Crise ambiental, educação ambiental e saúde: desafios no processo formativo em enfermagem
Environmental crisis, environmental education and health: challenges in the nursing training process
Crisis ambiental, educación ambiental y salud: desafíos en el proceso formativo en enfermería

Renata Tomazelli Ferreira, Aumeri Carlos Bampi

Resumo


O estudo buscou conhecer como a Educação Ambiental (EA) é tratada na formação de estudantes de enfermagem de uma universidade no interior do estado de Mato Grosso. Objetivou conhecer a visão dos docentes e discentes sobre a inter-relação saúde e ambiente, a percepção da EA e modo como a EA é inserida e abordada no processo formativo. O estudo é qualitativo, exploratório e descritivo. Teve como método a pesquisa documental e a entrevista compreensiva. Foi evidenciado que os professores possuem concepção ampla sobre meio ambiente e sua inter-relação com a saúde; no entanto persistem na docência fragilidades no conceito de EA. Os resultados apontam que EA não é inserida adequadamente na formação dos estudantes de enfermagem pela falta de conhecimento e despreparo docente no tocante a temática, ausência de interdisciplinaridade e inexistência de política de EA institucionalizada.

The study sought to know how Environmental Education (EA) is treated in the training of nursing students of a university in the interior of the state of Mato Grosso. It aimed to know the view of teachers and students about the interrelationship between health and environment, the perception of EA and how EA is inserted and addressed in the training process. The study is qualitative, exploratory and descriptive. It had as a method the documentary research and the comprehensive interview. It was evidenced that teachers have broad conception about the environment and its interrelationship with health; however weaknesses in the concept of EA persist in teaching. The results point out that EA is not adequately inserted in the training of nursing students due to the lack of teacher knowledge and unpreparedness regarding the subject, lack of interdisciplinarity and lack of institutionalized EA policy.

El estudio buscó conocer cómo la Educación Ambiental (EA) es tratada en la formación de estudiantes de enfermería de una universidad en el interior del estado de Mato Grosso. Objetivó conocer la visión de los docentes y discentes sobre la interrelación salud y ambiente, la percepción de la EA y cómo la EA es inserta y abordada en el proceso formativo. El estudio es cualitativo, exploratorio y descriptivo. Tuvo como método la investigación documental y la entrevista comprensiva. Se evidenció que los profesores poseen una concepción amplia sobre el medio ambiente y su interrelación con la salud; sin embargo persisten en la docencia fragilidades en el concepto de EA. Los resultados apuntan que EA no se inserta adecuadamente en la formación de los estudiantes de enfermería por la falta de conocimiento y despreparo docente en lo tocante a la temática, ausencia de interdisciplinaridad e inexistencia de política de EA institucionalizada.

Palavras-chave


Educação ambiental, processo formativo, enfermagem

Texto completo:

PDF

Referências


BAMPI, Aumeri Carlos; PINHEIRO, José Aldair. O espaço da educação ambiental na formação universitária no contexto da Amazônia norte mato-grossense em transformação. Revista Paidéia, v. 11, n. 16, 2014.

BESERRA, Eveline Pinheiro; ALVES Maria Dalva Santos; RIGOTTO, Raquel Maria. Percepção de adolescentes acerca da saúde ambiental: pesquisa-ação no espaço escolar. Online Brazilian Journal of Nursing, v. 9, n. 1, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação: Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Resolução Nº2, DE 15 DE JUNHO DE 2012.

CAMPONOGARA, Silviamar; DIAZ, Paola da Silva; ROSSATO, Gabriela Camponogara; PERES, Roger Rodrigues; ERTHAL, Graciele; VIERO, Cibelle Mello.Interface entre saúde e meio ambiente na formação profissional em saúde. Acta Paulista de Enfermagem, v. 25, p. 902-907, 2012.

CAMPONOGARA, Silviamar; RAMOS, Flavia Regina Souza; KIRCHHOF, Ana Lucia Cardoso. Um olhar sobre a interface entre o trabalho hospitalar e os problemas ambientais. Revista Gaúcha de Enfermagem, v. 30, n. 4, p. 724, 2009.

