A Educação Ambiental Crítica e o pensamento freireano: tecendo possibilidades de enfrentamento e resistência frente ao retrocesso estabelecido no contexto brasileiro

Antonia Adriana Mota Arrais, Marcelo Ximenes Aguiar Bizerril

Resumo


o enfraquecimento das políticas ambientais e educacionais, na atualidade, afeta diretamente e silencia a Educação Ambiental (EA). Com isso, o presente ensaio é dedicado a promover uma discussão acerca da EA na contemporaneidade, principalmente no contexto brasileiro, apontando para a urgência do estabelecimento de uma EA que seja amparada nas premissas críticas, emancipatórias e transformadoras para a edificação de uma luta coletiva de resistência e enfrentamento a todas as adversidades que emergem nesses “novos” tempos. Assim, são apresentados alguns fundamentos e contribuições acerca da Educação Ambiental Crítica (EAC) e como o pensamento freireano, com seus elementos estruturantes - diálogo, a educação problematizadora e libertadora, o processo de conscientização, os temas geradores, a relação horizontal entre educando-educador, a ação-reflexão-ação e o desvelamento da realidade – que podem fornecer diretrizes para a construção de possibilidades de (re)pensar a EA diante da atual conjuntura.

Palavras-chave


Educação Ambiental; Educação Ambiental Crítica; Paulo Freire

Texto completo:

PDF

Referências


BEHREND, Danielle Monteiro; COUSIN, Cláudia da Silva; GALIAZZI, Mariado Carmo. Base Nacional Comum Curricular: o que se mostra de referência à educação ambiental? Ambiente & Educação – Revista de Educação Ambiental, v. 23, n. 2, p. 74-89, 2018. https://periodicos.furg.br/ambeduc/article/view/8425

BOURSCHEIT, Adem. Desrespeitar a política de segurança é uma marca dos 100 dias de governo Bolsonaro. Disponível em: https://www.oeco.org.br/reportagens/desmonte-de-politicas-ambientais-e-a-marca-dos-100-dias-de-governo-bolsonaro/ Acesso em: 19 dez. 2019.

BRASIL. Decreto n° 9.759, de 11 de abril de 2019. Disponível em: http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/71137350/do1e-2019-04-11-decreto-n-9-759-de-11-de-abril-de-2019-71137335. Acesso em: 19 dez. 2019.

CARVALHO, Isabel Cristina Moura. Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. São Paulo: Cortez. 2012.

DAVIDOVICH, Luiz; CENTODUCATTE, Reinaldo; PEREGRINO, Fernando; VILELA, Evaldo. PORTO, André Gomyde. Carta de manifestação pública enviada ao presidente da república: em defesa do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). São Paulo: SBPC, 2019. http://sbpcacervodigital.org.br/handle/20.500.11832/2905

DELIZOICOV, Demétrio; DELIZOICOV, Nadir Carvalho. A dimensão freireana na educação ambiental. In: LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; TORRES, Julia Rezende. Educação Ambiental: dialogando com Paulo Freire. São Paulo: Cortez, 2014.

DELIZOICOV, Demétrio; ANGOTTI, José André; PERNAMBUCO, Marta Maria Castanho Almeida. Ensino de ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2009.

DICKMANN, Ivo; CARNEIRO, Sônia Maria Marchiorato. Paulo Freire e Educação ambiental: contribuições a partir da obra Pedagogia da Autonomia. Revista de Educação Pública, v. 21, n. 45, p. 87-102, 2012. http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/334

DICKMANN, Ivo; CECCHETTI, Elcio. Pedagogia da coletividade: ensaio freiriano sobre educação e política na atualidade brasileira. Revista Eletrônica Mestrado Educação Ambiental, v. 36, n. 1, p. 96-108, jan./abr. 2019. https://periodicos.furg.br/remea/article/view/8955

DICKMANN, Ivo; STANQUEVISKI, Claudemir. Pedagogia da resistência: aportes críticos para uma Educação Ambiental Freiriana. Quaestio, Sorocaba, SP, v. 21, n. 1, p. 59-80, jan./abr. 2019. http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3509

ESCOBAR, Herton. Brazilian president attacks deforestation data. Science. Vol. 365, Issue 6452, p. 419, 2016. https://science.sciencemag.org/content/365/6452/419

FEARNSIDE, Philip Martin. Os números do desmatamento são reais apesar da negação do presidente Bolsonaro. Disponível em: https://amazoniareal.com.br/os‐numeros‐do‐desmatamento‐sao‐reais‐apesar‐da‐negacao‐dopresidente‐bolsonaro/ Acesso em: 25 set. 2019.

