Formação continuada, pesquisa e narrativas em educação ambiental

Bruna Neitzel Sepulcri, Martha Ferreira Tristão

Resumo


Este artigo é fruto da pesquisa realizada em nível de mestrado em Educação que teve como objetivo contextualizar a educação ambiental (EA) nos contextos de formação continuada dos/as professores/as da rede municipal de educação do município de Colatina/ES. Acreditamos que o mergulho profundo e sem boias (ALVES, 2008) nos/dos/com os cotidianos dos contextos formativos em que imergimos durante a realização desta pesquisa permite contribuir com a ampliação das redes de saberesfazeres a EA e a formação continuada de professores/as. O mergulho se dá por meio de movimentos diversos/plurais e busca mapear os inúmeros contextos formativos para a formação do/a professor/a e a inserção da EA nestes contextos, para isso, captando as produções narrativas dos/as professores/as coautores deste trabalho.

This article is outgrowth of the research accomplished in a level of Masters in Education that has as its purpose contextualize the environmental education (EE) in the contexts of continued development of the teachers from the municipal education system of Colatina/ES. We believe that the deep dive without floats (ALVES, 2008) at/from/with the daily life of the formative contexts in which we immerge during the execution of this research allow us to contribute with the expansion of know-how networks, the EE and the continued development of the teachers. The diving illustrates through various/plural movements and it seeks to map the several formative contexts to the formation of the teacher and the insertion of the EE in these contexts, in order to that, capturing the narrative productions of the co-author teachers of this work.

Este artículo es fruto de la investigación realizada a nivel de Maestría en Educación que tuvo como objetivo contextualizar la Educación Ambiental (EA) en los contextos de formación continua de los/las profesores/as de la red municipal de educación del municipio de Colatina/ES. Creemos que el buceo profundo sin flotador (ALVES, 2008) en los/ de los/ con los cotidianos de los contextos formativos en el que sumergimos durante la realización de esta investigación permite contribuir con el aumento de las redes de saberes-haceres, la EA y la formación continua de profesores/as. El buceo se da por medio de movimientos diversos/plurales y busca mapear los inúmeros contextos formativos para la formación del/de la profesor/a y la inserción de la EA en estos contextos, para ello, captando las producciones narrativas de los/de las profesores/as coautores de este trabajo.

Palavras-chave


Formação continuada; Contextos Formativos; Educação Ambiental.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Nilda. Trajetórias e redes na formação de professores. Rio de Janeiro: DP&A, 1998.

BARROS, Maria Elizabeth Barros de. As comunidades ampliadas de pesquisa: construindo conhecimento nas escolas a partir da experiência dos educadores. In: LINHARES, Célia Frazão Soares (Org.). Formação continuada de professores: comunidade científica e poética. Rio de Janeiro: DP&A, 2004.

CARVALHO, Janete Magalhães. Do projeto às estratégias/táticas dos professores como profissionais necessários aos espaços/tempos da escola pública brasileira. In: CARVALHO, Janete Magalhães (org.). Diferentes perspectivas da profissão docente na atualidade. 2. Ed. Vitória: Edufes, 2004.

FERRAÇO, Carlos Eduardo. Pesquisa com o cotidiano. Educ. Soc., Campinas, v. 28, n. 98, p. 73-95, 2007. Disponível em: www.cedes.unicamp.br

Acesso em 28 de set. 2015.

GALLO, Sílvio. Transversalidade e educação: pensando uma educação não-disciplinar. In: ALVES, Nilda; GARCIA, Regina Leite (Org.). O Sentido da Escola. 5. ed. Petrópolis: DP e Alii, 2008.

GARCIA, Regina Leite; ALVES, Nilda. Atravessando fronteiras e descobrindo (mais uma vez) a complexidade do mundo. In:. GARCIA, Regina Leite; ALVES, Nilda (Org.). O Sentido da Escola. 5. ed. Petrópolis: DP ey Alii, 2008.

GUIMARÃES, Mauro. A formação de educadores ambientais. 8. ed. Campinas, SP: Papirus, 2014.

LATOUR, Bruno. Políticas da natureza: como fazer ciência na democracia. Bauru, SP: Eduse, 2004.

LINHARES, Célia Frazão. Experiências instituintes na educação pública? Alguns porquês dessa busca. Revista de Educação Pública, Cuiabá/MT, v. 16, n. 31, p.139-160, maio/ago 2007.

MATURANA, Humberto; VARELA, Francisco. A árvore do conhecimento. Campinas/SP: Editorial PSY, 1995.

MORIN, Edgar; KERN, Anne Brigitte. Terra Pátria. Tradução de Armando Pereira da Silva. 2. ed. Lisboa: Instituto Piaget, 2001.

_______. Introdução ao pensamento complexo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2011.

_______. O método 1: A Natureza da Natureza. 3. ed. Porto Alegre: Sulina, 2013.

TRISTÃO, Martha. A educação ambiental na formação de professores: redes de saberes. São Paulo/SP: Annablume; Vitória, ES: Facitec, 2004.

_______. Uma abordagem filosófica da pesquisa em educação ambiental. Revista Brasileira de Educação, v.18, n. 55, p.847- 860 out./ dez, 2013.

_______. A educação e o pós-colonialismo. R. Educ. Públ, Cuiabá, v. 23, n. 53/2, p. 473-489, maio/ago. 2014.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v34i2.7036

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2017 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.