CulturArte da mulher Negra no contexto da Educação Ambiental

Rosana Manfrinate, mara Pizzato Quadros, Lúcia Shiguemi Kawahara

Resumo


O objetivo deste artigo é compartilhar as aprendizagens alcançadas na trilha investigativa sobre a questão da CulturArte da mulher Negra no contexto da Educação Ambiental. Buscou-se, pela compreensão fenomenológica, entender como são estabelecidas as relações entre estes temas. Por que CulturArte? Por que mulher negra? Por que Educação Ambiental? Qual a importância de se tratar esses temas juntos? A observação da Arte Popular que gesta as identidades das mulheres da Comunidade Quilombola de Mata Cavalo em Mato Grosso reafirmou a perspectiva Pós-Crítica da Educação Ambiental que
sustenta a inseparabilidade do ser e viver. A arte criadora da vida coletiva corroborou a existência de saberes das mulheres, entremeados com os modos de vida de mãos fazedoras, de cuidados, de lutas e de cultura fortemente entrelaçados com o meio vivido.

Palavras-chave


Educação Ambiental Pós-Crítica. Arte Popular. Gênero.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i0.5964

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2016 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.