Sistemas agroecológicos como proposta de produção sustentável: um estudo de caso na chácara Dourados
Agroecosystems as a proposal for sustainable production: a case study in the Ranch Dourados

Ismael Martins-da-Silva Martins-da-Silva, Senhora Benites Padua, Doutora Binotto Binotto, Clândio Favarini Ruviaro

Resumo


Os impactos socioambientais gerados pelo intensivo uso da mecanização e defensivos agrícolas na agricultura têm levado alguns setores da sociedade a refletir sobre novas alternativas de uma agricultura mais sustentável. Assim, a agroecologia destaca-se como um modo de produção diversa ao modelo predominante e com seu caráter interdisciplinar, traz inúmeras contribuições ao desenvolvimento sustentável. Neste sentido, o presente artigo objetiva realizar um estudo na Chácara Dourados, estabelecida no munícipio de Dourados – MS, a fim de caracterizar a experiência agroecológica do local, de maneira a verificar as melhorias geradas por este sistema, bem como a importância da interdisciplinaridade neste processo. Houve melhorias nas condições do solo, baixa incidência de pragas e doenças no cultivo, excelentes condições de microclima, assim como, garantia de produção mais saudável.

Palavras-chave


Agroecossistemas, Sustentabilidade, Interdisciplinaridade

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, L. S.; KLEDAL, P.; PETTAN, K. ; RABELLO, F.; MENDES, S. C. Trajetória e situação atual da agricultura de base ecológica no Brasil e no Estado de São Paulo. Cadernos de Ciência & Tecnologia, v. 26, p. 149-178, 2009.

ALTIERI, M. Agroecologia: a dinâmica produtiva da agricultura sustentável. 4a ed. Porto Alegre: Ed. da Universidade – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2004. 110p.

ALTIERI, Miguel. Agroecologia: as bases científicas da agricultura alternativa. Rio de Janeiro: PTA/FASE, 1989.

ANDRADE, L. M. S.; BERTOLDI, M. C. Atitudes e motivações em relação ao consumo de alimentos orgânicos em Belo Horizonte - MG. Braz. J. Food Technol. [online]. 2012, vol.15, pp. 31-40.

ARCO-VERDE, M. F. Sustentabilidade Biofísica e Socioeconômica de Sistemas Agroflorestais na Amazônia Brasileira. 2008. 188 p. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2008.

ASSIS, R. L. de; AREZZO, D. C. de; ALMEIDA, D. L. de; DE-POLLI, H. Aspectos Técnicos da Agricultura Orgânica Fluminense. Revista Universidade Rural - Série Ciências da Vida, Seropédica, v.20, n.1-2, p.1-16, 1998.

BLANC, J. Family farmers and major retail chains in the Brazilian organic sector: Assessing new development pathways. A case study in a peri-urban district of São Paulo. Journal of Rural Studies, n. 25, 2009.

BUAINAIN, A. M.; BATALHA, M. O. Cadeia produtiva de produtos orgânicos. Série Agronegócios, v. 5, Ministério da Agricultura, Pesca e Abastecimento, Secretaria de Política Agrícola e Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura. 2007.

CAPORAL, F. R.; COSTABEBER, J. A. Agroecologia: alguns conceitos e princípios. Brasília: MDA/SAF/DATER-IICA, 2004. 24p.

DAROLT, M. R. As dimensões da sustentabilidade: um estudo da agricultura orgânica na região metropolitana de Curitiba, Paraná. 2001. 310 f. Tese (Doutorado) –Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2001.

GLIESSMAN, S. R. Agroecologia: processos ecológicos em agricultura sustentável. 2 ed. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2001. 653p.

IPEA - Fiscais da saúde dos alimentos - Empresa de Botucatu é exemplo de certificadora de produtos orgânicos – Disponível em < http://desafios.ipea.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1417:catid=28&Itemid=23 > Acesso em 24 de maio de 2012.

KHATOUNIAN, C. A. Problemas usuais para o manejo sustentável de agroecossistemas no Centro-Sul do Brasil. In: INFOCOS - CRESOL. (Org.). Gestão da unidade de produção e vida familiar. Francisco Beltrão: Grafisul, 2009, v. 10, p. 81-111.

JOLLIVET, M. Preface. In: ZANONI, M.; LAMARCHE, H. (Coord.). Agriculture et ruralité au Bresil: un autre modèle de développement. Paris: Karthala, 2001b. p. 5-13.

NAIR, P. K. R. Agroforestry systems inventory. Agroforestry Systems, v. 5, p. 301-317, 1987.

LEFF, E. Agroecologia e saber ambiental. Tradução: Francisco Roberto Caporal. In: Revista Agroecologia e desenvolvimento rural sustentável. Porto Alegre, v. 3, n.1, 2002. (p.36-51).

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO. Instrução Normativa N° 007 de 17 de maio de 1999. Diário da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 19 de maio de 1999- Seção I, p. 11 a 14.

PADOVAN, M. P. Bases para a conversão de sistemas de produção convencionais para agroecológicos. In: PADOVAN, M. P. (Ed.) Conversão de Sistemas de Produção Convencionais para Agroecológicos: Novos Rumos à Agricultura Familiar. Dourados-MS: Edição do Autor, v. 1, 2006. p. 37-50.

ROMEIRO, A. R. Perspectivas para políticas agroambientais. In: RAMOS, P. Dimensões do agronegócio brasileiro: políticas, instituições e perspectivas. Brasília: MDA, 2007. p. 283-312.

SANTOS, F. P.; CHALUB-MARTINS, L. Agroecologia, consumo sustentável e aprendizado coletivo no Brasil. Educação e Pesquisa. [online]. 2012, vol.38, n.2, pp. 469-484, 2012.

SEMAC – Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia. Disponível em Acesso em 01 mai. 2013.

SILVA, D. M. Produtos Orgânicos: Uma Análise do Varejo e do Consumidor nos Supermercados de Londrina, PR. 2003. 149 f. Dissertação (Mestrado em Administração) -Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2003.

SILVEIRA, M. A. da; FERRAZ, J. M. G. Sustentabilidade, pesquisa interdisciplinar e agricultura familiar: uma discussão crítica. Separata de: ENCONTRO DA ANPPAS, 2., 2004, Indaiatuba. [Anais...] Indaiatuba: ANPPAS, 2004. p. 1-19.

UNITED STATES DEPARTAMENT OF AGRICULTURE (USDA). Relatório eRecomendações sobre Agricultura Orgânica. Brasília: CNPQ, 1984. 128 p.

YOUNG, A. Agroforestry for soil conservation. CAB International, 1990.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v30i2.3708

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2014 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental



Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.