FREIRE, Paulo. Educação e Mudança. São Paulo: Paz e Terra, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

FREIRE, Paulo. Pedagogia dos sonhos possíveis. 55. ed. São Paulo/Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2017.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25. ed. Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. Paz e Terra, 1992.

FREITAS, Ana Lúcia Souza. Conscientização. In: STRECK, Danilo R.; REDIN, Euclides; ZITTKOSKI, Jaime José. Dicionário Paulo Freire. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

FRIZZO, Taís Cristine Ernst; CARVALHO, Isabel Crista Moura. Políticas públicas atuais no Brasil: o silêncio da educação ambiental. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Ed. Especial EDEA, n. 1, p. 115-127, 2018. https://periodicos.furg.br/remea/article/view/8567

GOUVEIA, André Barbosa. Ofício ANPED 046/2019. Moção de repúdio ao desmonte das políticas públicas de educação ambiental. Rio de Janeiro/Niterói, 2019. http://www.anped.org.br/sites/default/files/images/mocao_17_oficio_anded_046-2019_repudio_ao_desmonte_das_politicas_ambientais.pdf

GUIMARÃES, Mauro. Educação ambiental crítica. In: LAYRARGUES, Philippe Pomier (coord.). Identidades da educação ambiental brasileira. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004.

LAYRARGUES, Philippe Pomier. Antiecologismo no Brasil: reflexões ecopolíticas sobre o modelo de desenvolvimentismo-extrativista-predatório e a desregulação ambiental pública. In: OLIVEIRA, Marcia Maria Dosciatti de, et al. Cidadania Meio Ambiente e Sustentabilidade. Caxias do Sul: EDUCS, 2017.

LAYRARGUES, Philippe Pomier. Quando os ecologistas incomodam: a desregulação ambiental pública no Brasil sob o signo do Anti-ecologismo. Revista de Pesquisa em Políticas Públicas, 2018. https://periodicos.unb.br/index.php/rp3/article/view/16812

LAYRARGUES, Philippe Pomier; LIMA, Gustavo Ferreira da Costa. As macrotendências político-pedagógicas da educação ambiental brasileira. Ambiente & Sociedade, 17(1), 23-40, 2014. http://www.scielo.br/pdf/asoc/v17n1/v17n1a03.pdf

LAYRARGUES, Philippe Pomier. Identidades da educação ambiental brasileira. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004.

LEHER, Roberto. Autoritarismo contra a Universidade: o desafio de popularizar a defesa da educação pública. São Paulo: Fundação Rosa Luxemburgo, Expressão Popular, 2019.

LIMA, Gustavo Ferreira da Costa. Educação ambiental crítica: do socioambientalismo às sociedades sustentáveis. Educação e Pesquisa, 35(1), 145-163, 2009. http://www.scielo.br/pdf/ep/v35n1/a10v35n1.pdf

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Educação ambiental crítica: contribuições e desafios. Conceitos e práticas em educação ambiental na escola, p. 65, 2007.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Questões ontológicas e metodológicas da educação ambiental crítica no capitalismo contemporâneo. Revista Eletrônica Mestrado Educação Ambiental. Rio Grande, v. 36, n. 1, p.79-95, jan./abr. 2019. https://periodicos.furg.br/remea/article/view/8954

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Teoria Crítica. In: FERRARO JÚNIOR, Luiz Antonio. (Org) Encontros e Caminhos. Formação de educadores (as) ambientais e coletivos educadores. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2005.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo.Trajetória e fundamentos da Educação Ambiental. São Paulo: Cortez, 2006.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; LIMA, Maria Jacqueline Girão Soares. A hegemonia do discurso empresarial de sustentabilidade nos projetos de educação ambiental no contexto escolar: Nova estratégia do capital. Revista Contemporânea de Educação, 2012. https://revistas.ufrj.br/index.php/rce/article/view/1672

MAB. Movimento dos atingidos por barragens. A privatização mata: análise do MAB sobre o crime da Vale em Brumadinho/MG. Secretaria Nacional. São Paulo: MAB, 2019.

MACHADO, Carlos Roberto da Silva; MORAES, Bruno Emílio. Educação ambiental crítica: da institucionalização à crise. Quaestio, Sorocaba, SP, v. 21, n. 1, jan./abr. 2019. http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3508

MARETTI, Cláudio C. Óleo no litoral do Nordeste e do Brasil. Disponível em: https://www.oeco.org.br/colunas/claudio-maretti/oleo-no-litoral-do-nordeste-e-do-brasil/ Acesso em: 20 dez. 2019.

