Educação familiar como proposta de investigação e intervenção em educação ambiental

Narjara Mendes Garcia, Maria Angela Mattar Yunes

Resumo


Este artigo apresenta uma aproximação crítica entre os estudos sobre educação familiar e o campo da Educação Ambiental. São apresentados os princípios para uma educação ambiental nas e com as famílias. Entende-se a família como um contexto ecológico construído a partir das relações humanas e significados atribuídos culturalmente. Da mesma forma, a educação nas famílias é percebida como produto das relações sociais e, por isso, precisa ser direcionada para a formação de cidadãos críticos e promotores de cuidado com os ambientes de vida. Diálogo, participação, olhar sistêmico e holístico sobre as relações familiares são apontados como princípios que constituem e contribuem para as interlocuções teóricas e inclusão da educação familiar como uma temática para as pesquisas e discussões em Educação Ambiental.

Palavras-chave


educação ambiental; famílias; educação familiar

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Angela Mendes de. Notas sobre a família no brasil. In: ALMEIDA, Angela Mendes de (Org.). Pensando a família no Brasil: da colônia à modernidade. Rio de Janeiro: Espaço e Tempo: UFRRJ, 1987.

ARIÈS, Phillipe. História Social da Criança e da Família. Rio de Janeiro: Guanabara, 1981.

BARUDY, Jorge; DANTAGNAN, Maryorie. Los buenos tratos a la infancia: Parentalidad, apego y resiliência. Barcelona: GEDISA, 2005

BRONFENBRENNER, Urie. A ecologia do desenvolvimento humano: experimentos naturais e planejados (Tradução VERONESE, M. A. V.) Porto Alegre: Artes Médicas, 1996. (Original publicado em 1979).

BRONFENBRENNER, Urie. Environments in developmental perspective: Theorical and operational models. In: FRIEDMANN, Y. L. & WACHS, T. D. (orgs.). Captation and assessment of environments across the life. Washington: American Psychological Association, 1999.

BRONFENBRENNER, Urie. Making Human Being Human: Biological Perspectives on Human Development, Thousand Oaks: Sage Publications, 2005.

BRONFENBRENNER, Urie; MORRIS, Pamela. The ecology of developmental process. In: LERNER, R. M. (ed.). Handbook of child psychology: Theoretical models of human development. 5. ed., 1998.

BRONFENBRENNER, Urie; EVANS, Gary. Developmental science in the 21th century: Emerging questions, theorical models, rearch designs and empirical findings. Social Development, v.9, p. 115-125, 2000.

CAMPOS, Carlos Eduardo Aguilera & GARCIA, Joana. Contribuições para a supervisão dos programas sociais com foco na família. Revista Katálises Florianópolis, v.10, n.1, p. 95-104, jan./jun. 2007.

CECCONELLO, Alessandra Marques; DE ANTONI, Clarissa & KOLLER, Silvia Helena. Práticas educativas, estilos parentais e abuso físico no contexto familiar. Psicologia em Estudo, Maringá, v.08, n. especial, p. 45-54, 2003.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GARCIA, Narjara Mendes. Educação nas famílias de pescadores artesanais: transmissão geracional e processos de resiliência. Dissertação (Mestrado em Educação Ambiental) – Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental, Fundação Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande/ RS, 2007.

GARCIA, Narjara Mendes. Educação Parental: Estratégias de intervenção protetiva e as interfaces com a Educação Ambiental. Tese (Doutorado em Educação Ambiental) – Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental, Universidade Federal do Rio Grande - FURG, Rio Grande/ RS, 2012.

HOFFMAN, Martin L. Power assertion by the parent and its impact on the child. Child Development, v.31, 129-143, 1960.

HOFFMAN, Martin L. Moral, internalization, parental power, and the nature of parent-child interaction. Developmental Psychology, v.11, p.228-239, 1975.

JANKE, Nadja; TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Produção coletiva de conhecimentos sobre qualidade de vida: Por uma educação ambiental participativa e emancipatória. Ciência & Educação, v. 14, n. 1, p. 147-157, 2008.

JULIANO, Maria Cristina; YUNES, Maria Angela Mattar. A Bioecologia do Desenvolvimento Humano e suas Interfaces com Educação Ambiental. Cadernos de Educação, Pelotas nº 37, p. 347 - 379, setembro/dezembro, 2010.

