Um Estado da Questão sobre Ambientalização Curricular na Educação Superior brasileira: práticas, desafios e potencialidades

Junior Cesar Mota, Dione Iara Silveira Kitzmann

Resumo


As pesquisas acerca da Ambientalização Curricular (AC) vêm se potencializando nas últimas décadas. Desse modo, esse artigo tem como objetivo analisar o que tem sido produzido em relação à temática, para que se possa ter uma visão de para onde se quer ir, e como/por que construir os próximos caminhos a serem trilhados. A partir disto, emerge o seguinte questionamento: o que se mostra de AC nas pesquisas acadêmicas realizadas entre os anos de 2002 e 2016 no Brasil? De modo geral, identificamos que os estudos estão relacionados a diagnósticos e/ou indicam fragilidades, bem como os desafios e possibilidades de integração da Educação Ambiental nos currículos. No mais, mesmo não tendo encontrado propostas para ambientalizar os currículos, identificamos subsídios sobre o saber-fazer, capazes de potencializar a AC na Educação Superior.

Researches about the Curricular Environmentalization (CE) has been increasing in recent decades. This article aims to analyze what has been produced in relation to the thematic to have a vision of where it wants to go, and how/why build the next paths to be pursued. From this, the following question arises: What does CE show in academic surveys conducted between the years of 2002 and 2016 in Brazil? In general, we identified that the studies are related to diagnosis, and/or indicate fragilities, as well as the challenges and possibilities of integrating the Environmental Education into the curriculum. In the most, even though we have not found proposals to environment the curriculum, we find subsidies about the know-how able to potentiate the CE in Higher Education.

La investigación sobre la Ambientalización Curricular (AC) ha ido en aumento en las últimas décadas. Por lo tanto, este artículo pretende analizar lo que se ha producido en relación a lo temático, para que pueda tener una visión de dónde quiere ir, y cómo/por qué construir los caminos siguientes que se perseguirán. De ahí surge la siguiente pregunta: ¿qué se muestra sobre la AC en los estudios académicos realizados entre los años 2002 y 2016 en Brasil? En general, identificamos los estudios están relacionados con el diagnóstico y/o indican fragilidades, así como los retos y posibilidades de integrar la Educación Ambiental en el currículo. En la mayoría, a pesar de que no hemos encontrado propuestas para ambientalizar el currículo, encontramos subvenciones acerca del saber-hacer capaz de potenciar el AC en la Educación Superior.

Palavras-chave


Ambientalização Curricular; Educação Ambiental; Educação Superior brasileira.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDRE, Elimar Rodrigues. A temática ambiental no curso de graduação de Ciências Contábeis: um enfoque sobre a Ambientalização Curricular. 2014. 245 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Católica de Santos, Santos, 2014. Disponível em: http://biblioteca.unisantos.br:8181/handle/tede/761. Acesso em: 20 ago. 2017.

AMORIM, Antonio Carlos Rodrigues de. Notas para pensar de novo a Ambientalização Curricular. In: IX CONGRESSO INTERNACIONAL SOBRE INVESTIGACIÓN EN DIDÁCTICA DE LAS CIENCIAS, 9., 2013, Girona. Anais.... Girona: Ensenanza, 2013. p. 160 - 164. Disponível em: www.raco.cat/index.php/Ensenanza/article/download/296755/385704. Acesso em: 29 jul. 2017.

ARRUDA, Marina Patrício de; ANDRADE, Izabel Cristina Feijó de; LIMA, Lucia Ceccato de. Educação para inteireza e ambientalização curricular: diálogos necessários sobre matrizes curriculares dos cursos de graduação. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, v. 33, n. 3, p.55-71, dez. 2016. Disponível em: https://www.seer.furg.br/remea/article/view/5739. Acesso em: 04 mar. 2017.

AVERSI, Tânia Lidia Ribeiro. Ambientalização Curricular em cursos de Pedagogia de Instituições privadas do município de São Paulo: desafios e proposiões. 2015. 168 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-graduação Profissional em Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: https://sapientia.pucsp.br/handle/handle/10259. Acesso em: 02 fev. 2017.

