Pedagogia da (in)disciplina ambiental: desafios político-pedagógicos na formação de educadores ambientais no ensino superior

Ivo Dickmann

Resumo


o presente artigo reflete sobre os desafios político-pedagógicos da formação de educadores nas universidades brasileiras, especialmente nos cursos de licenciaturas e na pós-graduação em educação – lato e stricto sensu –, tensionado a formação inicial com a formação continuada e permanente dos educadores licenciados, em vista de sua preparação para o desenvolvimento de uma práxis em educação ambiental na escola e no ensino superior. Acentua-se, ao final do texto, a educação ambiental como uma pedagogia da (in)disciplina ambiental para a crítica ao atual modelo de escola e de engavetamento dos conhecimentos, além de criticar a possibilidade de termos na educação formal uma disciplina Educação Ambiental, como é o caso da PLS 221/2015.

This article reflects on the political-pedagogical challenges of the formation of environmental educators in brazilian universities, especially in the licenciate’s degree and postgraduate courses in education – lato and stricto sensu –, bringing the initial training with continued and permanent formation of licenciates educators, in view of their preparation for the development of a praxis in environmental education at school and in higher education. At the end of the text, emphasis is placed on environmental education as a pedagogy of environmental (in)discipline to criticize the current school model and to improve knowledge, as well as to criticize the possibility of having an Environmental Education discipline in formal education, as is the case of PLS 221/2015.

Palavras-chave


Educação Ambiental; Pós-Graduação; Licenciatura; Formação de educadores

Texto completo:

PDF

Referências


ANDREOLA, B. A. O problema ecológico na obra de Paulo Freire. In: NEUMANN, L. (Org.). Desafios da educação para os novos tempos. Porto Alegre: Evangraf, 2014.

ARAÚJO FREIRE, A. M. O legado de Paulo Freire à Educação Ambiental. In: NOAL, F. O.; BARCELOS, V. H. de L. (Orgs.). Educação Ambiental e cidadania: cenários brasileiros. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2003.

DAMO, A. et al. Paulo Freire, um educador ambiental: apontamentos críticos sobre a educação ambiental a partir do pensamento freireano. DELOS - Desarollo Local Sostenible, v. 5, n. 12, 2012. Disponível em: www.eumed.net/rev/delos/13 Acesso em: 18 jul. 2017.

DICKMANN, Ivo. A formação de educadores ambientais: contribuições de Paulo Freire. 2015. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2015.

DICKMANN, Ivo; CARNEIRO, S. M. M. Paulo Freire e Educação Ambiental: contribuições a partir da obra Pedagogia da Autonomia. Revista de Educação Pública,

Cuiabá, v. 21, n. 45, p. 87-102, jan./abr., 2012.

DICKMANN, Ivo; HENRIQUE, L. A formação de educadores ambientais nas licenciaturas da Unochapecó. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIAS PARA O MEIO AMBIENTE, 5., 2016. abr. 05-07, Bento Gonçalves. Anais... UCS: Caxias do Sul, 2016.

DICKMANN, Ivo; RUPPENTHAL, S. Educação Ambiental Freiriana: pressupostos e método. Revista de Ciências Humanas, Frederico Westphalen, v. 18, n. 30, jan./jun. 2017.

FREIRE, P. Cartas à Guiné-Bissau: registros de uma experiência em processo. 3 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

_____. Extensão ou comunicação? 6 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

_____. Professora Sim, Tia Não: cartas a quem ousa ensinar. 3 ed. São Paulo: Olho d’Água, 1993.

_____. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: UNESP, 2000.

_____. Pedagogia do oprimido. 37 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2003.

_____. Pedagogia da autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra; Anca/MST, 2004.

FREIRE, L.; FIGUEIREDO, J.; GUIMARÃES, M. O papel dos professores / educadores ambientais e seus espaços de formação: qual é a educação ambiental que emancipa? Pesquisa em Educação Ambiental, v. 11, n. 2, p. 117-125, 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.18675/2177-580X.vol11.n2.p117-125

GUTIÉRREZ, F.; PRADO, C. Ecopedagogia e cidadania planetária. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2013.

IARED, V. G. et al. Coexistência de diferentes tendências em análises de concepções de educação ambiental. Revista Eletrônica Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, v. 27, p. 14-29, jul./dez. 2011.

LAMIM-GUEDES, V.; MONTEIRO, R. A. A. Educação Ambiental na Educação Básica: entre a disciplinarização e a transversalidade da temática socioambiental. São Paulo: PerSe, 2017.

LORENZETTI, L.; DELIZOICOV, D. La producción académica brasileña en Educación Ambiental. Utopía y Praxis Latinoamericana, Maracaibo-Venezuela, v. 14, n. 44, p. 85-100, enero-marzo, 2009.

MAFRA, J. F. Paulo Freire e o mestrado profissional. In: SANTOS, E.; MAFRA, J. F.; ROMÃO, J. E. (Orgs.). Universidade popular: teorias, práticas e perspectivas. Brasília: Líber Livro, 2013.

MORIN, E. Os sete saberes necessários a educação do futuro. 8 ed. São Paulo: Cortez; Brasília: UNESCO, 2003.

PROFICE, C. et al. Cientistas ambientais: acadêmicos ou ambientalistas profissionais? Gaia Scientia, v. 10 (1), 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.21707/gs.v10.n01a17

REIGOTA, M. Educação Ambiental brasileira: a contribuição da nova geração de pesquisadores e pesquisadoras. Interacções, n. 11, p. 1-7, 2009.

REIS, L. N. G.; MARTINS, M. T.; ROSA, D. A. Educação Ambiental frente a reforma do Ensino Médio no Brasil. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, v. 13, n. 2, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.17271/1980082713220171554

RUSCHEINSKY, Aluísio et al. Educação ambiental: uma perspectiva freiriana. Ambiente e Educação, Rio Grande, v. 7, p. 63-78, 2002.

SAUVE, L. Para construir un patrimonio de investigación en educación ambiental. Tópicos en Educación Ambiental, v. 2, n. 5, p. 51-69, 2000.

SOUZA, D. C.; SALVI, R. F.A pesquisa em educação ambiental: um panorama de sua construção. Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 14, n. 3, p. 111-129, set./dez. 2012. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1983-21172012140308

TEIXEIRA, C.; TORALES, M. A. A questão ambiental e a formação de professores para a educação básica: um olhar sobre as licenciaturas. Educar em Revista, Curitiba, v. especial, n. 3, p. 127-144, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.38111

TORRES, J. R.; MAESTRELLI, S. R. P. Apropriações da concepção educacional de Paulo Freire na Educação Ambiental: um olhar crítico. Revista Contemporânea de Educação, v. 7, n. 14, p. 319-334, ago./dez. 2012.

ZAKRZEVSKI, S.; DEFFACI, Â. C.; LOSEKANN, C. C. A pesquisa em educação ambiental nos programas de pós-graduação stricto sensu: um estudo nas universidades gaúchas. UNIrevista, São Leopoldo, v. 1, n. 2, Abril, 2006.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i0.7142

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2017 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.