Lugares invisíveis: imagens de resistências de mulheres migrantes

Denize Aparecida Rodrigues de Amorim, Roberta Moraes Simione, Michèle SATO

Resumo


Este artigo objetiva apresentar imagens de migração de mulheres migrantes via interpretação de suas percepções inscritas nas invenções do seu cotidiano como táticas de resistência. À luz da Educação Ambiental, adotamos neste artigo a metodologia Cartografia do Imaginário com o propósito de interpretar as imagens poéticas existentes no fazer fenomenológico bachelardiano e com ela espera-se que seja possível entrever caminhos que resistam ao racismo, discriminação e a xenofobia. Contudo, cientes das contradições, invisibilidade e lugares de silêncio que tal grupo está inserido, procuraremos trazer à tona discussões sobre promoção de políticas públicas para mulheres, a partir do lugar de fala das migrantes, em interface com a Justiça Climática e Direitos Humanos. Narrativas individuais que evidenciam o colapso climático também serão consideradas e evidenciados neste trabalho.
Palavras-chave: Migração. Educação Ambiental. Políticas Públicas.

Palavras-chave


Migração. Educação Ambiental. Políticas Públicas

Texto completo:

PDF

Referências


AGIER, Michel.Migrações. Descentramento e cosmopolitismo. Maceió/AL: São Paulo/SP: Edufal, Editora da Unesp, 2015.

BACHELARD, Gaston. A terra e os Devaneios da Vontade. Ensaio sobre a imaginação das forças. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

BAUMAN, Zygmunt.Tempos líquidos. Rio de Janeiro: Zahar, 2007.

BAUMAN, Zygmunt.Estranhos à nossa porta. Rio de Janeiro: Zahar, 2017. b

BAUMAN, Zygmunt.Capitalismo parasitário: e outros temas contemporâneos. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

BOFF, Leonardo. Saber cuidar: ética do humano – compaixão pela terra. 20. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

DUTRA, Delia. Mulheres, migrantes, trabalhadoras: a segregação no mercado de trabalho.Rev. Inter. Mob. Hum., Brasília, a.21, n. 40, p. 177-193, jan./jun. 2013.

ECCLESIA. Papa contra globalização da “indiferença”. 2013. Disponível em: https://agencia.ecclesia.pt/portal/papa-contra-globalizacao-da-indiferenca/. Acesso em: 15 fev. 2019.

ELIAS, Norbert. Os estabelecidos e os outsiders: Sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2000.

FLORES, Joaquin Herrera. Direitos humanos, interculturalidade e racionalidade de resistência. [s.d.] Mimeo.

JUBILUT, Liliana Lyra; APOLINÁRIO, SilviaMenicucci O. S. A necessidade de proteção internacional no âmbito da migração. Revista Direito GV, São Paulo, v. 6, n. 1, p. 275-294, Jan-Jun 2010. Disponível em:www.scielo.br/pdf/rdgv/v6n1/13.pdf. Acesso em: 25 mar. 2020.

LIMA, Gustavo Ferreira da Costa; LAYRARGUES, Philippe Pomier. Mudanças climáticas, educação e meio ambiente:para além do Conservadorismo Dinâmico. Educar em Revista, Edição Especial, n. 3, p. 73-88, 2014. Disponível em: www.scielo.br/pdf/er/nspe3/a06nspe3.pdf. Acesso em: 09 maio 2020.

MARTÍNEZ, Susana Martínez; DUTRA, Delia.Experiencias de racismo desde la inmigración haitiana y africana en Brasil.REMHU, Rev. Interdiscip. Mobil. Hum., Brasília, v. 26, n. 53, p. 99-113, ago. 2018.

MBEMBE, Achille.Necropolítica. Arte & Ensaios, n. 32, p. 122-151, dez. 2016. Disponível em:https://revistas.ufrj.br/index.php/ae/article/view/8993/7169. Acesso em:09 maio 2020.

MARINUCCI, Roberto.Proteger os migrantes forçados ou proteger-se deles?REMHU - Rev. Interdiscip. Mobil. Hum., Brasília, a. 21, n. 43, p. 7-9, jul./dez. 2014. Disponível em: www.scielo.br/pdf/remhu/v22n43/v22n43a01.pdf.Acesso em: 13 mar. 2020.