BARBA, Clarides Henrich de. Ambientalização Curricular no Ensino Superior: o caso da Universidade Federal de Rondônia, 2011. 310 f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Araraquara, 2011. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/101539. Acesso em: 10 fev. 2017.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. 6 ed. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Brasília: Ministério da Educação /Conselho Nacional de Educação, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Política Nacional da Educação Ambiental. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, 1999.

BRASIL. Plano Nacional de Educação 2014-2024. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2014.

CARVALHO, Denis Barros; MONTEIRO, Felipe Sávio Cardoso Teles. Psicologia Ambiental como instrumento de Ambientalização Curricular: um estudo de caso. Ambiente & Educação, Rio Grande, v. 19, n. 1, p.189-206, jan. 2014. Disponível em: https://www.seer.furg.br/ambeduc/article/view/4411. Acesso em: 03 mar. 2017.

FREITAS, Denise de; SOUZA, Marcos Lopes de. O ensino superior no Brasil: desafios para a ambientalização curricular. In: LEME, Patrícia Silva; PAVESI. Alessandra; ALBA, David. GONZÀLEZ, María José Dias. (Org.). Visões e experiências Ibero-Americanas de Sustentabilidade nas Universidades. 1ed. Madri - Espanha: Alhambra, 2012, v. único, p. 129-135. Disponível em: http://www.jorgeamaro.com.br/experiencias.pdf. Acesso em: 05 fev. 2017.

GOMES, Vania Zuin; LOPES, Jesuina Pacca. A Ambientalização Curricular e a formação inicial de professores de Química: um estudo de caso brasileiro. In: VIII CONGRESO INTERN. SOBRE INVESTIGACIÓN EN LA DICÁCTICA DE LAS CIENCIAS, 8., 2009, Espanha. Anais.... Espanha: Ensenanza, 2009. p. 2323 - 2326. Disponível em: www.raco.at/index.php/Ensenanza/article/download/294304/382858. Acesso em: 04 fev. 2017.

GUERRA, Antonio Fernando Silveira et al. A temática ambiental e a sustentabilidade nos cursos de graduação da UNIVALI: caminhos para a ambientalização curricular na universidade. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, v. 1, p.121-134, maio 2014. Disponível em: https://www.seer.furg.br/remea/article/view/4435. Acesso em: 18 jan. 2017.

MODESTO, Mônica Andrade; ARAUJO, Maria Inêz Oliveira. Por uma (trans)formação ambiental: reflexões sobre Ambientalização Curricular e Interdisciplinaridade nos cursos de Pedagogia de Universidades sergipanas. Ambiente & Educação, Rio Grande, v. 20, n. 2, p.45-64, dez. 2015. Disponível em: https://www.seer.furg.br/ambeduc/article/view/5803/0. Acesso em: 15 fev. 2017.

OLIVEIRA, Maíra Gesualdo de. Cursos de Pedagogia em Universidades Federais brasileiras: políticas públicas e processos de Ambientalização Curricular. 2011. 169 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2011. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/90087. Acesso em: 10 jan. 2017.

ORSI, Raquel Fabiane; FIGUEIREDO, Mara Lúcia; GUERRA, Antonio Fernando Silveira. Obstáculos e estratégias para inserção das dimensões da Sustentabilidade na Ambientalização Curricular de Instituições de Ensino Superior. Ambientalmente Sustentable, Espanha, v. 2, n. 20, p.1271-1289, dez. 2015. Disponível em: revistas.udc.es/index.php/RAS/article/view/1669. Acesso em: 15 jan. 2017.

PAVESI, Alessandra. A escola de Engenharia de São Carolos (EESC-USP) diante do desafio da Ambientalização Curricular dos cursos de graduação. Revista de Ensino de Engenharia, Brasília, v. 20, n. 1, p.24-34, dez. 2011. Disponível em: www.abengeorg/revista/index.php/abenge/article/download/94/74. Acesso em: 22 jan. 2017.

PAVESI, Alessandra; FREITAS, Denise de. Desafios para a Ambientalização Curricular no Ensino Superior brasileiro. In: IX CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE INVESTIGACIÓN EN DIDÁCTICA DE LAS CIENCIAS, 9. 2013, Girona. Anais.... Girona: Ensenanza, 2013. p. 2678 - 2682. Disponível em: www.raco.cat/index.php/Ensenanza/article/download/308036/398017. Acesso em: 22 jan. 2017.

