Educação Ambiental na Escola e natureza: uma relação necessária para a produção do conhecimento
Environmental Education in the School and nature: a necessary relation for the production of knowledge
Educación Ambiental en la Escuela y naturaleza: una relación necesaria para la producción del conocimiento

Gerson Luiz Buczenko, Maria Arlete Rosa

Resumo


O presente artigo tem como objetivo geral analisar a presença da Educação Ambiental na Escola, com base nas observações realizadas no decorrer da atividade profissional como Docente do Ensino Médio, etapa final da educação básica, somadas às observações realizadas durante os Estágios obrigatórios do Curso de Pedagogia realizado entre os anos de 2016 e 2018, em instituições de ensino no município de Campo Largo. Os objetivos específicos foram relacionados da seguinte forma: analisar de forma preliminar o princípio da natureza como indutora do conhecimento; analisar o conceito de Educação Ambiental; analisar as políticas públicas existentes em relação à Educação Ambiental e sua relação com o ser humano; avaliar a presença ou abordagem da Educação Ambiental na escola, por meio das observações e contatos com os projetos políticos pedagógicos.

The objective of this article is to analyze the presence of Environmental Education in the School, based on the observations made during the professional activity as Teachers of Secondary Education, final stage of basic education, added to the observations made during the Mandatory Stages of the Pedagogy Course conducted between 2016 and 2018, in educational institutions in the municipality of Campo Largo. The specific objectives were related in the following way: to analyze in a preliminary way the principle of the nature as inductive of the knowledge; analyze the concept of Environmental Education; analyze the existing public policies in relation to Environmental Education and its relationship with the human being; to evaluate the presence or approach of Environmental Education in the school, through observations and contacts with pedagogical political projects.

El presente artículo tiene como objetivo general analizar la presencia de la Educación Ambiental en la Escuela, con base en las observaciones realizadas en el transcurso de la actividad profesional como Docente de la Enseñanza Media, etapa final de la educación básica, sumadas a las observaciones realizadas durante las Etapas obligatorias del Curso de Pedagogía realizado entre los años de 2016 y 2018, en instituciones de enseñanza en el municipio de Campo Largo. Los objetivos específicos se relacionaron de la siguiente manera: analizar de forma preliminar el principio de la naturaleza como inductora del conocimiento; analizar el concepto de Educación Ambiental; analizar las políticas públicas existentes en relación a la Educación Ambiental y su relación con el ser humano; evaluar la presencia o enfoque de la Educación Ambiental en la escuela, por medio de las observaciones y contactos con los proyectos políticos pedagógicos.

Palavras-chave


Educação; Ambiental; Natureza; Escola.

Texto completo:

PDF

Referências


CARVALHO, Isabel Cristina Moura. Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

DUAYER, Mário. Crítica ontológica em Marx. In: NETTO, J. P. (Org.). Curso livre Marx-Engels: a criação destruidora. São Paulo: Boitempo, 2015.

GUATTARI, Félix. As três ecologias. 21.ed. São Paulo: Papirus, 2012.

GUIMARÃES, Mauro. A dimensão ambiental na educação. 8. ed. Campinas: Papirus, 2007.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Síntese dos indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: . Acesso em: 15 jul. 2018.

LEFF, Henrique. Aventuras da epistemologia ambiental: da articulação das ciências ao diálogo de saberes. São Paulo: Cortez, 2012.

LEROY, Jean-Pierre; PACHECO, Tania. Dilemas de uma educação em tempo de crise. In: LOUREIRO. C. F. B.; LAYRARAGUES, P. P.; CASTRO, R. S.(Org.). Pensamento complexo, dialética e educação ambiental. São Paulo: Cortez, 2006.

LOUREIRO. Carlos Frederico Bernardo. Educação ambiental e movimentos sociais na construção da cidadania ecológica e planetária. In: LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Org.). Educação ambiental: repensando o espaço da cidadania. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

______. Trajetória e fundamentos da educação ambiental. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2012a.

______. Sustentabilidade e educação: um olhar da ecologia política. São Paulo: Cortez, 2012b.

______. O que queremos com a política de educação ambiental no Brasil? In: MOLON, S. I.; DIAS, C. M. S. (Org.). Alfabetização e educação ambiental: contextos e sujeitos em questão. Rio Grande: Editora da FURG, 2009.

______. Educação ambiental e movimentos sociais na construção da cidadania ecológica e planetária. In: LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. Educação ambiental: repensando o espaço da cidadania. São Paulo: Cortez, 2002.

LIMA, Gustavo Ferreira da Costa. Crise ambiental, educação e cidadania: os desafios da sustentabilidade emancipatória. In: LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P.;

CASTRO, R. S. (Org.). Educação ambiental: repensando o espaço da cidadania. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MAIA, Jorge Sobral da Silva. Educação ambiental crítica e formação de professores. Curitiba: Appris, 2015.

MORALES, Angélica Góis Müller. Processo de institucionalização da educação ambiental: tendências, correntes e concepções. In: VII Enpec, 2009, Florianópolis. Anais...p. 1-12. Disponível em:

. Acesso em: 13 jul. 2018.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. São Paulo: DIFEL, 1982. v. 1.

MOTA, Junior Cesar. Limites e possibilidades na transição para espaços educadores sustentáveis em escolas municipais de São João Batista – SC. 2015. 126 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2015. Disponível em:

. Acesso em: 14 ago. 2018.

PARANÁ. Secretaria de Estado de Educação. Conselho Estadual de Educação. Deliberação n. 04/2013. Diário Oficial do Estado, Curitiba, 2013. Disponível em:

. Acesso em: 19 jan. 2018.

______. Lei n. 17.505, de 11 de janeiro de 2013. Institui a Política Estadual de Educação Ambiental e o Sistema de Educação Ambiental e adota outras providências. Diário Oficial do Estado, Curitiba, 11 jan. 2013b. Disponível em:

. Acesso em: 16 jan. 2018

QUINTAS, José Silva. Educação no processo de gestão ambiental pública: a construção do ato pedagógico. In: LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Org.). Repensar a educação ambiental: um olhar crítico. São Paulo: Cortez, 2009.

REIGOTA, Marcos. O que é educação ambiental. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 2012

ROSA, Maria Arlete; CARNIATTO, Irene. Política de educação ambiental no Paraná e seus desafios. REMEA, Rio Grande, v. 32, n. 2, p. 339-360, jul./dez. 2015.

SADER, Emir. Prefácio. In: MÉSZAROS, I. A educação para além do capital. 2.ed. São Paulo: Boitempo, 2008.

SAUVE, Lucie. Uma cartografia das correntes em Educação Ambiental. In: SATO, M.; CARVALHO, I. C. M. (Orgs.). Educação Ambiental - pesquisas e desafios. Porto Alegre: Artmed, 2005.

SCHIAVETTI, Alexandre; CAMARGO, Antônio Fernando Monteiro. Conceitos de bacias hidrográficas: teorias e aplicações. Ilhéus: Editus, 2002. Disponível em:

. Acesso em: 16 jul. 2018.

SOUZA, Celina. Estado da arte da pesquisa em políticas públicas. In: HOCHMAN, G.; ARRETCHE, M.; MARQUES, E. (Org.). Políticas públicas no Brasil. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2007.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i1.8581

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2018 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.