Educação Ambiental na Base Nacional Comum Curricular

Giovani Barbosa, Caroline Terra de Oliveira

Resumo


O trabalho se propõe a analisar a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em sua última versão, realizando algumas reflexões referentes à inserção da Educação Ambiental, dentro do que dispõe o documento, para as relações de ensino e aprendizagem nas escolas do país, realizando um debate sobre as possibilidades propostas para o desenvolvimento de uma consciência do sujeito em relação aos problemas socioambientais. Desse modo, através de pesquisa com base em análise documental, o trabalho tem como proposição dialogar, tanto com alguns autores do campo de pesquisa da Educação Ambiental, como outros que venham a colaborar para o estudo, problematizando como o documento trata a temática, no nível do Ensino Fundamental.

Palavras-chave


BNCC. Educação Ambiental. Ensino Fundamental.

Texto completo:

PDF

Referências


ACSELRAD, Henri. Justiça ambiental. In: FERRARO JR., Luiz Antônio (org.). Encontros e caminhos: formação de educadoras (es) ambientais e coletivos educadores. MMA. Vol. 1. Brasília, 2005.

BOAVENTURA, Edivaldo M. Educação planetária em face da globalização. Revista da FAEEBA. Educação e contemporaneidade. n. 16, p. 27-35, ano 10. Salvador, jul./ dez. 2001. Disponível em < http://books.scielo.org/id/4r/pdf/boaventura-9788523208936-13.pdf > Acesso em: 27/05/2019.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF, 2017. Disponível em: < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf >. Acesso em: 27/05/2019.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil: texto promulgado em 05 de outubro de 1988. Brasília: Senado Federal, 2013. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 27/05/2019.

BRASIL. Resolução CNE/CP Nº 2/2017: Institui e orienta a implantação da Base Nacional Comum Curricular, a ser respeitada obrigatoriamente ao longo das etapas e respectivas modalidades no âmbito da Educação básica. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp- AMBIENTE & EDUCAÇÃO ISSN - 1413-8638 E-ISSN - 2238-5533 v. 23, n.2, p. 74-89, 2018 88 content/uploads/2018/04/resolucaocne_cp222dedezembrode2017.pdf. Acesso em: 4/06/2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação Ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental – PNEA e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Brasília, 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm. Acesso em: 29/05/2019.

GUIMARÃES, Mauro. Por uma Educação Ambiental crítica na sociedade atual. Revista Margens Interdisciplinar, [S.l.], v. 7, n. 9, p. 11-22, maio 2016. ISSN 1982-5374. Disponível em: . Acesso em: 10/09/2019.

FREIRE, Paulo. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. Cortez & Moraes. São Paulo, 1979. Disponível em < http://www.dhnet.org.br/direitos/militantes/paulofreire/paulo_freire_conscientizacao.pdf > . Acesso em: 30/05/2019.

MÉSZÁROS, István. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. São Paulo: Boitempo, 2002.

MORIN, Edgar. O método 3: conhecimento do conhecimento. Tradução: Juremir Machado da Silva. 5ª ed. 286 p. Editora Sulina. Porto Alegre, 2015. Disponível em: https://www.editorasulina.com.br/img/sumarios/194.pdf . Acesso em: 29/05/2019.

PERRENNOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Tradução Patrícia Chittoni Ramos. 192 p. Artes Médicas Sul. Porto Alegre, 2000.

SANTOS JR., Severiano Joseh; NUNES, Alba Maria. Comunidades Educadoras: a terra como casa, a casa aberta a Terra. In: FERRARO JR., Luiz Antônio (org.). Encontros e caminhos: formação de educadoras (es) ambientais e coletivos educadores. MMA. Vol 2. Brasília, 2007.

TIRIBA, L. Educação Infantil como direito e alegria: em busca de pedagogias ecológicas, populares e libertárias. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz & Terra, 2018.

VEIGA-NETO. Alfredo José da. Ecopolítica: um novo horizonte para a biopolítica. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental. Ed. Especial Impressa - Dossiê Educação Ambiental. jan/jun, 2014. Dísponível em < https://periodicos.furg.br/remea/article/view/4596/2911 > Acesso em: 29/05/2019.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v37i1.11000

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.