Escola Rural Sustentável: Um relato de experiência em uma escola do município de Marechal Cândido Rondon – Paraná – Brasil <br>Sustainable Rural School: A experience report in a school of the municipality of Marechal Cândido Rondon - Paraná - Brazil

Autores

  • Élio Jacob Hennrich Júnior Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • Irene Carniatto Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • Jaciara Reis Nogueira Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE.
  • Marise Koppe Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE.

DOI:

https://doi.org/10.14295/remea.v33i1.5610

Palavras-chave:

Sustentabilidade Escolar, Multimodos de Aprendizagem, Caráteres de Sustentabilidade.

Resumo

A construção de uma sustentabilidade planetária ao longo da sociedade pode se estabelecer através de uma construção conceitual a partir das comunidades escolares, agindo de maneira contextualizada na realidade local e trabalhando com as especificidades dos diferentes âmbitos da sustentabilidade. O presente trabalho buscou identificar e diagnosticar as principais características de sustentabilidade escolar na comunidade de estudo. A partir de uma metodologia composta por características da pesquisa-ação-participativa, investigação narrativa e aplicando os fundamentos dos multimodos de aprendizagem significativa foi possível diagnosticar o perfil da comunidade escolar e os principais problemas de sustentabilidade que apresenta, possibilitando a partir disso a realização de inúmeras atividades de planejamento participativo, eventos formativos e vivências na escola, resultaram uma transformação e um empoderamento da comunidade para uma reconstrução positiva de tal realidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Élio Jacob Hennrich Júnior, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

Biólogo Licenciado e Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural Sustentável da UNIOESTE e Bolsista nível CNPQ.

Irene Carniatto, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

Doutora, Pesquisadora e Docente do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural Sustentável e do Colegiado de Ciências Biológicas da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE.

Jaciara Reis Nogueira, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE.

Nutricionista da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon. Mestranda do Programa de Mestrado em Desenvolvimento Rural Sustentável da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE.

Marise Koppe, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE.

Especialista em Neuropedagogia, diretora de Escola Municipal da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon, Brasil. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural Sustentável da UNIOESTE.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 229 p. 2011.

BOFF, Leonardo. A Ética e a Formação de Valores na Sociedade. Reflexão. Instituto Ethos, São Paulo, ano 4, n. 11, outubro de 2003. Disponível em: <http://www3.ethos.org.br/wp-content/uploads/2013/02/Reflex%C3%A3o11.pdf>. Acesso: 21 de Jul. 2015.

BRASIL, Conselho Nacional de Educação. Resolução nº 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Brasília, 2012. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&id=17810&Itemid=866>. Acesso em 25 de Ago. 2015.

BRASIL, Ministério da Educação. Lei n° 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a Educação. Ambiental, institui a Política da Educação Ambiental e dá outras providências. Disponível em: <http://www.lei.adv.br/9795-99.htm>. Acesso em: 17 de Ago. 2015.

CAMOLEZ, João Carlos; JARDILINO, José Rubens Lima. Reencantar a educação é possível? Cadernos de Pós-Graduação, São Paulo, v. 4, Educação, p. 111-120, 2005.

CARNIATTO, Irene. A formação do sujeito professor: Investigação narrativa em Ciências/Biologia. Cascavel: Edunioeste. 158 p. 2002.

CAVALCANTI NETO, Ana Lucia Gomes; AMARAL, Edenia Maria Ribeiro do. Análise de concepções e visões de professores de ciências sobre educação ambiental. Pesquisa em Educação Ambiental, Ribeirão Preto, SP, v. 6, n. 2, p. 119-136, 2011.

EFFTING, Tânia Regina. Educação Ambiental nas Escolas Públicas: Realidade e Desafios. Monografia (Pós Graduação em “Latu Sensu” Planejamento Para o Desenvolvimento Sustentável) – Centro de Ciências Agrárias, Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Campus de Marechal Cândido Rondon, 2007.