MARENGO, José Antônio.Água e mudanças climáticas.Estudos avançados,v. 22, n. 63, 2008. Disponível em:www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext_pr&pid=S0103-40142008010200001.Acesso em: 02 maio 2019.

NOBRE, Carlos.Mudanças climáticas e o Brasil–Contextualização. Parcerias estratégicas, v. 13, n. 27, p. 07-18, 2010.

NOBRE, Carlos. A; SAMPAIO, Gilvan; SALAZAR, Luis.Mudanças Climáticas e Amazônia.Cienc. Cult., São Paulo, v.59, n.3,jul./set. 2007. Disponível em:http://cienciaecultura.bvs.br/pdf/cic/v59n3/a12v59n3.pdf.Acesso em: 26 abr. 2018.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de; SGARBI, Paulo.Apresentação: A invenção cotidiana da pesquisa e de seus métodos. Revista Educ. Soc., Campinas, v. 28, n. 98, p. 15-22, jan./abr. 2007. Disponível em: www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302007000100002. Acesso em: 22 jan. 2020.

PACÍFICO, Andrea Pacheco; GAUDÊNCIO, Marina Ribeiro Barboza. A proteção dos deslocados ambientais no regime internacional dos refugiados. Brasília. REMUH, a. 21, n. 43, p. 133-148, jul./dez. 2014.

PATARRA, Neide Lopes. Migrações internacionais de e para o Brasil contemporâneo: volumes, fluxos, significados e políticas. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v.19, n.3, jul./set. 2005.Disponível em:www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-88392005000300002. Acesso: 14 fev. 2019.

PATARRA, Neide Lopes. Migrações internacionais: teorias, políticas e movimentos sociais. Revista Estudos Avançados, v. 20, n. 57, p. 7-24, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ea/v20n57/a02v2057.pdfAcesso em: 05 fev. 2020.

PATARRA, Neide Lopes.O Brasil: país de imigração?Revista eletrônica e-metrópoles, a. 3, n. 9, p. 06-18, jun. 2012. Disponível em:http://emetropolis.net/system/edicoes/arquivo_pdfs/000/000/008/original/emetropolis_n09.pdf?1447896326.Acesso em: 12 mar. 2020.

PAPA FRANCISCO. Mensagem do Santo Padre Francisco para o dia mundial do migrante e do refugiado.Migrantes e refugiados: rumo a um mundo melhor.Mensagens. Vaticano: LibreriaEditrice Vaticana, 2013. Disponível em:www.vatican.va/content/francesco/pt/messages/migration/documents/papa-francesco_20130805_world-migrants-day.html. Acesso em: 09 maio 2020.

PALMA, Sonia. Cartografia do imaginário: a dimensão poética e fenomenológica da educação ambiental. Cuiabá, 2011. 142f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso.

MANFRINATE, Rosana; SATO, Michèle; PAZOS, Araceli Serante. Entrelaçamentos entre justiça climática e educação ambiental: diálogos com mulheres de comunidades tradicionais do Mato Grosso e Galícia. Revista Pesquisa em Educação Ambiental,Campinas, Edição 2019: Ahead Of Print, 2020, 21p. Disponível em: www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/pesquisa/article/view/14592. Acesso em: 09 maio 2020.

RIBEIRO, Djamila.Lugar de Fala. São Paulo: Pólen Livros, 2019.

SANTOS, Déborah Moreira; SATO,Michèle; GOMES, Giselly Rodrigues; MARTINE, Rafael. Colapso climático no olho do furacão.In: WERNER, Inácio; SATO, Michèle; SANTOS, Déborah (Orgs.).Relatório estadual de direitos humanos e da Terra 2019. Cuiabá: Associação Antônio Vieira, 2019, p 90-96. Disponível em:https://direitoshumanosmt.blogspot.com/p/relatorios-fdht.html. Acesso em: 09 maio 2020.

SATO, Michèle.Apaixonadamente pesquisadora em educação ambiental. Educação Teoria e Prática, Rio Claro, v. 9, n. 16/17, p. 24-35, 2001 (bibliografia revista em fevereiro/2003).Disponível em: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=108. Acesso em: 10 fev. 2019.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i0.11362

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.