Da globalização dos territórios aos territórios da globalização
De la globalização de los territorios a los territorios de la globalización
From the globalization of territories to the territories of globalization

Liliana Angel Vargas

Resumo


O presente artigo envolve temáticas básicas dentro do processo de formação para a cidadania e para a educação ambiental, no sentido amplo de velar pela sustentabilidade socioambiental, em territórios definidos por um processo de globalização contraditório e desigual, que longe de diminuir injustiças e assimetrias historicamente estabelecidas em diversos contextos, as aprofunda. Assim, ao refletir sobre as formas como essas relações se estabelecem, fica mais possível identificar formas de resistência, a partir do agir coletivo, tendo como base o compromisso ético de defender a vida, em todas suas formas, e a dignidade humana nos diversos contextos territoriais. Assim, aprender a pensar a globalização é também identificar como podemos, a partir da educação, encontrar caminhos para a construção de um novo pacto transgeracional comprometido com a vida e a sustentabilidade.

El presente artículo presenta temas básicos de formación para la ciudadanía y para la educación ambiental, en su sentido amplio de velar por la sostenibilidad socioambiental, en territorios definidos por un proceso de globalización contradictorio y desigual, que lejos de disminuir injusticias y asimetrías históricamente establecidas en diversos contextos, las profundiza. Así, al reflexionar sobre como esas relaciones se establecen es más fácil identificar formas de resistencia a partir de la acción colectiva, con base en el compromiso ético de defender la vida en todas sus formas, y la dignidad humana en diversos contextos territoriales. De esa forma, aprender a pensar la globalización es también identificar como podemos, a partir de la educación, encontrar caminos para la construcción de un nuevo pacto transgeneracional comprometido con la vida y la sostenibilidad.

This article involves basic themes within the citizenship and environmental education formation processes, in the broad perspective of guarding the socioenvironmental sustainability, in territories defined by a conflicting and unequal globalization process, which far from reducing injustice and historically established asymmetries in several contexts, actually deepens them. Thus, by reflecting upon the ways these relations are established, it is more possible to identify forms of resistance stemming from collective action, based on the ethical commitment of defending life in all its forms and human dignity in its various territorial contexts. Hence, learning to think about globalization is also identifying how we can, through education, find ways for the construction of a new transgenerational pact committed to life and sustainability.

Palavras-chave


Globalização, Território, Saúde

Texto completo:

PDF

Referências


ALBURQUERQUE, Jadson; NASCIMENTO, Antonio Arthur Cruz do. Territorialidade cultural em tempos de globalização: Uma análise da atuação o estado e dos centros culturais. In: Revista Geografia e Pesquisa, Ourinhos, vol 9, nº 1, p. 61-65, 2015

ALMEIDA, Celia. Saúde, política externa e cooperação Sul-Sul. In: BUSS, P.M. (Org) Diplomacia e Saúde e Saúde Global, perspectivas Latino-Americanas.Rio de Janeiro, Editora Fiocruz, 2017. Pgs 41-86.

ANDRADE, Leonardo Biage de; PINTO, Vicente Paulo dos Santos. Os riscos, a vulnerabilidade ambiental e o Estado capitalista: a proposta de uma educação ambiental como ato político. REMEA, Rio Grande, v.34, nº3, p. 207-225, set/dez 2017

ANTUNES, Jeferson; NASCIMENTO, Verônica Salgueiro do; QUEIROZ, Zuleide Fernandes de. Educação para a sustentabilidade, interdisciplinaridade e as contribuições da mediação para a construção coletiva do conhecimento. In: Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental. Rio Grande, v.35, n. 1, p. 260-278, Jan/abr. 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BUSS, Paulo Marchiori. Globalização, pobreza e saúde. In: Revista Ciência e Saúde Coletiva. 12(6), 1575-1589, 2007

CATAIA, Marcio Antonio. Território político: Fundamento e fundação do Estado. In: Revista Sociedade e Natureza, Uberlândia, 23 (1): 115-125, abril de 2011.

DINIZ, Eli. (org) Globalização, estado e desenvolvimento. Dilemas do Brasil no novo milênio. Rio de Janeiro: Editora da FGV, 2007. 336 p.

HAESBAERT, Rogério; LIMONAD, Ester. O território em tempos de globalização. In: ETC, espaço, tempo e crítica. Revista Eletrônica de Ciências Sociais Aplicadas, nº 2 (4) vol 1. 15 de agosto de 2007. Pg. 39-52

HAESBAERT, Rogério; PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter. A nova desordem mundial. São Paulo: Editora UNESP, 2006

MARTINE, George. A globalização Inacabada. Migrações internacionais e pobreza no século 21. In: Revista São Paulo em perspectiva, v. 19, n.3, p. 3-22.jul/set 2005

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro- 5.ed- São Paulo:Cortez; Brasilia, DF:UNESCO, 2002

POCHMANN, Marcio (Et al. Org). Atlas da Eclusão Social , vol 4: a exclusão social no mundo. São Paulo: Cortez, 2004

PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter. A globalização da natureza e a natureza da globalização. 6ª edição. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015

SADER, Emir. Notas sobre a globalização neoliberal. In: Estado, sociedade e formação profissional em saúde.: contradições e desafios em 20 anos de SUS. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz/FGV, 2008

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização. Do pensamento único à consciência universal. 24º Ed. Rio de Janeiro: Editora Record, 2015

___________. Globalização, território, política e geografia em debate.Itajaí: Universidade do Vale do Itajaí, 2008.

SILVA, Augusto Santos. Agir na globalização: condições e orientações da ação coletiva. In: Revista Sociologia, problemas e práticas, nº 84. Lisboa, maio de 2017. Pgs 121 a 138.

VIEIRA, Liszt. Cidadania e globalização. 8ª Ed. Rio de Janeiro: Record, 2005. 142 pags.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v35i3.8192

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2018 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.