Ambientalização curricular: uma análise a partir das disciplinas ambientalmente orientadas na PUCRS
Environmentalization curriculum: an analysis from the environmentally oriented disciplines at the Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul (PUCRS)

Amanda Nascimento da Silva, Chalissa Beatriz Wachholz, Isabel Cristina de Moura Carvalho

Resumo


Este artigo é o resultado de uma pesquisa que analisou 62 disciplinas de dezesseis cursos de graduação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. A seleção das disciplinas ocorreu a partir de uma capacitação para representantes de cada faculdade, coordenada pelo Comitê de Gestão Ambiental em 2013, onde cada curso foi convidado a indicar disciplinas que considerava ambientalizadas. O critério proposto para disciplinas ambientalmente orientadas era a presença no plano de ensino de conteúdos relacionados aos problemas, conflitos e controvérsias socioambientais, buscando a formação de sujeitos ambientalmente responsáveis. Esta análise levou em consideração os objetivos, a ementa e os conteúdos programáticos de cada disciplina selecionada. Das 62 disciplinas indicadas pelas faculdades como ambientalizadas, 24 não foram confirmadas nesta categoria, 22 foram consideradas fortemente ambientalizadas e 16 fracamente ambientalizadas.

Palavras-chave


Ambientalização Curricular; Sustentabilidade na Universidade; Educação Ambiental

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Jalcione; PREMEBIDA, Adriano. Histórico, relevância e explorações ontológicas da questão ambiental. Sociologias, Porto Alegre, ano 16, n. 35, p. 14-33, jan./abr. 2014.

BRASIL. Lei no 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm>. Acesso em: fev. 2016.

CARVALHO, Isabel Cristina de Moura; AMARO, Inês; FRANKENBERG, Claudio Luis Crescente. Ambientalização Curricular e Pesquisas Ambientalmente Orientadas na PUCRS: um levantamento preliminar. In: LEME, Patrícia Cristina Leme; PAVESI, Alessandra; ALBA, David; GONZALÉZ, M. José Díaz (Coord.). Visões e Experiências Ibero-Americanas de Sustentabilidade nas Universidades. Granada, ES : Gráficas Alhambra, 2012. p. 137-143.

CGA: Comitê de Gestão Ambiental. Disponível em: . Acesso em: fev. 2016.

CONFERÊNCIA DE TBILISI: recomendações. Disponível em: < http://www.fzb.rs.gov.br/upload/20130508155354tbilisi.pdf>. Acesso em: fev. 2016.

DA SILVA, Amanda Nascimento. Ambientalização curricular no ensino superior: um estudo na PUCRS.111 f. Dissertação de mestrado. FACED/PPGEdu –Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

DA SILVA, Amanda Nascimento. Ambientalização Curricular na Educação Superior: um estudo na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). 108 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Teorias e Culturas em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

GONZÁLEZ MUÑOZ, María Carmen. Informe sobre el proyecto “La educación ambiental en Iberoamérica en el nivel medio”. Balance provisional. Revista Iberoamericana de Educación. 1996, no. 11, p. 171-194.

IMA: Instituto do meio Ambiente e dos Recursos Naturais. Disponível em: . Acesso em: jan. 2016.

LEMES, Liliane Alves; KAMIMURA, Ana Lúcia Martins. Educação Ambiental: Perspectivas De Atuação Do Assistente Social. Revista da Católica, Uberlândia, v. 1, n. 2, p. 250-264, 2009.

MEC: Ministério da Educação. Resolução nº 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Disponível em: . Acesso em: dez. 2016.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, repensar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 7a ed., 2002.

OMETTO, Aldo Roberto; LEME, Patrícia Cristina Silva; LOPES, Barbara Pacheco Carita Simões; SANTI, Aline Dorita de. Ambientalização Curricular nos cursos de graduação da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo: percurso e lições aprendidas. In: GUERRA, Antonio Fernando Silveira (Org.). Ambientalização e Sustentabilidade nas Universidades: subsídios, reflexões e aprendizagens. Itajaí, SC: Ed. da UNIVALI, 2015. p. 104-115.

PNMC: Plano Nacional sobre Mudança do Clima. Disponível em: < http://www.mma.gov.br/estruturas/smcq_climaticas/_arquivos/plano_nacional_mudanca_clima.pdf>. Acesso em: dez. 2014.

PRÓ-MATA. Disponível em: < http://www3.pucrs.br/portal/page/portal/ima/Capa/promata>. Acesso em: jan. 2014.

RED ACES: Red de Ambientalización Curricular de los Estúdios Superiores. Disponível em: . Acesso em: jan. 2014.

TRAJBER, Rachel; SATO, Michèle. Escolas Sustentáveis: incubadoras de transformações nas comunidades. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, v. especial, p. 70-78, set. 2010.

WACHHOLZ, Chalissa Beatriz.; CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. Indicadores de Sustentabilidade na PUCRS: Uma Análise a Partir do Projeto Rede de Indicadores de Avaliação da Sustentabilidade em Universidades Latino-Americanas. Revista Contrapontos, Vol. 15 - n. 2 - Itajaí, mai-ago 2015, p. 279-296.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v33i2.5684

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2016 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.