A integração da Educação Ambiental na formação do biomédico em uma Universidade comunitária: indícios a partir dos Princípios da Ambientalização Curricular
The integration of Environmental Education in biomedical training in a community University: evidence from the Principles of Curricular Environmentalization
La integración de la Educación Ambiental en la formación del biomédico en una Universidad comunitaria: indicios a partir de los Principios de la Ambientalización Curricular

Willian Daniel Pessoa, Junior Cesar Mota, Suzi Samá

Resumo


A necessidade de discussões sobre a formação do profissional Biomédico junto aos temas relacionados a Educação Ambiental (EA) é necessária diante necessária perante os desafios socioambientais por quais o planeta vem passando. Desse modo, este estudo tem por objetivo verificar como os Princípios da Ambientalização Curricular (MOTA, KITZMANN, 2018) estão ou não integrados do Projeto Pedagógico do Curso (PPC) de Biomedicina de uma Universidade comunitária no estado de Santa Catarina. Para isto, foi utilizada a Análise Documental e radicais elaborados a priori, para buscar indícios de ambientalização no PPC do referido curso a partir dos Princípios da Ambientalização Curricular. Ao final, foi possível verificar que o PPC possui indícios que podem vir a potencializar a EA na formação do Biomédico, pois contextualiza, em parte, os Princípios destacados anteriormente.

The need for discussions about the training of the Biomedical professional with the themes related to Environmental Education (EE) is necessary when it is necessary in view of the socio-environmental challenges that the planet is going through. In this way, this study aims to verify how the Principles of Curricular Ambientalization (MOTA, KITZMANN, 2018) are integrated or not of the Pedagogical Project of Biomedicine (PPC) of a Community University in the state of Santa Catarina. For this, we used the Documentary Analysis and radicals elaborated a priori, to look for indications of environmentalization in the PPC of said course from the Principles of Curricular Environmentalization. At the end, it was possible to verify that the PPC possesses indications that may enhance EE in Biomedical training, since it contextualizes, in part, the Principles previously highlighted.

La necesidad de discusiones sobre la formación del profesional Biomédico junto a los temas relacionados con la Educación Ambiental (EA) es necesaria ante los desafíos socioambientales por los que el planeta viene pasando. De este modo, este estudio tiene por objetivo verificar cómo los Principios de la Ambientalización Curricular (MOTA, KITZMANN, 2018) están o no integrados del Proyecto Pedagógico del Curso (PPC) de Biomedicina de una Universidad comunitaria en el estado de Santa Catarina. Para ello, se utilizó el Análisis Documental y radicales elaborados a priori, para buscar indicios de ambientalización en el PPC de dicho curso a partir de los Principios de la Ambientalización Curricular. Al final, fue posible verificar que el PPC posee indicios que pueden potenciar la EA en la formación del Biomédico, pues contextualiza, en parte, los Principios destacados anteriormente.

Palavras-chave


Educação Ambiental. Ambientalização Curricular. Biomedicina.

Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Aqui é onde eu moro, aqui nós vivemos: escritos para conhecer, pensar e praticar o município educador sustentável. 2. ed. Brasília: MMA, Programa Nacional de Educação Ambiental, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE nº104 de 2002. Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Biomedicina. Brasília. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/ces022003.pdf. Acesso em: 14 set. 2018.

CAPORLINGUA, Vanessa Hernandez. Ética, direito e sociedade. Ambiente & Educação, Rio Grande, v. 04, p. 81-86, 1999.

CELLARD, André. A análise documental. In: POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, Vozes, 2008.

Conselho Federal de Biomedicina (CFBM). Trajetória da Biomedicina. Biomedicina e CFBM, 2015. Disponível em: http://www.cfbiomedicina.org.br. Acesso em 14 set. 2018.

GUERRA, Antonio Fernando Silveira et al. Saberes e Fazeres do processo de Ambientalização na Educação Superior. In: FIGUEIREDO, Mara Lúcia; et al. (Orgs.). Educação para Ambientalização Curricular: diálogos necessários. 1 ed. São José: ICEP, 2017, p. 23-42.

