O SAGRADO E O PROFANO PRESENTES NA FESTA DE IEMANJÁ: UMA LEITURA POSSÍVEL DE EDUCABILIDADE AMBIENTAL

Tania Garcia Camargo, Humberto Calloni

Resumo


O presente artigo trata de abordar a história da festa em homenagem a Iemanjá, no município do Rio Grande – RS, bem como o processo mesmo de sua realização e a importância do movimento umbandista para a consolidação dessa festividade anual junto à praia do balneário Cassino, bairro deste município. Trata-se, também, de uma reflexão pontual acerca do sagrado e do profano, que se explicitam na cosmovisão dos fiéis que participam das efemérides à “rainha do mar”, procurando demonstrar que, nessa cosmovisão religiosa, também pode-se perceber anúncios de uma educabilidade ambiental desde sempre presente.

Palavras-chave


Festa de Iemanjá; Umbanda; Sagrado; Educação Ambiental.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v28i0.3140

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2014 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental



Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.