Um canto de resistência: imagens do desfile da Mangueira de 2019 em diálogo com a educação

Jonas Alves da Silva Junior

Resumo


O enredo da Estação Primeira de Mangueira de 2019 trouxe à baila heróis e heroínas ignorados/as pela história oficial e, por consequência, ausentes nos livros didáticos e no currículo escolar. A possibilidade de dar lugar a esse avesso de nossa narrativa toca nos pressupostos da formação escolar, uma vez que somos formados com base nas referências das classes hegemônicas. Por isso, problematizar essa questão, em diálogo com o que se propõe no desfile da Mangueira, é o objetivo deste ensaio. Para nos ajudar a percorrer as complexas e coloridas alas deste desfile de ideias, recorremos às elucubrações sobre narrativa em Benjamin; e no conceito de necropolítica de Mbembe. Analisar a potente apresentação da Mangueira, em diálogo com a Educação, pode contribuir para a reflexão de uma escola calcada nos Direitos Humanos, na democracia e na justiça social.

Palavras-chave


Educação; Direitos Humanos; Estação Primeira de Mangueira

Texto completo:

PDF

Referências


BENJAMIN, Walter. A arte de contar histórias. Tradução de Georg Otte, Marcelo Backes e Patrícia Lavelle. São Paulo: Hedra, 2018.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Tradução de Sérgio Paulo Rouanet. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1987.

BRECHT, B. Poemas 1913-1956. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Editora 34, 2000.

BITTAR, Marisa; FERREIRA JR., Amarílio. História, epistemologia marxista e pesquisa educacional brasileira. Educação e Sociedade, Campinas, v. 30, n. 107, p. 489 – 511, maio/ago, 2009.

BUFFA, Ester. Ideologias em conflito: escola pública e escola privada. São Paulo: Cortez & Moraes, 1979.

CARVALHO, Claudio. Os sambas de 2019 por Cláudio Carvalho. Sambario. Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: http://www.sambariocarnaval.com/index.php?sambando=2019claudio. Acesso em 13 abr. 2020.

DESFILE DO GRUPO ESPECIAL DO RIO DE JANEIRO. Estação Primeira de Mangueira. Rio de Janeiro: Globo, 4 mar. 2019. Programa de TV. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=scKZBmi3-F0. Acesso em 14 set. 2019.

FONSECA, Carlos A. Os sambas de 2019 por Carlos Alberto Fonseca. Sambario, Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: http://www.sambariocarnaval.com/index.php?sambando=2019carlos. Acesso em 13 abr. 2020.

FORQUIN, Jean-Claude. Escola e Cultura: as bases sociais e epistemológicas

do conhecimento escolar. TraduçãoGuacira Lopes Louro. Porto Alegre: Artes

Médicas, 1993.

FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade. Tradução de Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder.Tradução de Roberto Machado. 28. ed., Rio de Janeiro: Edições Graal, 2014.

FRONT LINE DEFENDERS. Basta de assassinatos. Dublin: Front Line, 2018. Disponível em: https://www.frontlinedefenders.org/sites/default/files/stop_the_killings_full_report_portuguese.pdf. Acesso em 13 abr. 2020.

GHEDIN, Evandro. Professor reflexivo. Da alienação técnica à autonomia crítica. In: PIMENTA, Selma G.;GHEDIN, Evandro. Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. 6. ed.São Paulo: Cortez, 2010, p.129-150.

LARROSA, Jorge. Lasimágenes de la vida y la vida de lasimágenes: tres notas sobre el cine y laeducación de la mirada. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 32, n. 2, p. 7-22, jul/dez. 2007.

LIESA. Abre alas: Segunda. Rio de Janeiro: LIESA, 2019.

