A crise nos fundamentos da Educação Ambiental: motivações para um pensamento pós-metafísico

Autores

  • Vilmar Alves Pereira Universidade Federal do Rio Grande, FURG. Rio Grande/RS
  • Jacqueline Carrilho Eichenberger Universidade Federal do Rio Grande-FURG.
  • Lisiane Costa Claro Universidade Federal do Rio Grande-FURG.

DOI:

https://doi.org/10.14295/remea.v32i2.5538

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Crise, Metafísica.

Resumo

As reflexões trazidas neste artigo são resultantes de estudos que emergiram de uma pesquisa de doutorado, quando em contato com uma disciplina intitulada a “Crítica do Sujeito”. A partir de Nietzsche, Freud, Heidegger, Michel Foucault, Adorno e Horkeimmer, Habermas e Gadamer, associadas a inúmeras outras vivências do mundo da vida foi possível perceber um espaço de possibilidades compreensivas sobre o campo dos Fundamentos da Educação Ambiental (EA) onde a partir de um olhar hermenêutico é possível compreender a referida crise e pensa-la no contexto do pensamento pós-metafísico. A tese que defendemos aqui consiste em reconhecer que há vestígios de um profundo deslocamento no campo da Educação Ambiental. Esse deslocamento aponta mais para uma compreensão ontológica do que epistemológica. A EA deve compreender esse deslocamento a partir da metafísica e perceber possíveis decorrências para as epistemologias que orientam os seus debates.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vilmar Alves Pereira, Universidade Federal do Rio Grande, FURG. Rio Grande/RS

Doutor em Educação, Professor e Pesquisador no Instituto de Educação e nos Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental (PPGEA) e Educação em Ciências (PPGEC) da Universidade Federal do Rio Grande (PPGEA/FURG). Linha de pesquisa: Fundamentos da Educação Ambiental e integrante do Grupo de Pesquisa Política Natureza e Cidade, CNPQ. Mais informações: Currículo Lattes

Jacqueline Carrilho Eichenberger, Universidade Federal do Rio Grande-FURG.

Doutoranda em Educação Ambiental/PPGEA/FURG. Mestre em Educação Ambiental/PPGEA/FURG. Filosofa.

Lisiane Costa Claro, Universidade Federal do Rio Grande-FURG.

Doutoranda em Educação Ambiental. Mestre em Educação Ambienal. Historidora.

Downloads

Publicado

2015-12-09

Como Citar

Pereira, V. A., Eichenberger, J. C., & Claro, L. C. (2015). A crise nos fundamentos da Educação Ambiental: motivações para um pensamento pós-metafísico. REMEA - Revista Eletrônica Do Mestrado Em Educação Ambiental, 32(2), 177–205. https://doi.org/10.14295/remea.v32i2.5538

Edição

Seção

Seção Especial: XV Encontro Paranaense de Educação Ambiental - EPEA