O ProNEA como Política pública: a Educação Ambiental e a arte do (re)encontro

Antonio Fernando Silveira Guerra, Raquel Fabiane Mafra Orsi

Resumo


O artigo trata de reflexões apresentadas na mesa redonda do XVI EPEA sobre as políticas públicas, particularmente da Educação Ambiental (EA). Aponta a importância da resistência dos educadores e educadoras, dos movimentos sociais, em articular suas ações por meio de políticas públicas que viabilizem a possibilidade de reverter a insustentabilidade e a racionalidade instrumental que vivenciamos. Destaca como condição de possibilidade de transformação o movimento dos educadores e educadoras em torno da Consulta Pública do Programa Nacional de Educação Ambiental – ProNEA, uma oportunidade de estabelecerem processos dialógicos para o enraizamento da EA em seu território.

The article approaches reflections presented at the round table of the XVIth EPEA related to public policies, particularly the ones related to Environmental Education (EE). It points out the importance of the resistance of teachers, social movements when articulating their actions through public policies that make possible the reversal of unsustainability and instrumental rationality in which we presently live. It highlights as a condition of possibility of transformation the movement of teachers related to the Public Query of the National Program of Environmental Education – (ProNEA) – an opportunity to establish processes of dialogue for the rooting of EE within the territory.

Palavras-chave


Política pública; Educação Ambiental; ProNEA

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Daniel Fonseca de; LUCA, Andre Quirino de; CASTELANO, Maria; RISSATO, Cintia Guntzel; SORRENTINO, Marcos. Da pedagogia à política e da política à pedagogia: uma abordagem sobre a construção de políticas públicas em educação ambiental no Brasil. Bauru, Cienc, Educ., v.20, n. 4, p. 817-832, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental – PNEA e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Brasília, 1999.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente e Ministério da Educação. Programa Nacional de Educação Ambiental. Brasília: MMA e MEC, 2004. 3ª Ed. 102p.

BRASIL. Resolução nº 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 18 jun. 2012. Seção 1, 70 p.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9394, 20 de dezembro de 1996. Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm> . Acesso em 15 de julho de 2017.

_____. Política Nacional de Educação Ambiental. Lei número 9.795, de 27 de abril de 1999. Disponível em< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9795.htm> . Acesso em 15 de julho de 2017.

_____. Plano Nacional de Educação 2014-2024. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. – Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2014. Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm> . Acesso em 15 de julho de 2017.

BUCZENKO, Gerson Luiz. Educação ambiental e educação do campo: o trabalho do coordenador pedagógico em escola pública localizada em área de proteção ambiental. Curitiba, 2017, 343 fls. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Tuiuti do Paraná.

FARAH, Maria Ferreira Santos. Gênero e políticas públicas. Ver. Estud. Fem., Florianópolis, v. 12, n. 1, jan./abr. 2004.

FIGUEIREDO, Mara Lucia; GUERRA, Antonio Fernando Silveira; ANDRADE, I. C. F. DE. Ambientalização Curricular na Educação Superior: praticar a teoria e teorizar a prática. São José: ICEP, 2017.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17ºed. Paz e Terra, Rio de Janeiro, 1987a.

FREIRE, Paulo: SHOR, Ira. Medo e ousadia: o cotidiano do professor: São Paulo, Autêntica, 1987b.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à pratica educativa. 34 ed. São Paulo, Paz e Terra, 1996.

GADOTTI, Moacir. Interdisciplinaridade: Atitude e Método. São Paulo: Instituto Paulo Freire, 1999. Disponível em: http://ftp-acd.puc-campinas.edu.br/pub/professores/cchsa/lucianeoliveira/Planejamento%20de%20Ensino/Tema%202%20-%20Interdisciplinaridade/Texto%202%20-%20Interdisciplinaridade.pdf. Acesso em 15 de julho de 2017.

GUERRA, Antonio Fernando Silveira; FIGUEIREDO, Mara Lucia; ORSI, Raquel Fabiane Mafra; STEUCK, Eliane Renata; CARLETTO, Denise Lemke; DA SILVA, Márcia Pereira.; LUNA, José Marcelo Freitas de. de. Ambientalização na Educação Superior: trajetória e perspectiva. In: GUERRA, Antonio Fernando Silveira (Org.). Ambientalização e sustentabilidade nas universidades: [recurso eletrônico] subsídios, reflexões e aprendizagens. 1. ed. Dados eletrônicos. Itajaí: Ed. da UNIVALI, 2015.

LEFF, Enrique. Epistemologia Ambiental. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

LITTLE, Paul E. (Org.). Políticas ambientais no Brasil: análises, instrumentos e experiências. São Paulo: Peirópolis; Brasília: IIEB, 2003.

ORSI, Raquel Fabiane Mafra. A formação continuada do Programa Vamos Cuidar do Brasil com as escolas na região da Amfri em Santa Catarina. 127 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade do Vale do Itajaí – Univali, Itajaí, 2008.

________. O movimento da formação continuada em educação ambiental: experiências vividas. 2016, 211 f. Tese. (Doutorado em Educação) - Universidade do Vale do Itajaí- UNIVALI

SANTOS, Boaventura de Souza. Descolonizar el saber, reinventar el poder. Montevideo/Uruguay, Ediciones Trilce, 2010.

SAUVÉ, Lucie. Educação Ambiental: possibilidades e limitações. Revista Educação e Pesquisa. São Paulo, v.31, n.2, p. 317-322, maio/ago. 2005.

SOUZA, C. Estado da arte da pesquisa em políticas públicas. In: HOCHMAN, G.; ARRETCHE, M.; MARQUES, E. (Org.). Políticas públicas no Brasil. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2007.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i0.7140

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2017 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.