A interdisciplinaridade, construção do conhecimento e do saber ambiental

Dirlei Andrade Bonfim, Juliana Oliveira Santos, Rubens Jesus Sampaio, Milton Ferreira da Silva Junior, Luís Rogério Cosme Silva Santos

Resumo


Este artigo propõe uma reflexão crítica sobre a interdisciplinaridade, construção do conhecimento para a produção de saber ambiental complexo que responda aos desafios da problemática ambiental atual. Compreende-se assim, que a interdisciplinaridade deve transcender o somatório de disciplinas para unificar um conhecimento novo gerado no contexto epistemológico de formação e inter-relação do saber. Desta maneira, este texto aborda a interdisciplinaridade como promotora de diálogos de saberes e práticas, baseada em princípios teóricos e metodológicos com a finalidade de reintegrar saberes e reconstituir um conhecimento totalizado na perspectiva científica. Neste sentido, entende-se que os problemas ambientais no campo das relações sociedade-natureza devem adotar um processo complexo de produção de possibilidades.

Palavras-chave


Interdisciplinaridade. Construção do Conhecimento. Saber Ambiental.

Texto completo:

PDF

Referências


Bunge, Mario. Epistemologia: curso de atualização / Mario Bunge: tradução de Cláudio Navarro, - São Paulo: T. A. Queiroz: Ed. da Universidade de São Paulo, 1980.

FAZENDA, I. C. A. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. São Paulo: Loyola, 1979.

FAZENDA, I. C. Interdisciplinaridade: um projeto em parceria. São Paulo: Loyola, 2002.

FERNANDES, V.; MALHEIROS, T. F.; PHILIPPI JR, A.; SAMPAIO, C. A. C. Metodologia de avaliação estratégica de processo de gestão ambiental municipal. Saúde e Sociedade. São Paulo, v.21, supl.3, Dec. 2012. ISSN 0104-1290.

FEYERABEND, P. Contra o método. 2. ed. São Paulo: UNESP, 2011.

FLORIANI, D. Diálogos interdisciplinares para uma agenda socioambiental: breve inventário d debate sobre ciência, sociedade e natureza. Desenvolvimento e Meio Ambiente, Paraná: UFPR, n. 1, p. 21-39, jan./jun. 2000.

FLORIANI, D. Disciplinaridade e construção interdisciplinar do saber ambiental. Desenvolvimento e Meio Ambiente, Paraná: UFPR, n 10, p. 33-37, jul./dez. 2004.

FRANCISCHETT, M. N. O entendimento da interdisciplinaridade no cotidiano. Colóquio do Programa de Mestrado em Letras da UNIOESTE. Cascavel, 2005.

FRIGOTTO, G. A interdisciplinaridade como necessidade e como problema nas ciências sociais. ln: JANTTSHE, A. P.; BIANCHETTI, L. (Org.). Interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 1995. p. 25-49.

HABERMAS, J. Teoria de La acción comunicativa. 2. Aed. Madrid: Taurus, 1988.

JAPIASSU, H. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976

LEFF, E. Complexidade interdisciplinar e saber ambiental. ln: PHILIPPI Jr., A. et aI. Interdisciplinaridade em ciências ambientais. São Paulo: Signus, 2000.

MÉSZÁROS, István. Para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2002.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento científico: pesquisa qualitativa em saúde. 2. ed. São Paulo: Hucitec-Abrasco,1994

MORAES, M. C.; LATORRE, S. de. Educação. Revista eletrônica da PUCRS, Porto Alegre, RS, ano XXIX, v. 58, n. 1, p. 145-172, jan./abr. 2006.

MORIN, E. A religação dos saberes: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

MORIN, E. Ciência com Consciência. Rio de janeiro: Bertrand Brasil,2006

NUNES, E. D. A questão da interdisciplinaridade no estudo da saúde coletiva e o papel das ciências sociais. In: CANESQUI, A. M. (Org.). Dilemas e desafios das ciências sociais na saúde coletiva. São Paulo; Rio de Janeiro: Hucitec-Abrasco, 1995. p. 95-115.

PHILIPPI Jr., A., TUCCI, C.E.M., HOGAN, D. J., NAVEGANTES, R. Interdisciplinaridade em Ciências Ambientais. São Paulo: Signus Editora, 2000.

POMBO, O. Epistemologia da Interdisciplinaridade. In: SEMINÁRIO INTERNA-CIONAL INTERDISCIPLINARIDADE, HUMANISMO. Portugal: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2003.

PRIGOGINE, Y. Enfrentándose con lo irracional. En Proceso al azar. Barcelona: Tusquets, 1986.

UNESCO. La educación ambiental: lãs grandes orientaciones de la Conferencia de Tbilisi. Paris, 1980. Universities and environmental education. Paris: UNESCO, 1986.

Zizek, Slavoj, 1949 – Vivendo nos fins dos tempos / Slavoj Zizek; tradução Maria Beatriz de Medina – São Paulo: Boitempo. 2012.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v32i1.5144

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2015 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/br/

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.