O USO DE PLANTAS MEDICINAIS ENTRE IDOSOS: UMA PARCERIA DE SABERES EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Patrícia Fernandes Vendramini, Marília Freitas de Campos Tozoni-Reis, Lin Chau Ming

Resumo


Muitos países em desenvolvimento enfrentam problemas decorrentes do rápido processo de
envelhecimento da população. Esse processo somado à ausência de políticas públicas agrava
os problemas e desigualdades para este grupo social, dificultando a vivência da cidadania
como um direito. Dentre as políticas públicas necessárias à inclusão dos sujeitos idosos, estão
as políticas educacionais. A educação ambiental vem se consolidando como uma dimensão
da educação e, por seu caráter interdisciplinar, tem como um dos objetivos a melhoria das
condições de vida dos sujeitos no ambiente em que vivem. São variados os temas de
discussão de qualidade de vida na perspectiva sócio-ambiental, e, entre eles, estão as práticas
tradicionais do uso de plantas medicinais pelos diferentes grupos sociais. Os idosos
constituem um grupo social particularmente interessado nestas práticas, então, procuramos,
num trabalho em educação ambiental com idosos sob a metodologia da pesquisa-açãoparticipativa,
contribuir no resgate do papel político-social destes participantes, discutindo, a
partir desse tema, os problemas ambientais e a melhoria da qualidade de vida.

Palavras-chave


Educação ambiental, idosos e plantas medicinais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v20i0.3863

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2014 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental



Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.