A interface entre educação ambiental e sustentabilidade socioambiental pela Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal da Universidade Federal do Pará
The interface between environmental education and socioenvironmental sustainability by the Pro-Rectory of Development and Personnel Management of the Federal University of Pará
La interfaz entre educación ambiental y sustentabilidad socioambiental por la Pro-Rectoría de Desarrollo y Gestión de Personal de la Universidad Federal de Pará

Alda Lúcia da Costa Camelo, Gilmar Wanzeller Siqueira

Resumo


Este artigo busca abordar a educação ambiental e compreender a percepção dos servidores da Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal da Universidade Federal do Pará (UFPA), visando a sustentabilidade socioambiental no ambiente de trabalho. Para tal, fundamenta-se em uma sondagem bibliográfica, documental e de campo com base na Agenda Ambiental na Administração Pública, no Plano de Gestão de Logística da UFPA e no seu Plano de Ações de Capacitação. Os resultados mais significantes encontram-se nos Eixos Temáticos Uso Racional dos Recursos Naturais e Bens Públicos – Quesito Energia Elétrica e Sensibilização e Capacitação de Servidores, positivos e negativos, respectivamente. Este último vai de encontro ao objetivo estratégico da UFPA de promover a responsabilidade socioambiental e ao seu princípio de preservação do meio ambiente.

This article seeks to approach environmental education and understand the perception of the servers of the Pro-Rectory of Development and Personnel Management of the Federal University of Pará (UFPA), aiming at socio-environmental sustainability in the work environment. To this end, it is based on a bibliographic, documentary and field survey based on the Environmental Agenda in Public Administration, the UFPA Logistics Management Plan and its Training Actions Plan. The most significant results are found in the Thematic Axes Rational Use of Natural Resources and Public Goods - Question Electric Energy and Awareness and Training of Servers, positive and negative, respectively. The latter goes against is with UFPA's strategic objective of promoting socio-environmental responsibility and its principle of preservation of the environment.

Este artículo busca abordar la educación ambiental y comprender la percepción de los servidores de la Pro-Rectoría de Desarrollo y Gestión de Personal de la Universidad Federal de Pará (UFPA), visando la sustentabilidad socioambiental en el ambiente de trabajo. Para ello, se fundamenta en un sondeo bibliográfico, documental y de campo con base en la Agenda Ambiental en la Administración Pública, en el Plan de Gestión de Logística de la UFPA y en su Plan de Acciones de Capacitación. Los resultados más significativos se encuentran en los Ejes Temáticos Uso Racional de los Recursos Naturales y Bienes públicos - Quesito Energía Eléctrica y Sensibilización y Capacitación de Servidores, positivos y negativos, respectivamente. Este último va en contra del objetivo estratégico de la UFPA de promover la responsabilidad socioambiental y su principio de preservación del medio ambiente.

Palavras-chave


Educação ambiental; Sustentabilidade socioambiental; Eixos temáticos

Texto completo:

PDF

Referências


BALDIN, Nelma; CARLETTO, Denise Lemke. Sustentabilidade socioambiental em IES: diagnosticar para conhecer e avançar. Revista Contrapontos-Eletrônica. Itajaí, v. 15, n. 2, p. 228-242, maio/ago. 2015. Disponível em: https://siaiap32.univali.br/seer/index.php/rc/article/view/6964/4487. Acesso em: 1 nov. 2017.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Conferência das nações unidas para o meio ambiente e desenvolvimento. De acordo com a Resolução nº 44/228 da Assembleia Geral da ONU, de 22-12-89, estabelece uma abordagem equilibrada e integrada das questões relativas a meio ambiente e desenvolvimento: a Agenda 21 - Brasília: Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 1995. 471 p. - (Série ação parlamentar; n. 56). Disponível em: http://bd.camara.leg.br/bd/handle/bdcamara/7706. Acesso em: 27 out. 2018.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da república federativa do brasil de 1988. Brasília, DF: Senado Federal. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em: 15 nov. 2017.

______. Decreto nº 4.281, de 25 de junho de 2002. Regulamenta a Lei no 9.795, de 27 de abril de 1999, que institui a Política Nacional de Educação Ambiental, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 jun. 2002, Seção 1, p. 13. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2002/d4281.htm. Acesso em: 18 nov. 2017.

______. Decreto nº 7.746, de 5 de junho de 2012. Regulamenta o art. 3º da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, para estabelecer critérios, práticas e diretrizes para a promoção do desenvolvimento nacional sustentável nas contratações realizadas pela administração pública federal, e institui a Comissão Interministerial de Sustentabilidade na Administração Pública – CISAP. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 6 jun. 2012a, Seção 1, p. 9. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/decreto/d7746.htm. Acesso em: 13 nov. 2017.

