Livros Didáticos de Química em foco na Educação Ambiental e Alimentar<br>Chemistry Didactic Books in focus in Environmental and Food Education<br>

Autores

  • Rosangela Ines Matos Uhmann Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) http://orcid.org/0000-0003-3820-1003
  • Fernanda Seidel Vorpagel Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)
  • Rafaela Engers Günzel Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)

DOI:

https://doi.org/10.14295/remea.v35i1.7256

Palavras-chave:

Livro Didático. Ensino de Química. Meio Ambiente. Qualidade de vida.

Resumo

A Educação Ambiental (EA) em voga é tema transversal para perpassar a Educação Básica (EB) como meio para enfrentar a crise ambiental que decorre principalmente dos modos de produção acelerado. O que nos motivou a investigar quatro (04) coleções de Livros Didáticos (LDs) de Química, cada qual com três (03) LDs (1º, 2º e 3º ano) do Ensino Médio (EM) advindos do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD 2015) quanto a possível articulação com a EA. A partir desta pesquisa observamos que os LDs de Química abrangem sensivelmente a complexidade requerida na constituição da EA de forma crítica. Para tanto, sugerimos indícios de relações que podem ser relacionadas com a EA e educação alimentar, ambas intrinsecamente conectadas com a qualidade de vida, pensando na significação dos conceitos químicos de cada um dos LDs com atenção para a EA de forma crítica, visto a função social que precisa efetivar na vida dos sujeitos escolares. Environmental Education (EA) in vogue is a cross-cutting theme to pass on Basic Education (EB) as a mean to deal with the environmental crisis that occurs mainly from the accelerated production modes. This motivated us to investigate four (04) collections of Didactic Books (DBs) of Chemistry, each with three (03) DBs (1st, 2nd and 3rd year) of the Secondary School (SC) coming from the Brazilian program called National Program of Didactic Book PNLD 2015) and the possible articulation with the EA. From this research we observed that the DBs of Chemistry cover the complexity required in the constitution of the AE in a critical way. To that end, we suggest indications of relationships that may be related to AE and food education, both intrinsically connected with quality of life, considering the significance of the chemical concepts of each of the DBs with attention to the AE in a critical way, since the function Social interaction that must be effective in the life of school subjects.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosangela Ines Matos Uhmann, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)

Doutora em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUI). Professora do Curso de Química Licenciatura da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

Fernanda Seidel Vorpagel, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)

Graduação em Química Licenciatura pela UFFS, Campus Cerro Largo, RS

Rafaela Engers Günzel, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)

Graduação em Química Licenciatura pela UFFS, Campus Cerro Largo, RS

Referências

BRASIL. Guia de livros didáticos PNLD 2015 Ensino Médio. Brasília: 2014. Disponível em: <http://www.fnde.gov.br/programas/livro-didatico/guias-do-pnld/item/5940-guia-pnld-2015>. Acesso em 14 de agosto de 2017.

ANTUNES, Murilo Tissoni. Ser protagonista: Química. 2. ed. São Paulo: SM, 2013.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. 70. ed. Lisboa: Edições, 1995.

CARSON, Rachel. Primavera Silenciosa. 2. ed. São Paulo: Edições Melhoramentos, 1969.

BRÜGGER, Paula. Os novos meios de comunicação: uma antítese da educação ambiental? In: LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; LAYRARGUES, Philippe Pomier; CASTRO, Ronaldo Souza de (org). Educação Ambiental: repensando o espaço da cidadania. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011. p. 149-184.

DEMO, Pedro. Educar pela pesquisa. 7. ed. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2005.

DIAS, Genebaldo Freire. Educação Ambiental: Princípios e Práticas. 6. ed. São Paulo: Gaia, 2000.

FONSECA, Martha Reis Marques da. Química. São Paulo: Ática, 2013.

GALIAZZI, Maria do Carmo. Educar Pela Pesquisa: Ambiente de Formação de Professores de Ciências. Ijuí: Unijuí, 2003.