CAMPONOGARA, Silviamar; VIEIRO, Cibele Mello; ERTHAL, Gracielle; DIAZ, Paola da Silva; ROSSATO, Gabriela Camponogara; PEREZ, Roger Rodrigues. Visão de profissionais e estudantes da área de saúde sobre a interface saúde e meio ambiente. Trab. Educ. Saúde, Rio de Janeiro, v. 11 n. 1, jan. a abr.2013.

CAMPONOGARA, Silviamar; VIEIRO, Cibele Melo Machado; SARI, Vanuzia; ERTHAL, Graciele. A abordagem da interface saúde e meio ambiente na formação profissional de enfermeiros. Rev Gaúcha Enferm, 32(4): 647-53,2011.

CAPRA, F. O ponto de mutação. 29ª ed. São Paulo: Cultrix, 2010. COLPO, Júlio Cesar; CAMARGO, Vania Carla; MATTOS, Simey Ariane. A imagem corporal da enfermeira como objeto sexual na mídia: um assédio a profissão. Cogitare Enferm. 11(1), 67-72, 2006.

DA SILVA, Alcione Leite. A enfermagem na era da globalização: desafios para o século XXI. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 16, n. 4, p. 787-790, 2008.

FIOCRUZ. Perfil da enfermagem no Brasil. Rio de Janeiro- RJ, 2015. Disponível em:.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

KAUFMANN, JEAN CLAUDE. A entrevista compreensiva: um guia para pesquisa de campo. Editora Vozes Limitada, 2013. LAYRARGUES, Philippe Pomier; LIMA, Gustavo Ferreira da Costa. As macrotendências político-pedagógicas da educação ambiental brasileira. Ambiente & Sociedade, v. 17, n. 1, 2014.

MANÉIA, A; CUZZUOL, V; KROHLING, A. A educação ambiental e a responsabilidade socioambiental nas práticas ambientais em instituições de ensino superior no Brasil. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v. 13, n. 13, p. 2716-2726, 2013.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

MORIN, Edgar. Os setes saberes necessários à educação do futuro. 5. ed. Brasília: Cortez, 2002.

MOTA, Francisco Suetônio Bastos. Conhecimentos para promoção do saneamento, saúde e ambiente. In: PHILIPPI Jorge Rodrigues; MALHEIROS, Thiago Félix. Saneamento, saúde e ambiente: fundamentos para um desenvolvimento sustentável. Barueri: Manole, p.809-832, 2005.

PERES, Roger Rodrigues. Percepções de enfermeiros docentes sobre a interface saúde e meio ambiente na formação profissional. 2014.198p. Dissertação (Mestrado em Enfermagem)- Programa de Pós Graduação, Universidade Federal de Santa Maria (UFMS), Santa Maria- RS, 2014.

PERES, Roger Rodrigues; CAMPONOGARA, Silviamar; COSTA, Valdecir Zavarese da; TERRA, Marlene Gomes, NIETSCHEB, Elisabeta Albertina.Educação ambiental para docentes enfermeiros: percepção e relação com a formação do enfermeiro. Revista Gaúcha de Enfermagem, v. 36, n. spe, p. 85-93, 2015.

SARTORI, Renata Coelho; MONTEIRO, Arlete Assumpção. Da crise ambiental para uma abordagem ecossistêmica do conhecimento: os desafios do conhecimento científico contemporâneo. AMBIENTE & EDUCAÇÃO-Revista de Educação Ambiental, v. 15, n. 2, p. 121-132, 2011.

SCHULZ, Maria Seidenfuz; ARAÚJO, Maria Cristina Pansera; BIANCHI Vidica; BOFF, Eva Teresinha de Oliveira. Educação ambiental na educação básica e superior segundo licenciandos de ciências biológicas e professores em exercício. Rev Eletr Mestr Educ Ambient, v29, 2012.

SOARES, Sabrina Gonçalvez Aguiar; CAMPONOGARA, Silviamar; TERRA, Marlene Gomes; SANTOS, Tanise Martins do; TREVISAN, Clara Maria. O que pensam os enfermeiros sobre a problemática ambiental. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, v. 13, n. 5, 2012.

VARGAS, Liliana Angel; OLIVEIRA, Thaís Fonseca Veloso de. Saúde, meio ambiente e risco ambiental: um desafio para a prática profissional do enfermeiro. Rev. enferm. UERJ, v. 15, n. 3, p. 451-455, 2007.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v35i3.8124

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2018 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.