Actividad física y educación ambiental para la calidad de vida: ¿Más para que sustentabilidad?

Yoisell López Bestard, Carlos Roberto da Silva Machado

Resumo


Nesta comunicação apresentamos reflexões teóricas, em desenvolvimento para fundamentar a tese de doutorado, intitulada: A educação ambiental através da atividade física na problematização da qualidade de vida. O objetivo é problematizar o conceito de qualidade de vida da Organização Mundial de Saúde. Visaremos mostrar as possibilidades e os limites do Tai Chi Chuan desde a perspectiva crítica da educação ambiental emancipatória, no período de 4 a 6 meses, verificaremos: 1) Se ocorreram alterações em suas condições físico-orgânicas, 2) Se houve alteração na concepção de educação ambiental que eles tinham para outra concepção que relaciona a natureza humana à natureza física (meio ambiente natural), considerando as relações que o indivíduo estabelece consigo, com os outros e com a natureza física, as quais implicam consequências para sua qualidade de vida; 3) Que tanto o (item 1) bem como o (item 2) envolvem uma ação de transformação de si, de suas relações com os outros e com o meio ambiente natural, e que, tal compreensão decorrente desta ação cidadã é o que possibilitou transformações sociais, melhorias das condições de vida das populações, de suas cidades e bairros.

Palavras-chave


Educação Ambiental, Atividade Física, Qualidade de vida

Texto completo:

PDF

Referências


ALVAREZ, J M. Feng Shui, La Armonía de Vivir. Ring, a. Miami, Florida. 1998. pp.193

ARIAS, C. Eficacia del tai Chi en la 3era edad. Facultad de Cultura Física S. Spiritus. 2005

BALLESTEROS, J F. Metodología del Feng Shui principios generales de aplicación para proyectos de habitación. Universidad de San Carlos de Guatemala 2005

BORTHWICK, Duffy, S.A.. Quality of life and quality of care in mental retardation. In L. Rowitz (Ed.), Mental retardation in the year 2000 (pp.52-66). Berlin: Springer-Verlag. 1992

FELCE, D; PERRY, J. Quality of life: It's Definition and Measurement. Research in Developmental Disabilities, Vol. 16, Nº 1, pp. 51-74. 1995.

GAVIRIA, A E. El concepto de calidad de vida. Materia: Escenarios de la salud pública., Colombia. Em endereço:

http://aprendeenlinea.udea.edu.co/lms/moodle/mod/resource/view.php/Finpopup/Dtrue26id/D63165 Consultado 08/04/2011.

GÓMEZ, M. Calidad de vida. Evolución del concepto y su influencia em la investigación y la prática. Em endereço: http://campus.usal.es/~inico/investigacion/invesinico/calidad.htm, Consultado: 08/04/2011.

GADOTTI, M. Concepção dialética da educação: um estudo introdutório. 12. ed. São Paulo, Cortez, 2001.

GARDNER, G. O engajamento da religião na busca de um mundo sustentável. In: UMA/WORLDWATCH INSTITUTE. Estado do mundo 2003 – A “impossível” revolução ambiental está acontecendo. Salvador, 2003.

I Ching, Grupo Editorial Tomo, S.A. de C.V. a. México.2000. pp.270

JACOBY, E; BULL, F; NEIMAN, A. Cambios acelerados del estilo de vida obligan a fomentar la actividad física como prioridad en la Región de las Américas. Revista Panamericana Salud Pública, Vol.14, No.4, octubre, p.223-225, 2003. ISSN 1020-4989.

LOUREIRO, C F B. Trajetória e fundamentos da educação ambiental.-2.ed.-São Paulo: Cortez, 2006.

LÓPEZ R. Escuela Murciana de Tai Chi Chuan. http://blogs.ya.com/taichimurcia/, (2005). Consultado: 09/09/09

MELLAN, G. Wen-Kuan Chu, I Ching Práctico, Ediciones Urano. a. España, 1999. pp.207

MINAYO, M. C. S.; HARTZ, Z. M. A.; BUSS, P. M. Qualidade de vida e saúde: um debate necessário. Ciência e Saúde Coletiva, v. 5, n. 1, p. 7-18, 2000.

NÚÑEZ M, (et. al.). Perspectiva metodológica en las percepciones socioambientales: población cubana y comunidades locales. - La Habana: Editorial Caminos, 2008.

ROSSBACH, S; YUN, L. Feng Shui y el Arte del Color, Emecé

Editores. Argentina, 1999. pp. 244

The World Health Organization Quality of Life Assesment: Position paper from the World Health Organization. Soc Sci Med 1995; 41:1403-1409.

SACHS, B, El Ki de las Nueve Estrellas, Ediciones Obelisco.i. Barcelona, 2001. pp.250

SITCHAO; SECADES. Revista Electrónica “Informed”: Medicina de Rehabilitación cubana. Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas de Cuba. Endereço: http://www.sld.cu/sitios/rehabilitación/temas.php’idev=656 WATTS, A. El Camino del Tao, Editorial Karios a. Barcelona, 1996. pp. 179.

WOLPIN, S. Lao Tse y su tratado sobre la Virtud del Tao, (edición anotada del Tao Te Ching), Editorial Kier, S. A. a. Argentina, 1993. pp.159.

ZALAZAR, J. Artes Marciales-Trabajo Esotérico-Investigaciones. Em Endereço: http://sites.google.com/site/trabesotericoinvestigacion/Home/artes, 2005. Consultado: 08/04/2011.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i0.4618

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2015 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/br/

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.