Práticas educativas CTS e Educação Ambiental na problematização dos valores presentes no direcionamento dado ao desenvolvimento científico-tecnológico
Educational practices STS and Environmental Education in the problematization of the values present in the direction given to the scientific and technological development
Prácticas educativas CTS y Educación Ambiental en la problematización de los valores presentes en el direccionamiento dado al desarrollo científico-tecnológico

Taís Regina Hansen, Daniel Marsango, Rosemar Ayres dos Santos

Resumo


O desenvolvimento da Ciência-Tecnologia é responsável por diversas mudanças na Sociedade/Ambiente. Portanto, os avanços destas áreas necessitam de um controle social, o que se torna possível através da Educação. Tendo em vista, tal aspecto, buscamos analisar como a não-neutralidade da Ciência-Tecnologia e a presença de valores no direcionamento dado ao desenvolvimento científico-tecnológico tem sido discutido nas práticas educativas CTS desenvolvidas na Educação Básica. O corpus de análise foi composto por artigos de periódicos da Educação em Ciências. Como metodologia de análise utilizamos a Análise Textual Discursiva e chegamos a duas categorias: 1) Superação do aspecto da neutralidade CT, a participação social e os valores não cognitivos; e 2) Valores cognitivos, abordagens CTS e Educação Ambiental na Educação Básica. As quais sintetizam os resultados dessa investigação.

The development of Science-Technology is responsible for several changes in Society / Environment. Therefore, advances in these areas require social control, which is made possible through education. In this regard, we seek to analyze how the non-neutrality of Science-Technology and the presence of values in the direction given to the scientific-technological development has been discussed in the STS educational practices developed in Basic Education. The corpus of analysis was composed by articles of periodicals of Education in Sciences. As a methodology of analysis we use Discursive Textual Analysis and we come to two categories: 1) Overcoming the aspect of ST neutrality, social participation and non-cognitive values; and 2) Cognitive values, STS approaches and Environmental Education in Basic Education. These summarize the results of this investigation.

El desarrollo de la Ciencia-Tecnología es responsable de diversos cambios en la Sociedad / Ambiente. Por lo tanto, los avances de estas áreas necesitan un control social, lo que se hace posible a través de la Educación. En este sentido, buscamos analizar cómo la no neutralidad de la Ciencia-Tecnología y la presencia de valores en el direccionamiento dado al desarrollo científico-tecnológico ha sido discutido en las prácticas educativas CTS desarrolladas en la Educación Básica. El corpus de análisis fue compuesto por artículos de periódicos de la Educación en Ciencias. Como metodología de análisis utilizamos el análisis textual discursivo y llegamos a dos categorías: 1) Superación del aspecto de la neutralidad CT, la participación social y los valores no cognitivos; y 2) Valores cognitivos, enfoques CTS y Educación Ambiental en la Educación Básica. Que sintetizan los resultados de esta investigación.

Palavras-chave


CTS. Educação Ambiental. Não Neutralidade da CT.

Texto completo:

PDF

Referências


AULER, D. Interações entre Ciência-Tecnologia-Sociedade no Contexto da Formação de Professores de Ciências. 2002. 258 f. Tese (Doutorado em Educação), Centro de Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

______. Novos caminhos para a educação CTS: ampliando a participação. In SANTOS, WLP; AULER, D. (Orgs.). CTS e educação científica: desafios, tendências e resultados de pesquisas. Brasília: UnB, 2011, p. 73-98.

______; DELIZOICOV, D. Educação CTS: Articulação entre Pressupostos do Educador Paulo Freire e Referenciais Ligados ao Movimento CTS. In: SEMINÁRIO IBÉRICO CTS NO ENSINO DAS CIÊNCIAS. 1. Anais... Universidad de Málaga, 2006. p. 1-7.

BAZZO, W. A.; LINSINGEN, I. V.; PEREIRA, L. T. V. Introdução aos estudos CTS: Ciência, Tecnologia e Sociedad. Mari, Espanha : OEI (Organização dos Estados Ibero-americanos), 2003a.

BOURSCHEID, J. L. W. A convergência da educação ambiental, sustentabilidade, ciência, tecnologia e sociedade (CTS) e ambiente (CTSA) no ensino de ciências. Revista Thema, [S.l.], v. 11, n. 1, p. 24-36, jul. 2014. ISSN 2177-2894. Disponível em: http://revistathema.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/183/109. Acesso em: 03 ago. 2018.

DAGNINO, R. A anomalia da política de ciência e tecnologia. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 29, n. 86, p. 45-55, out. 2014. Disponível em: www.scielo.br/pdf/rbcsoc/v29n86/04.pdf . Acesso em: 03 ago. 2018.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 48. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

FEENBERG, A. O que é a filosofia da tecnologia?. 2003. Disponível em: https://www.sfu.ca/~andrewf/Feenberg_OQueEFilosofiaDaTecnologia. Acesso em: 10 de fevereiro de 2018.

GADOTTI, M. Educar para a Sustentabilidade. São Paulo: Instituto Paulo Freire, 2009.

LACEY, H. Existe uma distinção relevante entre valores cognitivos e sociais? Scientiae Studia, São Paulo. v. 1, n. 2, 121–149, 2003.

______. Valores e atividade científica. São Paulo: Discurso. 1998.

LEFF, E. Epistemologia ambiental. São Paulo: Cortez, 2001.

MORAES, R.; GALIAZZI, MC Análise Textual Discursiva. 2. ed. Rev. Ijuí, RS: Editora UNIJUÍ, 2007. 224p.

RUBBA, P. A.; WIESENMAYER, R. L. Goals and competencies for precollege STS education: recommendations based upon recent literature in environmental education. Journal of environmental Education, v.19, n.4, p.38-44, 1988.

SANTOS, RA. Busca de uma participação social para além da avaliação de impactos da ciência-tecnologia na sociedade: sinalizações de Práticas Educativas CTS. 203p. Tese (Doutorado em Educação), UFSM, Santa Maria, 2016.

SANTOS, W. L. P.; MORTIMER; E. F. Tomada de decisão para ação social responsável no ensino de ciências. Ciência & Educação, v.7, p.95-111, 2001. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v7n1/07.pdf >. Acesso em: 20 ago. 2018.

STRIEDER, Roseline Beatriz et al. Educação CTS e Educação Ambiental: ações na formação de professores. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Florianópolis, v. 9, n. 1, p. 57-81, maio 2016. ISSN 1982-5153. Disponível em: < https://periodicos.ufsc.br/index.php/alexandria/article/view/1982-5153.2016v9n1p57/31791 >. Acesso em: 20 ago. 2018.

TRISTÃO, M. As Dimensões e os desafios da educação ambiental na sociedade do conhecimento. In: RUSHEINSKY, A. (Org.). Educação ambiental: abordagens múltiplas. Porto Alegre: Artmed, 2002. p. 169-173.

WATANABE-CARAMELLO, G. Aspectos da complexidade: contribuições da Física para a compreensão do tema ambiental. Tese de Doutorado em Ensino de Ciências - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i2.8885

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.