KAWASAKI, Clarice Sumi; CARVALHO, Luiz Marcelo de. Tendências da pesquisa em Educação Ambiental. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 25, n. 03, p. 143-157, 2009.

IPARDES. Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Caderno Estatístico: Município de Marechal Cândido Rondon. Janeiro, 2016.

LEFF, Enrique. Saber ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

MEIRA, Pablo; SATO, Michèle. Só os peixes mortos não conseguem nadar contra a correnteza. Revista de Educação Pública, UFMT/Cuiabá, v.14, n.25, 17-31p., 2005.

SACHS, Ignacy. Estratégias de Transição para o Século XXI - Desenvolvimento e Meio Ambiente. São Paulo: Studio Nobel – Fundap, 1993.

SATO, Michèle. Debatendo os desafios da educação ambiental. Ambiente e educação, Rio Grande, v. 5/6, p. 25‐38, 2001.

SAUVÉ, Lucy. Educação ambiental e desenvolvimento sustentável: uma análise complexa. Revista de Educação Pública. Mato Grosso: UFMT. V.6, n.10, p. 72-103, jul-dez. 1997.

SILVA, Regina Aparecida da. Do invisível ao visível: o mapeamento dos grupos sociais do estado de Mato Grosso – Tese (Doutorado), 222 f. UFSCar, 2011.

SILVEIRA, Rosemari Monteiro Castilho Foggiatto; BAZZO, Walter. Ciência, tecnologia e suas relações sociais: a percepção de geradores de tecnologia e suas implicações na educação tecnológica. Ciência & Educação, Bauru, vol.15, n.3, p. 681-694, 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-73132009000300014&script=sci_arttext>. Acesso: 26/11/2015

SOUZA, José dos Santos. Trabalho, Qualificação, Ciência e Tecnologia no Mundo Contemporâneo: fundamentos teóricos para uma análise da política de educação profissional. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v.13, n. 22, p.1-15, jul./dez., 2004.

TOZONI-REIS, Michele Freitas de Campos. A construção coletiva do conhecimento e a pesquisa-ação participativa: compromissos e desafios. Pesquisa em Educação Ambiental, Ribeirão Preto, SP, v.2, n.2, p. 89-107, 2007.

VIARO, Helena Paula; GOMES DA SILVA, Henrique Zotarelli; BAHL, Vera Lúcia. Utilização de práticas Ecopedagógicas para a construção do conhecimento por meio da Práxis (palavra-ação). In: V Encontro Regional Sul de Ensino de Biologia (EREBIO-SUL) IV Simpósio Latino Americano e Caribenho de Educação em Ciências do International Council of Associations for Science Education (ICASE), Anais, 18 a 21 de setembro de 2011.

WALDRIP, Bruce; PRAIN, Vaughan; CAROLAN, Jim. Using Multi-Modal Representations to Improve Learning in Junior Secondary Science. Journal of Research in Science Education, Holanda, Jan. 2010. Disponível em: <http://www.springerlink.com/content/h18292th17643r7g/fulltext.pdf>. Acesso em 17 de Jul. 2015.

TRAJBER, Rachel; SATO, Michèle. Escolas Sustentáveis: incubadoras de transformações nas comunidades. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental. V. especial, p. 70-78, setembro de 2010.

Downloads

Publicado

2016-05-31

Como Citar

Hennrich Júnior, Élio J., Carniatto, I., Nogueira, J. R., & Koppe, M. (2016). Escola Rural Sustentável: Um relato de experiência em uma escola do município de Marechal Cândido Rondon – Paraná – Brasil &lt;br&gt;Sustainable Rural School: A experience report in a school of the municipality of Marechal Cândido Rondon - Paraná - Brazil. REMEA - Revista Eletrônica Do Mestrado Em Educação Ambiental, 33(1), 132–151. https://doi.org/10.14295/remea.v33i1.5610