A HORTA MANDALA NA AGROFLORETA SUCESSIONAL: UMA ALIADA NA RESTAURAÇÃO AMBIENTAL

Valter José de Almeida, Leda Rodrigues de Assis Favetta

Resumo


Para restaurar a integridade ecológica de uma área de preservação permanente e ao mesmo tempo oferecer diferentes vivências ambientais para alunos do ensino fundamental I e II, surgiu a proposta da implantação de uma horta em uma área degradada, introduzindo práticas agrícolas temporárias e de uso sustentável enquanto ocorre a sua reparação. Para o trabalho, optou-se pela horta mandala. Durante o trabalho de campo, verificou-se uma participação ativa das crianças responsáveis pelo manejo da horta mandala, pois a mesma possibilita uma melhor vivência ambiental em relação às hortas tradicionais, onde os alunos têm uma maior interação com o solo, a água e a biodiversidade local. Além de estabelecer uma nova relação ser humanonatureza, a horta mandala na agrofloresta sucessional, possibilita também outras ferramentas que podem ser aplicadas na educação ambiental formal e informal, revelando formas criativas de observação, interação com o meio e formando opinião e posturas próprias que levam à ação.

Palavras-chave


Conservação; Educação Ambiental; Agroecossistema.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v28i0.3107

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2014 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental



Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.