Educação Ambiental: uma incursão na percepção ambiental e na sensibilização imagética

Fátima Elizabeti Marcomin

Resumo


No Programa de Pós-Graduação em Educação, nível de Mestrado e em eventos da área de Educação Ambiental (EA), caminhamos discutindo e vivenciando estudos e pesquisas envolvendo a fenomenologia da percepção de Merleau-Ponty e o emprego da imagética como recurso para a sensibilização ambiental. O trabalho representa uma reflexão sobre o uso de imagens do telescópio Hubble (NASA/ESA) como ferramenta para sensibilizar as pessoas acerca da problemática ambiental e da assimilação da dimensão corpórea humana como integrante da dimensão cósmica. A partir da captura das impressões de mestrandos e participantes de eventos da área da EA, discute-se o corpo como elemento da percepção e, esta última, sob a ótica fenomenológica, como o fundo onde todos os atos se manifestam. Incorpora a concepção de que integramos o cosmo e o sagrado e que essa existencialidade repercute sobre a responsabilidade humana em promover processos educativos que impulsionem essa integralidade e que favoreçam a formação de sociedades mais justas, equitativas e de fato sustentáveis.

Palavras-chave


percepção; imagética; Educação Ambiental.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Rubem; BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Encantar o mundo pela palavra. Campinas, SP: Papirus, 2006. (Papirus Debates).

ASSIS, Adriana Carolina Hipólito. Palimpsesto amoroso em Desmundo: contos de fadas. Lorena: CCTA, 2007.

BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

BARROS, Manoel de. Memórias inventadas: as infâncias de Manoel de Barros. São Paulo: Planeta do Brasil, 2010.

BOFF, Leonardo. Carta da Terra. In: SATO, M. Eco-ar-te para o reencantamento do mundo. São Carlos: RiMA, FAPEMAT, 2001, p. 11 – 20.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O vôo da arara-azul: escritos sobra a vida, a cultura e a educação ambiental. Campinas, São Paulo: Armazém do Ipê, 2007.

CAMPBELL, Joseph. A extensão interior do espaço exterior: a metáfora como mito e religião. Rio de Janeiro: Campus, 1991.

CARVALHO, Isabel Cristina de M. Educação Ambiental: a formação do sujeito ecológico. São Paulo: Cortez, 2004.

CASÉ, Michel; MORIN, Edgar. Filhos do céu: entre vazio, luz e matéria. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008,

DAMÁSIO, Antônio. Em busca de Espinosa: prazer e dor na ciência dos sentimentos. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

ESA/NASA/HUBBLE. Images HUBBLE. 2010. Disponível em :

http://www.spacetelescope.org/images. Acesso em: março de 2010.

ESTEBAN, Maria Paz Sandin. Pesquisa qualitativa em Educação: fundamentos e tradições. Porto Alegre: AMGH, 2010.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 14 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

GLEISER, Marcelo. Micro macro, vol. 2: mais reflexões sobre o homem, o tempo e o espaço. São Paulo: Publifolha, 2007.

GUIMARÃES, Mauro. Educação Ambiental: da forma a ação. Campinas: Papirus: 2006.

HAWKING, Stephen. O universo numa casca de noz. Ed. Especial. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2012.

KIRST, Patrícia B. A. Gomes. Redes do olhar. In: FONSECA, Tânia Mara Gali; KIRST, Patrícia B. A. Gomes. Cartografias e devires: a construção do presente. Porto Alegre, RS:UFRGS, 2003, p. 43-52.

LARAIA, Roque de B. Cultura: um conceito antropológico. 24 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

LARROSA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Rio de Janeiro: Revista Brasileira de Educação. n. 19, p. 20-28, 2002.

LEROY, Jean-Pierre; PACHECO, Tania. Dilemas de uma educação em tempo de crise. In: LOUREIRO, Carlos Frederico B.; LAYRARGUES, Philippe Pomier; CASTRO, Ronaldo Souza. (Orgs.) Pensamento complexo, dialética e educação ambiental. São Paulo: Cortez, 2006, p. 30 – 71.

LOIZOS, Peter. Vídeo, filme e fotografias como documentos de pesquisa. In: BAUER, Martin W.; GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 8 ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2010, p. 137 – 155.

MAESTRO, Maria da Penha. Kopernick Del. A percepção do sagrado na educação ambiental: entrelaçamentos de uma abordagem complexa e transdisciplinar. In: TRISTÃO, Martha.; JACOBI, Pedro. Roberto. (Org.) Educação ambiental e os movimentos de um campo de pesquisa. São Paulo: Annablume, 2010, p. 69 – 90.

MERLEAU-PONTY, Maurice. A fenomenologia da percepção. 3 ed. São Paulo: Martins Flores, 2006.

________________ A fenomenologia da percepção. São Paulo: Martins Flores, 1999.

________________ A prosa do mundo. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

________________ Conversas. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

________________ O olho e o espírito. Lisboa: Veja, 1997.

________________ O primado da percepção e suas conseqüências filosóficas. Campinas: Papirus, 1990.

________________ O visível e o invisível. São Paulo: Perspectiva, 2009. (Debates: 40).

MOLON, Susana Inês. As contribuições de Vygotsky na formação de educadores ambientais. In: LOUREIRO, Carlos Frederico B.; LAYRARGUES, Philippe Pomier; CASTRO, Ronaldo Souza. (Orgs.).Repensar a Educação Ambiental: um olhar crítico São Paulo: Cortez, 2009, p. 141 – 172.

MOREIRA, Daniel Augusto. O método fenomenológico na pesquisa. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004.

PASSOS, Luis Augusto; SATO, Michèle. “Educação ambiental: o currículo nas sendas da Fenomenologia Merleaupontyana”. In: SAUVÉ, Lucie.; ORRELANA, Isabel. SATO, Michèle. (Dir.) Sujets choisis en éducation relative à l’ environnement – D’ une Amerique à l’ autre. Montreal: ERE-UQAM, Tome I, 2002, p. 129-135.

PENN, Gemma. Análise semiótica de imagens paradas. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 8 ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2010. p. 319 - 342.

SATO, Michèle. Po-éticas da Educação Ambiental. In: SATO, Michèle. (Org.). Eco-Ar-Te para o reencantamento do mundo. São Carlos|: RiMa, FAPEMAT, 2011, p. 2 – 8.

SATO, Michèle ; SENRA, Ronaldo. Estrelas e constelações aprendizes de um grupo pesquisador. Ambiente & Educação. FURG: Rio Grande, RS. , v. 14, n. 2, p. 139 – 145, 2009.

TRISTÃO, Martha; NOGUEIRA, Vitor. Educação Ambiental e suas relações com o universo da fotografia. In: SATO, Michèle. (Org.). Eco-Ar-Te para o reencantamento do mundo. São Carlos|: RiMa, FAPEMAT, 2011, p. 108 – 115.

TUAN, Yi Fu. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. New Jersey: DIFEL, 1980.

WEIL, Pierre. Rumo ao Infinito. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2005.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v31i2.4646

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2014 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental



Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.