______. Governo do Brasil. Acordos globais. 2017a. Disponível em: htp://www.brasil.gov.br/meio-ambiente/2012/01/acordos-globais. Acesso em: 12 out. 2018.

______. Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2 set. 1981, Seção 1, p. 16509. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6938.htm. Acesso em 1º dez. 2017.

______. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996, Seção 1, p. 27.833. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394compilado.htm. Acesso em: 25 nov. 2017.

BRASIL. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 28 abr. 1999, Seção 1, p. 1. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=321. Acesso em: 13 nov. 2017.

______. Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 3 ago. 2010, Seção 1, p. 2. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm. Acesso em: 14 nov. 2017.

______. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 jun. 2014, ed. Extra, Seção 1, p. 1. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 25 dez. 2017.

BRASIL, Marcus Vinicius de Oliveira et al. Inovações sustentáveis em projetos de responsabilidade social. Revista Eletrônica Gestão e Sociedade. Belo Horizonte, v. 9, n. 22, p. 810-831, jan./abr. 2015. Disponível em: https://www.gestaoesociedade.org/gestaoesociedade/article/view/2045/1107. Acesso em: 30 nov. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução nº 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 18 jun. 2012b, Seção 1, p. 70. 7 p. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=10988-rcp002-12-pdf&category_slug=maio-2012-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 18 nov. 2017.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base nacional comum curricular. 2017b. 468 p. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/06/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 2 ago. 2018.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Educação ambiental: aprendizes de sustentabilidade. Cadernos SECAD 1. Brasília, DF, 2007. 109 p. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/educacaoambiental.pdf. Acesso em: 11 nov. 2017.

______. Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental. Departamento de Desenvolvimento, Produção e Consumo Sustentáveis. Curso de capacitação sustentabilidade na administração pública. Brasília, DF, 2017c, 100 p. Disponível em: http://www.mma.gov.br/images/arquivo/80063/Curso%20de%20Capacitacao/Cartilha%20formato%20Web.pdf. Acesso em: 5 out. 2017.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental. Departamento de Produção e Consumo Sustentáveis. Como implantar a A3P. 2. ed. rev. e atual. Brasília, DF, 2016. 24 p. Disponível em: https://portal.ifrj.edu.br/sites/default/files/IFRJ/Sustentabilidade%20%28A3P%29/cartilha_como_implantar_a_a3p_-_4_edicao.pdf. Acesso em: 1º nov. 2018.

______. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. Instrução Normativa nº 10, de 12 de novembro de 2012. Estabelece regras para elaboração dos Planos de Gestão de Logística Sustentável de que trata o art. 16, do Decreto 7.746, de 5 de junho de 2012 e dá outras providências. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 nov. 2012c. Seção 1, p. 113. Disponível em: http://www.mme.gov.br/documents/10584/1154501/Instruxo-Normativa-10-2012.pdf/228ebf79-20dc-4e74-b019-8cc613338950. Acesso em: 27 out. 2017.

______. Tribunal de Contas da União. Acórdão nº 1679-Plenário. Relatório de auditoria. Fiscalização de orientação centralizada (foc). Governança e gestão das aquisições. UFPA. Deficiências de governança e gestão. Deficiências ou ausência de mecanismos, instrumentos e práticas relacionadas ao tema. Recomendações. Determinações. Ciência. Relator: Augusto Sherman. Brasília. 8 de julho de 2015. Acórdão. [Belém]: Secretaria de Controle Externo no Estado do Pará (Secex/PA). Disponível em: https://contas.tcu.gov.br/pesquisaJurisprudencia/#/detalhamento/11/*/KEY:ACORDAO-COMPLETO-1431205/DTRELEVANCIA%20desc/false/1. Acesso em: 11 out. 2018.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2014. 200 p.

KRAMMEL, Izaura Rodrigues da Fonseca; BALDIN, Nelma. Ambientalizar a universidade – uma ação possível. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, v. 34, n. 2, p. 275-295, maio/ago. 2017. Disponível em: https://www.seer.furg.br/remea/article/view/7118/4707. Acesso em: 14 nov. 2017.

KOPNINA, Helen. Sustainability in environmental education: new strategic thinking. Environment, Development and Sustainability. Dordrecht, p. 987-1002, set. 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s10668-014-9584-z. Acesso em: 6 ago. 2018.

MORADILLO, Edilson Fortuna de; OKI, Maria da Conceição Marinho. Educação ambiental na universidade: construindo possibilidades. Química Nova, São Paulo, v. 27, n. 2, p. 332-336, mar./abr. 2004. Disponível em: http://quimicanova.sbq.org.br/imagebank/pdf/Vol27No2_332_27-ED02261.pdf. Acesso em: 2 nov. 2017.

