Como os estudantes percebem a sustentabilidade na educação superior? Um estudo qualiquantitativo sobre a Universidade Federal do Cariri – CE

Jeferson Antunes, Verônica Salgueiro do Nascimento, Zuleide Fernandes de Queiroz

Resumo


No contexto acadêmico das discussões acerca da sustentabilidade, diversas instituições de ensino superior (IES) têm aproximado sua missão e visão as discussões sobre a temática. Não obstante, outras IES nascem pautadas nos princípios da sustentabilidade. O presente estudo investiga esse segundo caso, visando compreender através da percepção dos estudantes qual seu entendimento sobre a sustentabilidade, tendo por lócus a Universidade Federal do Cariri (UFCA), uma jovem IES que se insere no contexto do interior cearense, que tem a sustentabilidade como eixo norteador. Os sujeitos desta pesquisa foram 48 estudantes que participaram de entrevista semiestruturada, analisada através do Discurso do Sujeito Coletivo, buscando compreender como se insere o tema na instituição. Compreendemos que a percepção dos estudantes sobre o tema é difusa, fundamentada em mitigar problemas ambientais e redução do consumo, orquestrada em uma racionalidade limitada pelo currículo, mas que apresenta uma pluralidade de discussões.

Palavras-chave


Educação Superior; UFCA; Sustentabilidade

Texto completo:

PDF

Referências


ALIER, Joan Martínez. O ecologismo dos pobres: conflitos ambientais e linguagens de valoração. 2ed. São Paulo: Editora Contexto, 2015.

ANTUNES, Jeferson; NASCIMENTO, Verônica Salgueiro do; QUEIROZ, Zuleide Fernandes de. Educação para sustentabilidade, interdisciplinaridade e as contribuições da mediação para a construção coletiva do conhecimento. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient. Rio Grande, v. 35, n. 1, p. 260-278, jan./abr. 2018.

ANTUNES, Jeferson; NASCIMENTO, Verônica Salgueiro do; QUEIROZ, Zuleide Fernandes de. Narrativa crítica acerca do desenvolvimento sustentável: quais relações podemos estabelecer?. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient. Rio Grande, v. 34, n. 2, p. 57-65, maio/ago. 2017.

ANTUNES, Jeferson; RIBEIRO, Verônica; ARRAIS, Estêvão; MOREIRA, Raniere. A política de reestruturação e expansão das universidades federais no Brasil: Um olhar sobre o curso de Administração Pública da Ufca. In: ANAIS I Simpósio de Pesquisa e Inovação da UFCA. Juazeiro do Norte: UFCA, 2015.Disponível em acesso em 18-02-2018 às 08:00 horas.

BERNHEIM, Carlos Tünnermann; CHAUÍ, Marilena de Souza. Desafios da universidade na sociedade do conhecimento: cinco anos depois da conferência mundial sobre educação superior. Brasília: UNESCO, 2008.

BOFF, Leonardo. Sustentabilidade: O que é – O que não é. 4ed. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2015.

CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. Cortez Editora, 2017.

CASTANHEIRA, Nelson Pereira. Estatística aplicada a todos os níveis. Curitiba: Editora Intersaberes, 2012.

DMESSXXI. Declaração Mundial sobre o Ensino Superior para o Século XXI (1998). Disponível em acesso em 18-02-2017 às 08:00 horas.

EDWARDS, Rosalind; HOLLAND, Janet. What is Qualitative Interviewing?. Londres: BloomsburryAcademic, 2013.

FLICK, Uwe. Introdução a pesquisa qualitativa. 3ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FLORIANI, Dimas. Marcos Conceituais do Desenvolvimento da Interdisciplinaridade. In: PHILIPPI, Arlindo Jr.; TUCCI, Carlos E. Morelli; HOGAN, Daniel Joseph; NAVEGANTES, Raul. Interdisciplinaridade em Ciências Ambientais. São Paulo: Signus Editora, 2000.

JACOBI, Pedro. Meio ambiente e sustentabilidade. O Município no século XXI: cenários e perspectivas. Cepam–Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal, p. 175-183, 1999.

LDB. Ministério de Educação e Cultura. LDB - Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

LEFEVRE, Ana Maria; LEFEVRE, Fernando. Pesquisa de representação social: Um enfoque qualiquantitativo. 2ed. Brasília: Liber Livro, 2012.

MORRIN, Edgar. A Via para o futuro da humanidade. Rio de Janeiro: BERTRAND BRASIL, 2013.

OCF. Our commun Future: Report of the World Commission on Environment and Development. Disponível em < http://www.un-documents.net/our-common-future.pdf> Acesso em: 04-03-2017 às 10:00:00.

SACHS, Ignacy. Desenvolvimento includente, sustentável e sustentado. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.

SACHS, Ignacy. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Editora Garamond, 2000.

SANTOS, Boaventura de Santos. Um discurso sobre as ciências. 7ed. São Paulo: Editora Cortez, 2010.

SEQUINEL, Maria Carmen Mattana. Cúpula mundial sobre desenvolvimento sustentável - Joanesburgo: entre o sonho e o possível. Revista Análise Conjuntural, v.24, n.11-12, p.12, nov./dez. 2002.

TRAVASSOS, Edson GOMES. A educação ambiental nos currículos: dificuldades e desafios. Revista de biologia e ciências da terra, v. 1, n. 2, 2001.

VEIGA, José Eli da. Desenvolvimento sustentável: o desafio do Século XXI. 3ed. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v37i3.9798

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.