Psicomotricidade relacional na educação infantil: relações de pertencimento e reflexões com a educação ambiental
Psychomotor relationship in child education: belonging and reflections of relations with the environmental education

Andreia da Costa Juliano, Angela Adriane Schmidt Bersch, Eliane de Lima Piske, Narjara Mendes Garcia, Claudia Cousin

Resumo


Ao integrar um marco teórico rico de aprendizagens teremos a oportunidade de (re)pensar a prática pedagógica na Educação Infantil, foco deste ensaio com estratégias metodológicas associadas, a Psicomotricidade Relacional e a Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano (BRONFENBRENNER, 2002). O que justifica a finalidade da escrita, ou seja, refletir sobre a importância do sentimento de pertencimento ao lugar no desenvolvimento das crianças que estão e sofrem as ações dos corpos inquietos num movimento permanente e, que ocupam os vários lugares que estão e transitam. A relação das crianças e/com o lugar, pode ser uma ferramenta para a Educação Ambiental com base na formação e desenvolvimento humano. Tal condição pode potencializar o sentimento de pertença ao lugar por meio das sessões de Psicomotricidade Relacional na Educação Infantil com um potencial transformador significativo.

Palavras-chave


Pertencimento; Educação Ambiental; Psicomotricidade Relacional

Texto completo:

PDF

Referências


BRONFENBRENNER, U. A ecologia do desenvolvimento humano: Experimentos naturais e planejados. 2ª ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2002.

BERDOULAY, Vincenti; ENTRIKIN, Nicholas. Lugar e Sujeito: Perspectivas Teóricas.In.: MARANDOLA, Eduardo Jr.; HOLZER, Werther.; OLIVEIRA, Lívia de.; Qual o espaço do lugar 1. ed. São Paulo: Perspectiva, 2014.

BOFF, L. Saber Cuidar. 20º ed. Petrópolis: Ed. Vozes, 2012

_______. As quatro ecologias. Petrópolis: Ed. Vozes, 2013

________. O cuidado necessário: na vida, na saúde, na educação, na ecologia, na ética e na espiritualidade. Petrópolis: Ed. Vozes, 2012

CHAVEIRO, Eguimar Felício. Corporeidade e Lugar: Elos da Produção. In.: MARANDOLA, Eduardo Jr.; HOLZER, Werther.; OLIVEIRA, Lívia de.; Qual o espaço do lugar 1. ed. São Paulo: Perspectiva, 2014.

FALKENBACH, A P. A relação professor/criança em atividades lúdicas: a formação pessoal dos professores. Porto Alegre: EST, 1999

GRÜN, Mauro. A importância dos lugares na Educação Ambiental. In: Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient. ISSN 1517-1256, v. especial, dezembro de 2008

MARANDOLA, Eduardo Jr. Lugar Enquanto Circunstancialidade. In.: MARANDOLA, Eduardo Jr.; HOLZER, Werther.; OLIVEIRA, Lívia de.; Qual o espaço do lugar 1. ed. São Paulo: Perspectiva, 2014.

MELLO, João Baptista Ferreira de. O triunfo do lugar sobre o espaço. In.: MARANDOLA, Eduardo Jr.; HOLZER, Werther.; OLIVEIRA, Lívia de.; Qual o espaço do lugar 1. ed. São Paulo: Perspectiva, 2014.

NEGRINE, Airton. Aprendizagem e desenvolvimento infantil – Psicomotricidade: alternativas pedagógicas. Porto Alegre: Ed. Prodil, 1995

VELASCO, Sírio Lopez. Introdução à educação ambiental ecomunitarista. Rio Grande: Ed. da FURG, 2008.

VIEIRA, José Leopoldo, BATISTA Maria Isabel Bellaguarda, LAPIERRE, Anne. Psicomotricidade Relacional: A teoria de uma prática. Curitiba. Filosofart. 2005




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v33i3.5832

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2016 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.