Educação ambiental entre brincadeiras com os Mascarados do Congo nas oficinas culturais com cotidianos escolares
Environmental education using plays with Mascarados do Congo in cultural workshops with school everyday

Andreia Teixeira Ramos, Martha Ferreira Tristão

Resumo


O artigo é resultado de uma pesquisa de Mestrado com objetivo de cartografar e problematizar processos de produção dos Mascarados do Congo, e seus atravessamentos com redes de conversações cotidianas escolares. O aporte metodológico e teórico foi inspirado na pesquisa em Educação Ambiental (EA) e cartográfica e nos estudos com os cotidianos, envolvendo professores, estudantes, artesão, congueiros, com diário de campo, fotografias, gravações e transcrições. Com a pesquisa capturamos conversas tecidas com a produção dos Mascarados, apostando na EA autopoiética – produção de si mesmo, autofazimento, realizamos Oficinas Culturais de Sensibilização Ambiental, Máscaras de congo, Contação de Histórias, Percussão, Toadas e Cinema de Animação. O desejo foi articular vida cotidiana, cheiros, sabores, risos, saberes, poesias, fazeres, sons e afetos.

Palavras-chave


Educação Ambiental.Redes de conversações cotidianas. Práticas culturais.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, N. Sobre as razões das pesquisas nos/dos/com os cotidianos. In: GARCIA, L. R. (Org.) Diálogos cotidianos. Petrópolis, RJ: DP et al, Rio de Janeiro: FAPERJ, 2010.

ALVES, N; GARCIA, R. L. (Org.). O sentido da escola. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

ARANTES, G.; LUCIEN, J. Brincar de viver. PL: Despertar, 1985.

BARROS, M. Menino do mato. São Paulo: Leva, 2010.

CARVALHO, J. M. A razão e os afetos na potencialização de “Bons encontros” no currículo escolar: Experiências cotidianas. In FERRAÇO, C. E. Currículo e Educação Básica: Por entre redes de conhecimentos, imagens, narrativas, experiências e devires. Rio de Janeiro: Rovelle, 2011.

CERTEAU, M. A invenção do cotidiano – artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 2008a.

CERTEAU, M. A. Cultura no Plural. Campinas, SP: Papirus, 2008b.

DELEUZE, G. Conversações. São Paulo: Ed.34. 1992.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Mil Platôs. Volume 1. São Paulo: Ed. 34, 2011.

_______. Kafka. Para uma literatura menor. Assírio & Alvim, Lisboa, 2003.

FERRAÇO, C. E. Eu, caçador de mim. In: GARCIA, R. L. (org.). Método: pesquisa com o cotidiano. Rio de Janeiro: DP&A, 2003. p. 157-175.

_______. (Org.). Cotidiano escolar, formação de professores (as) e currículo. São Paulo: Cortez, 2005.

_______. Currículo e Educação Básica: Por entre redes de conhecimentos, imagens, narrativas, experiências e devires. Rio de Janeiro: Rovelle, 2011.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

FOUCAULT, M. O uso dos prazeres e as técnicas de si. In: FOCAULT, M. Ditos e escritos. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006.

GONZALEZ, S. Educação Ambiental Autopoiética com as práticas do bairro Ilha das Caieiras entre os manguezais e as escolas. 2013. 159 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2013.

GONZALEZ, S; RAMOS, A. T. Educação ambiental numa perspectiva autopoiética na formação de educadores/as. Pró-Discente: caderno de produções acadêmicas-científicas do Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal do Espírito Santo, v. 18, n. 2, jul./dez., Vitória, ES, 2012.

_______. Educação ambiental Autopoiética na vida cotidiana. Textura. Canoas/RS. v.16. n. 30. Jan/abr. 2014. p.86-106.

KASTRUP, V. O funcionamento da atenção no trabalho do cartógrafo. Psicologia & Sociedade, 19 (1), p.15-22, jan/abr.2007.

KOHAN, W. O. Infância, estrangeiridade e ignorância: ensaios de filosofia e educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

LARROSA, J. Experiência e paixão. In: LARROSA, Jorge. Linguagem e educação depois de Babel. Belo Horizonte: Autentica, 2004.

______. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista Brasileira de Educação. n.19, jan./fev./mar./abr.2002.

______. A arte de conversa. Pedagogia improvável da indiferença: e se o outro não estivesse aí? Rio de janeiro: DP&A,2003, p.211 – 216.

MATURANA, H. A ontologia da realidade. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1999.

______. Emoções e linguagens na educação e na política. Belo Horizonte: UFMG, 2002.

______. Cognição, ciência e vida cotidiana. Belo Horizonte: UFMG, 2006.

MATURANA, H.; VARELA, F. A árvore do conhecimento. Campinas/SP: Psy, 1995.

MATURANA, H. De máquinas e seres vivos. Autopoiese – a organização do vivo. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

MATURANA, H. REZEPKA, S.N. Formação humana e capacitação. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000.

MATURANA, H. G.VERDEN-ZOLLER, G. Amar e brincar: fundamentos esquecidos do humano do patriarcado à democracia. São Paulo: Palas Athena, 2011.

MATURANA, H. XIMENA, D. Y. Habitar Humano em seis ensaios de biologia cultural. São Paulo: Palas Athena, 2009.

PASSOS, E.; KASTRUP, V.; ESCÓSSIA, L. Pistas do método da cartografia: pesquisa-intervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2010.

RAMOS, A. T. Educação ambiental entre os carnavais dos amores com os mascarados do congo de Roda D’Água. 2013. 142 f. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória/ES, 2013.

REIGOTA, M. A contribuição política e pedagógica dos que vêm das margens. Teias. Rio de Janeiro: ano 11, nº 21, jan/abr 2010. Disponível em:

REVEL, J. Foucault: conceitos essenciais. São Carlos: Claraluz, 2005.

TRISTÃO, M. Uma abordagem filosófica da pesquisa em educação ambiental. In: Revista Brasileira de Educação, v.18, n. 55, out./dez. 2013, p. 847-860. ISSN 1413-2478




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v32i2.5024

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2015 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/br/

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.