GARCIA, Narjara Mendes; YUNES, Maria Angela Mattar; CHAVES, Priscila Freitas; SANTOS, Lídia Oliveira dos. Educando meninos e meninas: transmissão geracional da pesca artesanal no ambiente familiar. Psicologia da Educação, São Paulo, nº 25, p. 93-112, 2º sem. de 2007.

LAYRARGUES, Philippe Pomier; LIMA, Gustavo Ferreira da Costa. As macrotendências político-pedagógicas da educação ambiental brasileira. Ambiente & Sociedade, São Paulo, v. XVII, n. 1, p. 23-40 n jan.-mar. 2014.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. A educação ambiental junto às classes populares: condições teóricas e práticas essenciais para uma ação transformadora. Cadernos Pedagógicos e Culturais, Niterói, v. 6, n. 1 e 2, jan./ dez. 1997.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Trajetórias e fundamentos da educação ambiental. Rio de Janeiro: Cortez, 2004.

LOUREIRO, Carlos Frederico B.; TREIN, Eunice; TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos; NOVICKI, Victor. Contribuições da teoria marxista para a educação ambiental crítica. Cadernos Cedes, Campinas, vol. 29, n. 77, p. 81-97, jan./abr. 2009.

NARVAZ, Martha Giudice; KOLLER, Silvia Helena. O modelo bioecológico do desenvolvimento humano. In: KOLLER, Silvia H. (org.). Ecologia do desenvolvimento humano: pesquisa e intervenção no Brasil. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004.

NITSCHKE, Rosane Gonçalves. Mundo imaginal de ser família saudável: a descoberta de laços de afeto numa viagem no quotidiano em tempos pós-modernos. Pelotas: Editora da UFPel, 1999.

REIGOTA, Marcos. Meio Ambiente e representação social. 2 ed. São Paulo: Ed. Cortez (Questões da nossa época), 1994.

SANTOS, José Eduardo dos; SATO, Michele. Universidade e Ambientalismo – encontros não são despedidas. In: SANTOS, José Eduardo dos; SATO, Michele (orgs.). A contribuição da Educação Ambiental à esperança de Pandora. São Carlos: Rima, 2001.

SARMENTO, Manuel Jacinto. As Culturas da Infância nas Encruzilhadas da Segunda Modernidade. In: SARMENTO, Manuel J.; CERISARA, Ana Beatriz. Crianças e Miúdos – perspectivas sócio-pedagógicas da infância e educação. Porto: ASA Ed., 2004.

SARTI, Cynthia Andersen. A família como ordem simbólica. Psicologia USP, v. 15, n. 3, p.11-28, 2004.

SILVA, Carmem Anselmi Duarte da. Família e educação: olhares e desafios. In: LOCH, Graciela M.; YUNES, Maria Angela M. (orgs.). A família que se pensa e a família que se vive. Rio Grande: Editora da FURG, 1998.

SZYMANSKI, Heloísa. Significados de família. In: LOCH, Graciela M.; YUNES, Maria Angela M. (orgs.). A família que se pensa e a família que se vive. Rio Grande: Editora da FURG, 1998.

SZYMANSKI, Heloísa. A família como locus educacional: perspectivas para um trabalho psicoeducacional. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 81, n.197, p.14-25, jan./ abr. 2000.

SZYMANSKI, Heloísa. Práticas educativas familiares: a família como foco de atenção psicoeducacional. Revista Estudos de Psicologia, PUC-Campinas, v.21, n.2, p. 5-16, maio/ agosto, 2004.

VAUGHAN, Christopher, GACK, Julie, SOLORAZANO, Humberto, & RAY, Robert. The effect of environmental education on schoolchildren, their parents, and community members: A study of intergenerational and intercommunity learning. The Journal of Environmental Education, v. 34, nº 3, p. 12–21, 2003.

VELASCO, Sírio López. Ética e reformulação: Fundamentação dos princípios da Educação Ambiental. Literatura e Lingüística. Santiago, Chile, Ed. USCH, n.18, p. 297 – 320, 2007.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i0.4714

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2015 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/br/

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.