OS DESASTRES AMBIENTAIS A PARTIR DO OLHAR MIDIÁTICO

Dinair Velleda Teixeira

Resumo


Este artigo busca elucidar como a mídia narra e representa os imaginários de catástrofes ambientais.
Para tanto, toma-se como referência o resultado de pesquisa de dissertação de mestrado2, que mostra o processo de construção do discurso do jornal Zero Hora (ZH) sobre as mudanças climáticas e, com o objetivo de ampliar a reflexão sobre essas construções, estende-se o estudo, através de uma análise formal e discursiva3, para os enunciados4 sobre esse tema, que foram manchete de capa das revistas Época e Veja. A análise mostra como as
formas simbólicas5 são selecionadas e empregadas, assim como indica que tanto o discurso das revistas, como do
Zero Hora, apoia-se nos mesmos valores notícias, de seleção e construção, onde alguns fatos são omitidos e
outros realçados, conforme os interesses que permeiam esses discursos. Aponta a relação existente entre essas
representações midiáticas e outros campos, sobretudo o da educação.

Palavras-chave


Desastres Ambientais; Educação; Imaginário; Mídia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v28i0.3180

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2014 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental



Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.