Educação para inteireza e ambientalização curricular: diálogos necessários sobre matrizes curriculares dos cursos de graduação
Education for integrality for curricular environmentalization: dialogues needed on curricular matrices of graduation courses

Marina Patrício de Arruda, Izabel Cristina Feijó de Andrade, Lucia Ceccato de Lima

Resumo


O diálogo entre Educação para Inteireza e Ambientalização Curricular se faz necessário tendo em vista a necessidade de implementação efetiva da Educação Ambiental (EA) nas Instituições de Ensino Superior (IES) e a formação de educadores ambientais. O objetivo desse estudo foi identificar indícios de ambientalização por meio da análise dos documentos curriculares; ementas das disciplinas dos cursos de graduação de uma Universidade Comunitária do interior de SC. Para ampliar nosso olhar nessa direção optamos por realizar um levantamento, tipo “estudo de caso” que teve como proposta metodológica o levantamento das Ementas dos Cursos de graduação, disponíveis no site da instituição. Esse primeiro passo da pesquisa partiu dos resultados de uma dissertação que verificou que dentre os 32 cursos de graduação, a maioria não possui em suas ementas registros relacionados à Educação Ambiental(EA) ou ambientalização, e apenas 18 (dezoito) relacionam EA. A técnica utilizada para a análise dos dados foi a “Análise de Conteúdo”. O exposto permitiu detectar o caminho, até então, percorrido por essa instituição de ensino para a inserção do tema educação ambiental em documentos curriculares. Observamos após esse breve estudo que na sociedade como na Universidade, a Educação Ambiental diz respeito a um processo de longo prazo por incluir debates, reforma de pensamento, dilemas da participação dos vários processos de ensino, pesquisa, extensão e gestão nas questões de meio ambiente.

Palavras-chave


Ambientalização Curricular; Educação para Inteireza; matrizes curriculares; cursos de graduação;

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Tradução de Luis Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa, Portugal: Edições 70, 2009.

BEHRENS, Marilda Aparecida. Paradigmas da Complexidade: Metodologia de Projetos, Contratos Didáticos e Portfólios. Petrópolis,RJ: Vozes, 2006.

CAPRA, Fritjof. O Ponto de Mutação: A Ciência, a Sociedade e a Cultura emergente. 23ª ed. Trad. Álvaro Cabral. São Paulo, SP: Editora Pensamento-Cultrix Ltda, 2002.

GODOY, A. Opinião, biopolítica, governamentalidade e controle: as armadilhas da ambientalização e seus muitos e estranhos funcionamentos. Revista Política & Trabalho, v. 36, p. 239-256, 2012.

GONÇALVES-DIAS, S. L. F. et al. A inserção da temática ambiental em cursos de Administração: uma tipologia para (re) pensar a formação de administradores. Encontro Anual da Associação Nacional dos Cursos de Pós-Graduação em Administração. 30. Anais eletrônicos... Salvador: ANPAD, 2006

JAPIASSU, Hilton. O sonho transdisciplinar e as razões da Filosofia. Rio de Janeiro: Imago, 2006.

LEFF, E. Saber Ambiental. Petrópolis-RJ: Vozes, 2001.

NICOLESCU, B. Manifesto da transdisciplinaridade. Brasília: UNESCO, 2000.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 8 ed. São Paulo: Cortez; Brasília: UNESCO, 2003 a.

___________. Os sete saberes necessários para a educação do futuro. Trad. Catarina Eleonora F. da Silva e Jeanne Sawaya. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, 2000ª.

____________. Complexidade e transdisciplinaridade: a reforma da universidade e do ensino fundamental. Natal: EDUFRN, 2000b.

MORIN, E. O Método 5 – A humanidade da humanidade: a identidade humana. Porto Alegre: Sulina, 2002.

____________. Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

____________. Introdução ao pensamento complexo. 3. ed. Porto Alegre: Sulina, 2010.

MARTINELLI, Marilu. Aulas de Transformação: o programa de educação em valores humanos. São Paulo: Petrópolis, 1996.

PORTAL, L.L.F.(et.al.) Uma teoria do tudo: contribuições para uma condição singular de ser. Revista Humanidades, v.19, N 1, p.40-45, jan./jun., 2004.

____________. Espiritualidade: uma dimensão essencial na experiência significativa da vida. In: TEIXEIRA, Evilázio F. B.; MÜLLER, Marisa C.; SILVA, Juliana D. T. da. Espiritualidade e qualidade de vida. Porto Alegre: Edipurcs, 2004.

____________. O sentido da existência humana: um olhar para cima na aventura do encontro interior. In: ENRICONE, Délcia (Org.). A docência na educação superior, sete olhares. Porto Alegre: Evangraf, 2006. p. 45-58.

SANTOS, T. A. et al. O valor das pequenas coisas: a difícil aprendizagem na prática da gestão ambiental por acadêmicos do curso de Administração. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 24., 2000, Florianópolis. Anais eletrônicos... Florianópolis: ANPAD, 2000.

MORAES, Maria Cândida. O paradigma educacional emergente. Campinas: Papirus, 1998. TESCAROLO, Ricardo; DARÓS, Lauro. Aprendizagem e conhecimento: conexões

planetárias. Revista Diálogo Educacional. Curitiba: Champagnat, v.7, n.20, 2007.

POZATTI, ML. Educação para a Inteireza do Ser: uma caminhada. Educ. Real., Porto Alegre, v. 37, n. 1, p. 143-159, jan./abr. 2012. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/21801/16019 acesso em 15/05/2016.

ZUIN, V.G.; FREITAS, D. A utilização de temas controversos: estudo de caso na formação inicial de licenciandos numa abordagem CTSA. Ciência & Ensino (UNICAMP), v.1, n.2, 2007. Disponível em http://www.ige.unicamp.br/ojs/index.php/cienciaeensino/article /viewFile/136/129. Acesso em 30 de abril de 2009.

YUS, R. Educação Integral: uma educação holística para o século XXI. Porto Alegre: Artmed, 2002.

WILBER, K. Uma teoria de tudo: uma visão integral para os negócios, a política, a ciência e a espiritualidade. São Paulo: Cultrix, Amaná-Key, 2007.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v33i3.5739

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2016 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.