MANGUEIRA ANUNCIA SAMBA-ENREDO EM HOMENAGEM À MARIELLE E MULHERES QUE LUTARAM POR DIREITOS. Geledés. São Paulo, 16 out. 2018. Disponível em: https://www.geledes.org.br/mangueira-anuncia-samba-enredo-em-homenagem-marielle-e-mulheres-que-lutaram-por-direitos. Acesso em 13 abr. 2020.

MANGUEIRA DIVULGA SAMBA-ENREDO QUE HOMENAGEARÁ MARIELLE FRANCO. O Povo. Fortaleza, 14 out. 2018. Disponível em: https://www.opovo.com.br/noticias/brasil/2018/10/mangueira-samba-enredo-do-carnaval-2019-homenagem-marielle-franco.html. Acesso em 13 abr. 2020.

MANGUEIRA ESCOLHE SAMBA DO CARNAVAL DE 2019 E HOMENAGEIA MARIELLE FRANCO. G1 Rio. Rio de Janeiro. 14 out. 2018. Disponível em: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/carnaval/2019/noticia/2018/10/14/mangueira-escolhe-samba-do-carnaval-de-2019-e-homenageia-marielle-franco.ghtml. Acesso em 13 abr. 2020.

MANGUEIRA FAZ HOMENAGEM A MARIELLE EM SAMBA-ENREDO DE 2019. Diário de Pernambuco, Recife, 14 out. 2018. Disponível em: https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/viver/2018/10/mangueira-faz-homenagem-a-marielle-fara-em-samba-enredo-de-2019.html. Acesso em 13 abr. 2020.

MANGUEIRA HOMENAGEIA MARIELLE FRANCO EM LETRA DE SAMBA DO CARNAVAL 2019. JC Online, Rio de Janeiro, 15 out. 2018. Disponível em: https://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cultura/noticia/2018/10/14/mangueira-homenageia-marielle-franco-em-letra-de-samba-do-carnaval-2019-358322.php. Acesso em 13 abr. 2020.

MARCOS, João. Os sambas de 2019 por João Marcos. Sambario. Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: http://www.sambariocarnaval.com/index.php?sambando=2019joao. Acesso em 28 set. 2019.

MBEMBE, Achille. Tradução de Renata Santini. Necropolítica. São Paulo: N-1 Edições, 2018.

QUINTANA, Ángel; DUSSEL, Inês. Entre lo obvio y lo obtuso: notas sobre cine y educación. Conversación entre Ángel Quintana e InésDussel. In: Educación, imágenes y medios. Buenos Aires: FLACSO, 2012.

SAVIANI, Demerval. História das ideias pedagógicas no Brasil. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2011.

SAVIANI, Demerval; DUARTE, Newton (orgs). Pedagogia histórico crítica e luta de classes na educação escolar. Campinas: Autores Associados, 2012.

SILVA, Tomaz Tadeu. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. São Paulo: Autêntica, 2007.

SOARES, Rafael. Análise dos Sambas-Enredo do Grupo Especial do RJ para o Carnaval 2019. ArteCult: arte, conhecimento e transformação. Rio de Janeiro, 2019. Disponível em: http://artecult.com/analise-dos-sambas-de-enredo-carnaval-2019-rj. Acesso em 13 abr. 2020.

TESI, Rômulo. Com ‘samba da Marielle’, Mangueira exaltará heróis esquecidos nas placas de rua, Setor 1/Band, São Paulo, 15 out. 2018. Disponível em: https://setor1.band.uol.com.br/com-samba-da-marielle-mangueira-exaltara-herois-esquecidos-que-nao-ganharam-placas-nas-ruas. Acesso em 13 abr. 2020.

VIEIRA, Leandro. Mangueira divulga seu enredo para 2019. Site Oficial da Estação Primeira de Mangueira. 2018. Disponível em: http://www.mangueira.com.br/noticia-detalhada/993. Acesso em 13 abr. 2020.

WILLIAMS, Raymond.Cultura. Tradução deLólio Lourenço de Oliveira. Rio de Janeiro: Paz eTerra, 1992.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i0.11361

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.