MARTINS, Nayara Paula; BIZERRIL, Marcelo Ximenes Aguiar. Articulações entre os temas geradores de Paulo Freire e a Educação Ambiental na escola. Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – ENPEC, 10., Águas de Lindoia. Anais [...]. Águas de Lindoia, 2015. http://www.abrapecnet.org.br/enpec/x-enpec/anais2015/lista_area_10.htm

NOGUEIRA, Vera Maria Ribeiro; MEDEIROS, Mara Rosange Acosta de. 2019 – um balanço nada promissor para a área social. Sociedade em Debate (Pelotas), v. 25, n. 3, p. 04-11, set./dez. 2019. http://revistas.ucpel.tche.br/index.php/rsd/article/view/2695/1602

PEREIRA, Eder Johnson de Area Leão; FERREIRA, Paulo Jorge Silveira Ferreira; RIBEIRO, Luiz Carlos de Santana; CARVALHO, Terciane Sabadini; PEREIRA, Hernane Borges de Barros Pereira. Policy in Brazil (2016–2019) threaten conservation of the Amazon rainforest, Environmental Science & Policy, Volume 100, 2019. https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S1462901119303818

PERNAMBUCO, Marta Maria Castanho Almeida; SILVA, Antonio Fernando Gouvêa da Silva. Paulo Freire: a educação e a transformação do mundo. In: CARVALHO, Isabel Cristina Moura de; GRÜN, Mauro; TRAJBER, Rachel. Pensar o Ambiente: bases filosóficas para a Educação Ambiental. Brasília: Ministério da Educação, 2006.

SAUVÉ, Lucie. Uma cartografia das correntes em Educação Ambiental. In: SATO, Michèle Tomoko; CARVALHO, I. C. M. (Orgs.). Educação Ambiental - pesquisas e desafios. Porto Alegre: Artmed, 2005.

SBPC. Manifesto do conselho da SBPC em defesa do instituto nacional de pesquisas espaciais (INPE). 2019. http://portal.sbpcnet.org.br/noticias/conselho-da-sbpc-lanca-manifesto-em-defesa-do-inpe/

SENNA, Mônica de Castro Maia. Que vozes querem calar? Ameaças às instituições participativas no início do governo Bolsonaro. Disponível em: https://cee.fiocruz.br/?q=ANALISE-DE-CONJUNTURA. Acesso em: 12 jan. 2019.

SILVA, Antonio Fernando Gouvêa da Silva; PERNAMBUCO, Marta Maria Castanho Almeida. Paulo Freire: uma proposta pedagógica ético-crítica para a educação ambiental. In: LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; TORRES, Juliana Rezende. Educação Ambiental: dialogando com Paulo Freire. São Paulo: Cortez, 2014.

SILVA, Luciana Ferreira. Educação Ambiental Crítica: entre ecoar e recriar. Tese de Doutorado (Educação). São Paulo: Universidade de São Paulo, 2009. https://teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-28052009-171742/publico/TESE.pdf

SORRENTINO, Marcos; TRAJBER, Raquel; MENDONÇA, Patrícia; FERRARO JUNIOR, Luiz Antônio. Educação Ambiental como Política Pública. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 285-299, maio/ago. 2005. http://www.scielo.br/pdf/ep/v31n2/a10v31n2.pdf

TORRES, Juliana Rezende. Educação ambiental crítico-transformadora no contexto escolar: um exemplar. DICKMANN, Ivo; BATTESTIN, Cláudia. Educação ambiental na América Latina. 1. ed. – Chapecó: Plataforma Acadêmica, 2018.

TORRES, Juliana Rezende; FERRARI, Nadir; MAESTRELLI, Sylvia Regina Pedrosa. Educação ambiental crítico-transformadora no contexto escolar: teoria e prática freireana. In: LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; TORRES, Juliana Rezende. Educação Ambiental: dialogando com Paulo Freire. São Paulo: Cortez, 2014.

TOZONI-REIS, Marília Freitas Campos. Temas ambientais como temas geradores: contribuições para uma metodologia educativa ambiental crítica, transformadora e emancipatória. Educar em revista, v. 22, n. 27, 2006. https://revistas.ufpr.br/educar/article/view/6467

TOZONI-REIS, Marília Freitas Campos. Sobre educar e transgredir. Editorial. Ciênc. Educ., Bauru, v. 25, n. 1, p. 3-4, 2019. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-73132019000100003

TREIN, Eunice Schilling. A Educação Ambiental Crítica: crítica de que? Revista Contemporânea de Educação. v. 7, n. 14, p. 304-318, ago/dez. 2012. https://revistas.ufrj.br/index.php/rce/article/view/1673




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v37i1.10885

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.