La educación ambiental en museos de historia natural del sur de Brasil
A educação ambiental nos museus de história natural do sul do Brasil
Environmental education in museums of natural history of southern Brazil

Ivan Borroto Rodríguez, Marília Andrade Torales Campos

Resumo


La investigación buscó analizar las características y las acciones de tres museos de historia natural localizados en la región sur de Brasil e identificar sus potencialidades de trabajo en relación a la Educación Ambiental. A partir de una un abordaje cualitativo, para la colecta de información se usó un cuestionario, que abordó cuestiones relacionadas con la estructura organizativa de los museos y sus acciones educativas. Además, se utilizó información proveniente de las páginas web de las instituciones, lo que contribuyó a una mayor riqueza y al cruce de información. Los resultados apuntan al desarrollo de una Educación Ambiental identificada con la presentación de la biodiversidad y sus amenazas, mediante el modelo didáctico tradicional.

A pesquisa buscou analisar as características e as ações de três museus de história natural localizados na região sul do Brasil e identificar suas potencialidades de trabalho em relação a Educação Ambiental. A partir de uma abordagem qualitativa, para a coleta de dados foi feita a aplicação de um questionário contendo questões relacionadas com a estrutura organizativa dos museus e suas ações educativas. Além disto, foram utilizadas informações disponíveis nas páginas web das instituições para complementar e enriquecer o cruzamento dos dados. Os resultados apontam para o desenvolvimento de uma educação ambiental identificada com a apresentação da biodiversidade e suas ameaças mediante um modelo didático tradicional.

The research sought to analyze the characteristics and actions of three natural history museums located in the southern region of Brazil and to identify their potential for work in relation to Environmental Education. From a qualitative approach, a questionnaire was used to gather information, which addressed issues related to the organizational structure of museums and their educational actions. In addition, information from the web pages of the institutions was used, which contributed to enrich and the crossing of information. The results point to the development of an environmental education identified with the presentation of biodiversity and its threats, through the traditional didactic model.

Palavras-chave


educación ambiental, museo de historia natural, acciones educativas

Texto completo:

PDF

Referências


AURICCHIO, Ana Lucia Ramos. Os museus e a questão ambiental. Revista Educação: Teoria e Prática. Rio Claro: UNESP – Instituto de Biociências, n 16, p. 49-100, 2001.

CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. Em direção ao mundo da vida: interdisciplinaridade e educação ambiental. Cadernos de Educação Ambiental. Brasília: IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas, 1998.

CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. Cortez Editora, 2004.

CAZELLI, Sibele., QUEIROZ, Gloria.; ALVES, Fátima., FALCÃO, Douglas., VALENTE, Maria Esther.; GOUVÊA, Guaracira.; COLINVAUX, Domenique. Tendências pedagógicas das exposições de um museu de ciência. Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, v.2, p.1-12, 1999. Disponible en: http://www.abrapecnet.org.br/enpec/ii-enpec/trabalhos/G48.pdf .Consultado en: 28 de agosto de 2018.

DELICADO, Ana. Para que servem os museus científicos? Funções e finalidades dos espaços de musealização da ciência. In: VIII Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, Coimbra, Portugal, p. 1-17, 2004. Disponible en: https://www.ces.uc.pt/lab2004/pdfs/AnaDelicado.pdf . Consultado en: 6 de julio de 2018.

FIGURELLI, Gabriela Ramos. A relevância das práticas avaliativas na rotina dos museus. Musas (IPHAN) , v. 6, p. 146-163, 2014. Disponible en: http://www.museus.gov.br/wp-content/uploads/2015/01/Revista-Musas-6.pdf . Consultado en:10 de julio de 2018.

FORTIN-DEBART, Cécile. Le Musee de Sciences Naturelles, un partenaire de l'école pour une education relative a l'environnement: du message scientifique au débat de société. Vertigo-la revue électronique en sciences de l'environnement, v. 4, n. 2, 2003. Disponible en: https://journals.openedition.org/vertigo/4494 . Consultado en:7 de sepriembre de 2018

GARCÍA, José Eduardo. Educación Ambiental, Constructivismo y Complejidad. España: Díada Editora. S.L. 2004.

HEIN, George. Learning in the Museum. London: Routledge, 2002.

HOOPER-GREENHILL, Eilean. Museum and their Visitors. London: Routledge, 2004.

LOPES, M., M. A favor da desescolarização dos museus. Educação e sociedade, v. 40, p. 443-455, 1991. Disponible en: https://www.sisemsp.org.br/blog/wp-content/uploads/2016/04/A-favor-da-desescolariza%C3%A7%C3%A3o-dos-museus.pdf. Consultado en:7 de agosto de 2018.

MARANDINO, Martha. Educação em museus de história natural: possibilidades e desafios de um programa de pesquisa. Enseñanza de las Ciencias, VII CONGRESO, n. Extra, p. 1-4, 2005.

MARANDINO, Martha. Educação em museus: a mediação em foco. São Paulo, SP: Geenf/FEUSP, 2008.

MCMANUS, Paulete, M. Topics in museums and science education. Studies in Science Education, n. 20, p.157-182, 1992.

MEYER, Gustavo Costa., MEYER, Guilherme Costa. Educação em museus de ciência: diálogos, práticas e concepções, Universidade de São Paulo (USP-EACH), Revea, v. 9, n. 1, p. 70-86, 2014

SAUVÉ, Lucié. Perspectivas curriculares para la formación de formadores en educación ambiental. Carpeta informativa CENEAM, España, 2004. Disponible en: https://www.miteco.gob.es/es/ceneam/articulos-de-opinion/2004_11sauve_tcm30-163438.pdf . Consultado en: 8de agosto de 2018.

VALENTE, Maria, Esther. A. Educação e Museus: a dimensão educativa do museu. MAST Colloquia, Rio de Janeiro, v. 11, p. 83-98, 2009. Disponible en: http://site.mast.br/hotsite_mast_colloquia/pdf/mast_colloquia_11.pdf . Consultado en 9 de septiembre de 2018.

VASCONCELLOS, Maria des Mercês Navarro., GUIMARÃES, Mauro. Educação ambiental e educação em ciências: um esforço de aproximação em um museu de ciências–MAST. AMBIENTE & EDUCAÇÃO-Revista de Educação Ambiental, n 11(1), 165-174, 2006. Disponible en: https://periodicos.furg.br/ambeduc/article/view/775/272 . Consultado en: 8 de marzo de 2018.

VILLAVERDE, María Novo. Educación ambiental y educación no formal: dos realidades que se realimentan. Revista de Educación, Barcelona, n. 338, p. 145-165, 2005. Disponible en: http://www.revistaeducacion.mec.es/re338/re338_10.pdf . Consultado en: 12 de septiembre de 2018.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v36i1.8937

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.