Educação pública como máquina de guerra: notas para um embate em curso

Janete Magallhães Carvalho, Steferson Zanoni Roseiro

Resumo


Com o objetivo de apontar os enfrentamentos realizados a partir das escolas contra a máquina de guerra capitalista neoliberal, este artigo propõe discutir a educação pública como máquina de guerra insurrecional. Parte do princípio de que o capitalismo atual faz circular uma série de imagens negativas sobre a educação pública e os movimentos políticos de professores e estudantes. Para tanto, metodologicamente, a pesquisa foi realizada com professores de uma escola de ensino fundamental, em dois momentos: pesquisa pelos professores de imagens na Internet sobre os movimentos de maio de 2019; e estabelecimento de redes de conversações nas quais os professores problematizaram o campo de forças que atravessa o plano de imanência do cotidiano das escolas públicas no Brasil atual.

Palavras-chave


Educação pública. Imagens de resistência. Máquina de guerra.

Texto completo:

PDF

Referências


BERGSON, Henri. Matéria e memória: ensaio sobre a relação do corpo com o espírito. Tradução de Paulo Neves. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

BRASIL. Lei nº 38, de 4 de abril de 1935. Define crimes contra a ordem política e social. Presidência da República. 1935. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1930-1939/lei-38-4-abril-1935-397878-republicacao-77367-pl.html. Acesso em: 20 jan. 2020.

BRUM, Eliane. Como resistir em tempos brutos. Disponível em: https://brasil.elpais.com.br/2018/10/08/opinion/1539019640_653931.html. Acesso em: 11 fev. 2020.

CARVALHO, Janete Magalhães. A escola como comunidade de afetos. Rio de Janeiro: DP et al., 2009.

CARVALHO, Janete Magalhães. O “comunismo do desejo” no currículo. In: FERRAÇO, Carlos Eduardo et alii. Diferentes perspectivas de currículo na atualidade. Petrópolis/RJ: De Petrus, 2015. p. 79-98.

CENTELHA. Ruptura. São Paulo: n-1 Edições, 2019.

COMITÊ INVISÍVEL. Motim e destruição agora. Tradução de Vinicius Honesko. São Paulo: n-1 Edições, 2017.

CORREIO BRAZILIENSE. Entenda a polêmica de Betina, a jovem milionária que virou meme nas redes. Publicado em 15 mar. 2019. Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/tecnologia/2019/03/15/interna_tecnologia,743335/entenda-a-polemica-de-bettina-a-jovem-milionario-que-virou-meme-nas-r.shtml. Acesso em: 17 jan. 2020.

DELEUZE, Gilles. A imagem-tempo. Tradução de Eloísa de Araújo Ribeiro. São Paulo: Brasiliense, 1990.

DELEUZE, Gilles. Micropolítica e segmentaridade. Tradução de Suely Rolnik. In: DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Editora 34, 1996. v. 3.

DELEUZE, Gilles. Tratado de nomadologia: a máquina de guerra. Tradução de Peter PálPelbart. In: DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Editora 34, 1997. v. 5.

FANON, Frantz. Oeuvres. Paris: La Decouverte, 2011.

FOLHA DE SÃO PAULO. Brasil corre risco de ter professores em excesso e sem emprego nos próximos anos. 5 dez. 2019. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/educacao/2019/12/brasil-corre-risco-de-ter-exercito-de-professores-sem-emprego-nos-proximos-anos.shtml. Acesso em: 20 jan. 2020.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 3: o cuidado de si. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque. São Paulo/SP: Graal, 1985.

FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade: curso no Collège de France (1975-1976). Tradução de Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010.

GALEANO, Eduardo. De pernas pro ar: a escola do mundo avesso. Tradução de Sérgio Franco. Porto Alegre: L&PM Pocket, 2013.

G1. Deputada estadual do PSL eleita por SC incita alunos a filmar e denunciar professores. 29 out. 2018. Disponível em: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/eleicoes/2018/noticia/2018/10/29/deputada-estadual-do-psl-eleita-por-sc-incita-alunos-a-filmar-e-denunciar-professores.ghtml. Acesso em: 13 jan. 2020.

HAN, Byung-chul. Sociedade do cansaço. Tradução deEnio Paulo Gianchini. Petrópolis: Vozes, 2017.

LAZZARATO, Maurizio. As revoluções do capitalismo. Tradução de LeonoraCorsini. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

LAZZARATO, Maurizio. Signos, máquinas, subjetividades. Tradução de Paulo Domenech Oneto e Hortência Lencastre. São Paulo: n-1 Edições, 2014.

LAZZARATO, Maurizio. Fascismo ou revolução? O neoliberalismo em chave estratégica. Tradução de TakashiWakamatsu e Fernando Scheibe. São Paulo: n-1 Edições, 2019.

NEGRI, Antonio; HARDT, Michael. Declaração: isto não é um manifesto. Tradução de Carlos Szlack. 2. ed. São Paulo: n-1 Edições, 2016.

PELBART, Peter Pál. Elementos para uma cartografia da grupalidade. Disponível em: http://www.itaucultural.org.br/proximoato/pdf/textos/ textopeterpebart.pdf. Acesso em: 2 dez. 2013.

PELBART, Peter Pál. Ensaios do assombro. São Paulo: n-1 Edições, 2019.

REALI, Noeli Gemelli. A desobediência do menor: rotas de fuga do cinema infantil. 2017. Tese. (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis/ SC, 2017.

SAMAIN, Etienne (org.). Como pensam as imagens. Campinas: Editora da Unicamp, 2012.

SARTRE, Jean Paul. Situações V: colonialismo e neocolonialismo. Tradução de Cristina Prado. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1968.




DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v0i0.11086

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores
Portal de Periódicos - Capes Repositório DSpace Portal do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - IBICT Diadorim Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras Google Acadêmico The Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Alemanha) OEI - Biblioteca Digital Diretório Luso-Brasileiro Repositórios e Revistas de Acesso Aberto LATINDEX REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)
Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient., E-ISSN 1517-1256, ISSN 2318-4884, Rio Grande, Brasil.