presente artigo tem por finalidade conhecer a relevância da reutilização, do upcycling e da aprendizagem criativa na educação ambiental, através de oficinas de arte com sucata eletrônica, de modo a apresentar um relato de experiência extensionista. Para tanto, pauta-se em abordagem qualitativa, a partir da técnica bibliográfica. Está dividido em 02 (duas) partes: a) versa sobre conceitos de e-lixo e as possibilidades do seu emprego para atividades de arte; b) aborda a experiência de promoção e de condução de oficinas de arte com sucata eletrônica enquanto atividade extensionista. Conclui-se que através das oficinas é possível construir aprendizagens acerca da reutilização de e-lixo, por meio do upcycling, bem como formar a autonomia, a criatividade e potencializar habilidades e competências mediante o uso de metodologia de aprendizagem criativa para educação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lis Ângela De Bortoli, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão.

Bacharelado em Ciência da Computação pela UPF e Mestrado em Ciência da Computação pela UFRGS.

Ana Sara Castaman, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão.

Graduação em Pedagogia e Psicologia, Mestrado em Educação, Doutorado em Educação pela UNISINOS. Docente no ProfEPT.

Referências

ABINNE. Relatório Anual 2019 da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica. Disponível em <http://www.abinee.org.br/programas/imagens/rel2019/2/#zoom=z>. Acesso em 22 jun. 2020.

ALI, Nawwar Shukriah; KHAIRUDDIN, Nuur Farhana; ZAINAL ABIDIN, Shahriman. Upcycling: re-use and recreate functional interior space using waste materials. 2015 Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/269932497_Upcycling_Re-use_and_recreate_functional_interior_space_using_waste_materials. Acesso em 20 mai. 2020.

ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos; ALVES, Leonir Pessate (Org.) Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. 6. ed. Joinville: Univille, 2006. p. 79-99.

ARGAN, Giulio Carlo. História da arte como história da cidade. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

BALDÉ, Cornelis Peter et al. The Global E-waste Monitor 2017 Quantities, Flows, and Resources. 2017. Disponível em: https://www.itu.int/en/ITU-D/Climate-Change/Documents/GEM%202017/Global-E-waste%20Monitor%202017%20-%20Executive%20Summary.pdf. Acesso em: 30 mai. 2020.

BARBOSA, Maiara. Akatu é parceiro da Rede Globo em campanha do Meio Ambiente. 2020. Disponível em: https://www.akatu.org.br/noticia/akatu-e-parceiro-da-rede-globo-em-campanha-do-meio-ambiente/ Acesso em: 23 jun. 2020.

BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadorias. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2008.

BEINEKE, Viviane. Aprendizagem criativa na escola: um olhar para a perspectiva das crianças sobre suas práticas musicais. Revista da ABEM, v.19, n. 26, 2014.

BRASIL. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a política nacional de educação ambiental e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm Acesso em: 06 ago. 2019.

BRASIL. Política Nacional de Resíduos Sólidos. Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm. Acesso em: 23 jun. 2020.

BRASIL. Ministério Do Meio Ambiente. Princípio do 3 R´s. [20--]. Disponível em <https://www.mma.gov.br/responsabilidade-socioambiental/producao-e-consumo-sustentavel/consumo-consciente-de-embalagem/principio-dos-3rs.html>. Acesso em 18 jun. 2020.

BOMFIM, Alexandre Maia do et al. As políticas públicas e o papel social dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Série Reflexões na Educação, v 1, 2017. Disponível em:

https://memoria.ifrn.edu.br/bitstream/handle/1044/1510/SE%CC%81RIE%20REFLEXO%CC%83ES%20NA%20EDUCAC%CC%A7A%CC%83O%20-%20v%201.pdf?sequence=1&isAllowed=y;. Acesso em: 27 jun. 2020.

CHIAPETTA, Marina Santos. Arte e meio ambiente: grandes vertentes e poderes questionadores. Ecycle. [20--]. Disponível em: https://www.ecycle.com.br/3961-arte-e-meio-ambiente-ambiental-sustentavel-sustentabilidade?lb=no&fbclid=IwAR1lvN9HwZedS6ML5VZ11cJEi1_OA5CbgxN59t812ghNEL93Sza2YA7zh48. Acesso em: 25 jun. 2020.

DE BORTOLI, Lis Ângela; BRANDALISE, Ana Paula; MONTEMEZZO, Henrique. Reutilizando e-lixo através de arte com sucata eletrônica. 1º Congresso Sul Americano de Resíduos Sólidos e Sustentabilidade. Anais[...]. Gramado/RS. 12 a 14 de junho de 2018. Disponível em: http://www.ibeas.org.br/conresol/conresol2018/III-006.pdf. Acesso em: 12 jun. 2020.

DE BORTOLI, Lis Ângela. Projeto de Extensão E-lixo: ações de descarte, reutilização e educação ambiental. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Sertão. 2019. (Mimeo).

DE LUCA, Cristina. O que é Inclusão Digital? In: CRUZ, Renato. O que as empresas podem fazer pela inclusão digital. São Paulo: Instituto Ethos, 2004.

FERRAZ, Maria Heloísa C. de T.; FUSARI, Maria F. de Rezende e. Metodologia do ensino de arte. São Paulo: Cortez, 1993.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Panorama. 2020. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rs/sertao/panorama Acesso em: 22 jun. 2020.

IFRS. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – Campus Sertão. Projeto Pedagógico Do Curso Técnico Em Manutenção E Suporte Em Informática. Julho, 2013. (Mimeo)

IFRS. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. Política de Extensão do Instituto Federal De Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. Resolução nº 058, de 15 de agosto de 2017. Disponível em: https://ifrs.edu.br/wp-content/uploads/2017/08/Resolucao_058_17_Completa.pdf. Acesso em: 17 out. 2019.