PISSETTI, Schayla Letyelle Costa; ARRUDA, Marina Patricio de; LIMA, Lucia Ceccato de. Ambientalização Curricular dos cursos de graduação: religação de saberes disciplinares. In: XI ANPED SUL, 11., 2016, Curitiba. Anais.... Curitiba: UFPR, 2016. p. 1 - 11. Disponível em: http://www.anpedsul2016.ufpr.br/trabalhos-completos-eixo-17-educacao-ambiental/. Acesso em: 15 fev. 2017.

PITANGA, Ângelo Francklin et al. Um estudo da Ambientalização Curricular dos cursos de Licenciatura em Química de Sergipe. Investigação Qualitativa em Educação, Portugal, v. 2, n. 1, p.169-174, dez. 2015. Disponível em: www.proceedings.org/index.php/ciaiq2015/article/download /237/233. Acesso em: 22 jan. 2017.

RINK, Juliana. Ambientalização Curricular na Educação Superior: tendências reveladas pela pesquisa acadêmica brasileira (1987-2009). 2014. 254 f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2014. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000937435&go=x&code=x&unit=x. Acesso em: 20 dez. 2016.

ROCHA, Gewerlys Stallony Diego Costa da; PEREIRA, Marsílvio Gonçalves. Ambientalização Curricular no curso de Ciências Biológicas numa Universidade pública: primeiros resultados. In: VIII ENPEC, 8., 2011, Campinas. Anais.... Campinas: Unicamp, 2011. p. 1 - 14. Disponível em: http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/viiienpec/resumos/R1433-1.pdf. Acesso em: 27 fev. 2017.

RODRIGUES, Cae. A Ambientalização Curricular da Educação Física nos contextos da pesquisa acadêmica e do Ensino Superior. 2013. 338 f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2297?show=full. Acesso em: 23 fev. 2017.

ROSA, Talita Rechia Vasconcellos da. Formação de professores e Sustentabilidade: um estudo de Ambientalização Curricular nos cursos de licenciatura da UNIOESTE. 2015. 135 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2015. Disponível em: www.portalpos.unioeste.br/media/File/sandra.koerich/Dissertação Talita Rechia.pdf. Acesso em: 19 fev. 2017.

ROSALEM, Bruna Monize; BAROLLI, Elisabeth. Ambientalização Curricular na formação inicial de professores: o curso de Pedagogia da FE-UNCAMP. Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v. 5, n. 1, p.26-36, jun. 2010. Disponível em: www.sbecotur.org.br/revbea/index.php/revbea/article/view/1686. Acesso em: 03 fev. 2017.

SILVA, Amanda Nascimento da. Ambientalização Curricular na Educação Superior: um estudo na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). 2015. 111 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015. Disponível em: www.repositorio.pucrs.br/dspace/handle/10923/7129. Acesso em: 22 jan. 2017.

SILVA, Dayane dos Santos. Ambientalização Curricular em cursos de Ciências Biológicas: o caso da Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba. 2016. 132 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós Graduação em Educação, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2016. Disponível em: www.repositorio.unesp.br/handle/11449/144352. Acesso em: 21 fev. 2017.

SILVA, Mariana Dias da. A Ambientalização Curricular no curso de formação de professores de Ciências e Biologia na percepção dos licenciandos. 2014. 121 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-graduação em Educação, UFSCAR, São Carlos, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2745?show=full. Acesso em: 10 fev. 2017.

SOUSA, Elinara Soares Barros de. Ambientalização Curricular dos cursos de Jornalismo das Universidades do Piauí. 2015. 153 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2015. Disponível em: https://www.sigaa.ufpi.br/sigaa/public/programa/defesas.jsf?lc=pt_BR&id=340. Acesso em: 01 fev. 2017.

VILELA, Bárbara Tatiane da Silva. Tecendo reflexões sobre a Ambientalização Curricular na formação de professores de Ciências/Biologia. 2014. 139 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2014. Disponível em: www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/5438. Acesso em: 25 jan. 2017.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v34i3.7475

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2017 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.