GUERRA, Antonio Fernando Silveira; FIGUEIREDO, Mara Lúcia. Ambientalização Curricular na Educação Superior: desafios e perspectivas. Educar em Revista, Curitiba, n. 3, v. 1, p. 109-126, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/nspe3/a08nspe3.pdf. Acesso em: 20 jun. 2016.

GUERRA, Antonio Fernando Silveira; FIGUEIREDO, Mara Lúcia; RUCHEINSKY, Aloisio. Ambiente e sustentabilidade no sistema nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil. Ambiens. Revista iberoamericana universitária en ambiente, sociedade y sustentabilidade. 2015, n. 1, p. 125-138. Disponível em: http://ppct.caicyt.gov.ar/index.php/ambiens/article/view/3222. Acesso em: 20 ago. 2018.

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. 10 ed. Vozes: Petrópolis, 2015.

JUNYENT, Mercè. Caracterización de un estudio universitario orientado hacia la sostenibilidad. In: JUNYENT, Mercè; GELI, Anna Maria; ARBAT, Eva. (Orgs.). Proceso de caracterización de la ambientalización curricular de los estudios superiores. Girona: Servei de Publicacions Universitat de Girona/Red ACES, 2003.

JUNYENT, Mercè; GELI, Anna Maria; ARBAT, Eva. Características de la ambientalización curricular: Modelo ACES. In: JUNYENT, Mercè; GELI, Anna Maria; ARBAT, Eva (Orgs.). Ambientalización Curricular de los Estudios Superiores. Proceso de Caracterización de la Ambientalización Curricular de los Estudios Superiores. Girona: Universitat de Girona – Red ACES, 2003. v. 2, p. 15-32.

KITZMANN, Dione Iara Silveira. Ambientalização de espaços educativos: aproximações conceituais e metodológicas. REMEA, v. 18, p. 553-574, jan./jun. 2007. Disponível em: http://www.seer.furg.br/remea/article/view/3588/2136. Acesso em: 16 ago. 2018.

KITZMANN, Dione Iara Silveira. Convergências e percursos formativos em educação ambiental. Anais do IV EDEA – Encontros e Diálogos com a Educação Ambiental. Rio Grande, p. 65-77, 2014. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2016.

LUDKE, Menga; ANDRÈ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: E.P.U., 2012.

MORALES, Angelica. A formação dos profissionais educadores ambientais e a universidade: trajetórias dos cursos de especialização no contexto brasileiro. Educar em Revista (Impresso), v. 34, p. 185-199, 2009.

MOTA, Junior Cesar; KITZMANN, Dione. O Processo de Ambientalização Curricular na Educação Superior: uma Proposta Metodológica. Cadernos de Pesquisa: Pensamento Educacional, v. 13, Curitiba. p. 318-334. 2018. Disponível em: https://seer.utp.br/index.php/a/article/view/1211/1043. Acesso em: 18 set. 2018.

MOTA, Junior Cesar; KITZMANN, Dione Iara Silveira. Um Estado da Questão sobre Ambientalização Curricular na Educação Superior brasileira: práticas, desafios e potencialidades. REMEA, v. 34, n. 3, p. 72-92, dez. 2017. Disponível em: https://periodicos.furg.br/remea/article/view/7475/4884. Acesso em: 22 ago. 2018

SANMARTÍ, Nesus; PUJOL, Rosa Maria. ¿Qué comporta capacitar para la acción? Sevilla, Investigación en la Escuela. n. 46, p. 49 - 54, 2002.

SAUVÉ, Lucie. Viver juntos em nossa Terra: desafios contemporâneos da Educação Ambiental. Contrapontos, Itajaí, v. 16, n. 2, p. 288-299, ago. 2016. Disponível em: https://siaiap32.univali.br/seer/index.php/rc/article/view/8697. Acesso em: 05 set. 2018.

SILVA, Camila; VENTURA, Amanda; COSTA JUNIOR, Carlos Oliveira. O papel do Biomédico na Análise Ambiental. Cadernos de Graduação, Recife, v. 2, p.11-20, 2015. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/index.php/facipesaude/article/view/2948. Acesso em: 14 set. 2018.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i1.8559

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2018 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.