DIVERSIDADE CULTURAL, DESAFIOS EDUCACIONAIS E SISTEMAS COGNITIVOS: PARA PENSAR UMA MODERNIDADE EM CRISE

Dimas Floriani

Resumo


Neste artigo, buscou-se localizar a origem do debate sobre crise na modernidade, partindo-se de leituras diferentes de sua gênese: se há uma singularidade própria ocidental e capitalista, com uma crise de fechamento do sistema sobre si mesmo, ou se essa crise responde à “modernidades múltiplas”(segundo EISENSTADT (2003) e outros), pontuadas por diversas crises e com possibilidades de criação de alternatividades, tanto na cultura como na
educação. Uma dessas crises aqui analisadas é a crise representacional, na qual a ideia de ‘ciência’ sofre uma crítica fundamental, tanto nas suas bases epistemológicas, como nas práticas metodológicas de sua produção. A
possibilidade dessa superação está diretamente ligada à ressignificação do conhecimento que deve estar
profundamente comprometido com os limites e as possibilidades de uma vida razoável para a sobrevivência de nosso Planeta e das sociedades humanas que nele habitam e interagem.

Palavras-chave


modernidade; crise cultural e educacional; emergências cognitivas; modernidades múltiplas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i0.3394

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2014 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental



Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.