NAÇÕES UNIDAS. Declaração do Milênio. 2000. Disponível em: https://www.unric.org/html/portuguese/uninfo/DecdoMil.pdf. Acesso em: 11 nov. 2018.

______. Transformando Nosso Mundo: A agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável. 2015. Disponível em: http://www.itamaraty.gov.br/images/ed_desenvsust/Agenda2030-completo-site.pdf. Acesso em: 10 nov. 2018.

PASE, Juliana et al. Educação ambiental na universidade: percepção dos acadêmicos do curso de administração em Santa Maria – RS. Revista Capital Científico – Eletrônica (RCCe), Guarapuava-Irati, v. 12, n. 2, p. 65-82, abr./jun. 2014. Disponível em: http://revistas.unicentro.br/index.php/capitalcientifico/article/view/2361. Acesso em: 4 set. 2017.

PITANGA, Ângelo Francklin. Crise da modernidade, educação ambiental, educação para o desenvolvimento sustentável e educação em química verde: (re)pensando paradigmas. Revista Ensaio, Belo Horizonte, v. 18, n. 3, p. 141-159, set./dez. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/epec/v18n3/1983-2117-epec-18-03-00141.pdf. Acesso em: 6 nov. 2017.

RATTO, Cleber Gibbon; HENNING, Paula Corrêa; ANDREOLA, Balduíno Antonio. Educação ambiental e suas urgências: a constituição de uma ética planetária. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 42, n.3, p.1019-1034, jul./set. 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/2175-623659438. Acesso em: 24 jul. 2018.

SILVA, Alberto Dias Vieira da et al. Percepção ambiental como ferramenta para processos de educação ambiental na universidade. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, v. 27, p. 1-21, jul./dez. 2011. Disponível em: https://www.seer.furg.br/remea/article/view/3188/1852. Acesso em: 11 nov. 2017.

TEIXEIRA, Nagila Fernanda Furtado et al. Práticas de educação ambiental e sustentabilidade aplicadas a formação da cidadania. Revista Geográfica Acadêmica, Boa Vista, v. 10, n. 2, p. 30-40. 2016. Disponível em: https://revista.ufrr.br/rga/article/view/3687/pdf. Acesso em: 19 nov. 2017.

TRISTÃO, Martha. A educação ambiental e a emergência de uma cultura sustentável no cenário da globalização. Revista Internacional Interdisciplinar INTERthesis, Florianópolis, v. 9, n. 1, p. 207-222, jul. 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/interthesis/article/view/1807-1384.2012v9n1p207/22511. Acesso em 15 nov.2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Plano de desenvolvimento institucional 2016-2025. 2016. 170 p. Disponível em: https://portal.ufpa.br/images/docs/PDI_2016-2025.pdf. Acesso em: 12 set. 2017.

______. Plano de gestão de logística sustentável. 2018a. 89 p. Disponível em: http://www.ufpa.br/sege/boletim_interno/downloads/resolucoes/consun/2018/Plano%20de%20Log%C3%ADstica%20Sustent%C3%A1vel.pdf. Acesso em: 4 set. 2018.

______. Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal. A PROGEP. 2018b. Disponível em: http://progep.ufpa.br/progep/a-progep. Acesso em: 25 ago. 2018.

______. Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal. Plano de ações de capacitação UFPA – PAC2018: programa de educação continuada dos técnicos administrativos da UFPA. 2018c. 26 p. Disponível em: http://progep.ufpa.br/progep/documentos/capacit/PAC-plano-anual-2018.pdf. Acesso em: 2 abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal. Regimento interno. 2009. Disponível em: http://progep.ufpa.br/progep/documentos/regimento-interno-progep.pdf. Acesso em: 25 ago. 2018.

______. Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional. UFPA em números ano base 2017. 2018d. Disponível em: http://www.ufpanumeros.ufpa.br. Acesso em: 26 jul. 2018.

VASCONCELOS, Gislane Sampaio. Sustentabilidade socioambiental no gerenciamento dos campi da universidade federal do Ceará. 2015. 152 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/13210. Acesso em: 10 nov. 2018.

VIVEIROS, Edna Parizzi de et al. Por uma nova ética ambiental. Eng. Sanit. Ambient., Rio de Janeiro, v. 20, n. 3, p. 331-336, jul./set. 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/esa/v20n3/1413-4152-esa-20-03-00331.pdf. Acesso em: 24 jul. 2018.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v36i1.8741

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.