IFRS. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. Cartilha da Pró-Reitoria de Extensão do IFRS: extensão em ação. 2019. (Mimeo).

LAYRARGUES, Philippe Pomier. Para aonde vai a educação ambiental? O cenário político-ideológico da educação ambiental brasileira e os desafios de uma agenda política crítica contra-hegemônica. Revista Contemporânea de Educação, v. 7, n. 14, p. 388-411, ago.-dez., 2012.

LOPES, Luciane Dornbusch; PADILHA, Lucas da Rosa Mayeni Medeiros; SCHULTE, Neide Köhler. Logística reversa, reutilização e trabalho social na moda. Moda Palavra e-periódico, v. 7, n. 13, jan./jun. 2014. Disponível em: http://www.revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/5119/3317. Acesso em: 25 jun. 2020.

LOPES, Renato Matos et al. Características gerais da aprendizagem baseada em problemas. In: LOPES, Renato Matos; SILVA FILHO, Moacelio Veranio; ALVES, Neila Guimarães. Aprendizagem baseada em problemas: fundamentos para a aplicação no ensino médio e na formação de professores. Rio de Janeiro: Publiki, 2019.

MARTINS, Mirian Celeste; PICOSQUE, Gisa; GUERRA, M. Teresinha Telles. Teoria e prática do ensino de arte: a língua do mundo. São Paulo: FTD, 1998.

MORELLI, Graziela; ENDER, Jaqueline. Upcycling: um novo caminho para a moda sustentável. 2017. 6º GAMPI Plural, Joinville/SC. Disponível em: http://pdf.blucher.com.br.s3-sa-east-1.amazonaws.com/designproceedings/gampi2017/12.pdf. Acesso em: 30 mai. 2020.

NANÁHAYNE. Tecnojóias. 2016. Disponível em: http://nanahaynearte.blogspot.com/ Acesso em: 23 jun. 2020.

NAÇÕES UNIDAS. Mundo produzirá 120 milhões de toneladas de lixo eletrônico por ano até 2050, diz relatório. 2019. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/mundo-produzira-120-milhoes-de-toneladas-de-lixo-eletronico-por-ano-ate-2050-diz-relatorio/>. Acesso em: 10 jun. 2020.

PACHECO, Eliézer. Desvendando os Institutos Federais: identidade e objetivos. Educação Profissional e Tecnológica em Revista, Vitória, v. 4, n. 1, 2020. Disponível em: https://ojs.ifes.edu.br/index.php/ept/article/view/575. Acesso em: 27 jun. 2020.

PALHACI, Maria do Carmo Jampaulo Plácido et al. A importância da arte como meio de reciclagem e como formação de um novo pensamento ambiental. V World Congress on Communication and Arts. Guimarães/Portugal, de 15 a 18 de Abril de 2012. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/134942/ISSN2317-1707-2012-05-01-553-557.pdf?sequence=1. Acesso em: 24 jun. 2020.

PAPERT, Seymour; HAREL, Idit (org.). Constructionism: Research, Reports and Essays, 1985-1990. Massachusetts: Ablex, 1991.

PAULA, Carlos Alberto de et al. Arte: quem tem uma explicação. In: VÁRIOS AUTORES. Arte. Curitiba: SEED Paraná, 2006.

REIGOTA, Marcos. Meio ambiente e representação social. São Paulo: Cortez, 1994.

RESNICK, Michel. Give P’s a chance: Projects, Peers, Passion, Play. In: Proceedings of Constructionism and Creativity Conference, Vienna, Austria, 2014.

RESNICK, Michel. Acredito que a escola (na verdade, toda a vida) deveria se tornar mais como o jardim de infância. [20--]. Disponível em: https://www.voltaasaulas.aprendizagemcriativa.org/o-que-e-aprendizagem-criativa Acesso em: 26 jun. 2020.

SAFFI, Beatriz. Brasília escala humana: upcycling com tecido descartado para a marca Pau-Brasília. 2015. 129 f. Monografia (Bacharelado em Desenho Industrial), Universidade de Brasília, Brasília, 2015.

SILVA, Soraya Petla; QUIMELLI, Gisele A. de Sá. A extensão universitária como espaço de formação profissional do assistente social e a efetivação dos princípios do projeto ético-político. Emancipação, v. 6, n. 1, p. 279-296, 2006.

SUNG, Kyungeun. A review on upcycling: current body of literature, knowledge gaps and a way forward. Proceedings of the 17th International Conference on Environment, Cultural, Economic and Social Sustainability. Anais [...]. Venice, 13-14 April 2015, pp. 28-40. Disponível em: https://dora.dmu.ac.uk/handle/2086/14640. Acesso em 25 Jun. 2020.

UNITED NATIONS. A New Circular Vision for Electronics Time for a Global Reboot. 2019. Disponível em http://www3.weforum.org/docs/WEF_A_New_Circular_Vision_for_Electronics.pdf. Acesso em: 23 maio 2020.

VIEIRA, Elaine; VOLQUIND, Lea. Oficinas de Ensino: O quê? Por quê? Como?. Porto Alegre: EdiPUCRS, 1996.

Downloads

Publicado

2020-12-18

Como Citar

De Bortoli, L. Ângela, & Castaman, A. S. (2020). Oficina de arte com sucata eletrônica: uma alternativa para a Educação Ambiental baseada na reutilização e aprendizagem criativa. REMEA - Revista Eletrônica Do Mestrado Em Educação Ambiental, 37(4), 61–80. https://doi.org/10.14295/remea.v37i4.11668