JACOBI, Pedro Roberto. Educação Ambiental: o desafio da construção de um pensamento crítico, complexo e reflexivo. Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 2 – p. 233-250, 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ep/v31n2/a07v31n2.pdf>. Acesso em: 17 de abril de 2017.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Trajetória e Fundamentos da Educação Ambiental. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso. Pesquisa em Educação: Abordagens Qualitativas. 2. ed. Rio de Janeiro: EPU, 2013.

MATUK, T. T. Prática Alimentares (In)Sustentáveis: Participação, Promoção da Saúde e Educação Ambiental. 155f. Dissertação (Mestrado), Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6139/tde-24112015-112131/pt-br.php >. Acesso em 03 jun. 2017.

MINC, Carlos. Ecologia e Cidadania. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2005.

MORTIMER, Eduardo Fleury; MACHADO, Andrea Horta. Química. 2. ed. São Paulo: Scipione, 2013.

REIS, Pedro Rocha dos. Os Temas Controversos na Educação Ambiental. Pesquisa em Educação Ambiental, Lisboa, v. 2, n. 1, p.125-140, 2007. Disponível em: <http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/4730/1/Os-Temas-Controversos-na-Educacao-Ambiental.pdf>. Acesso em: 13 de abril de 2017.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; CARVALHO, Luiz Marcelo de. A Dimensão Política da Educação Ambiental em Investigações de Revistas Brasileiras de Ensino de Ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, Minas Gerais, v. 14, n. 2, p.199-213, abr. 2004. Disponível em: <https://seer.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/2702>. Acesso em: 15 de junho de 2017.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; MÓL, Gerson de Souza. Química Cidadã. 2. ed. São Paulo: AJS, 2013.

SCHWINGEL, Tatiane Cristina Possel Greter; UHMANN, Rosangela Inês Matos; HERMEL, Erica do Espirito Santo. As (Im) Possíveis Relações Ambientais versus Conceituais em Livros Didáticos de Ciências do 6º ano do Ensino Fundamental. Revista Contexto & Educação, v. 31, nº 100, Set/Dez, 2017, p.56-80. Disponível em: <https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/article/view/6012>. Acesso em: 16 de agosto de 2017.

SOFFIATI, Arthur. Fundamentos filosóficos e históricos para o exercício da ecocidadania e da ecoeducação. In: LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; LAYRARGUES, Philippe Pomier; CASTRO, Ronaldo Souza de (org). Educação Ambiental: repensando o espaço da cidadania. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011. p. 27-72.

TRISTÃO, Martha. A Educação Ambiental na Formação de Professores: redes de saberes. São Paulo: Annablume, 2004.

UHMANN, R. I. M.; ZANON, L. B. Ações Pedagógicas no Ensino de Física com Foco na Educação Ambiental. Revista Eletrônica de Mestrado em Educação Ambiental - REMEA do Mestrado da Universidade Federal do Rio Grande – FURG, Rio Grande-RS, 2012.

UHMANN, Rosangela Inês Matos. Interações e Estratégias de Ensino de Ciências com foco na Educação Ambiental. Curitiba: Appris, 2013.

UHMANN, Rosangela Inês Matos. Educação Ambiental como tema Transversal na Educação. In: GÜLLICH, Roque Ismael da Costa (Org.). Didática das Ciências. Curitiba: Prismas, 2013. p. 237-258.

Downloads

Publicado

2018-05-18

Como Citar

Uhmann, R. I. M., Vorpagel, F. S., & Günzel, R. E. (2018). Livros Didáticos de Química em foco na Educação Ambiental e Alimentar&lt;br&gt;Chemistry Didactic Books in focus in Environmental and Food Education&lt;br&gt;. REMEA - Revista Eletrônica Do Mestrado Em Educação Ambiental, 35(1), 242–259. https://doi.org/10.14295/remea.v35i1.7256

Edição

Seção

Artigos