POR UMA GINÁSTICA BRINCANTE

possibilidades didático-pedagógicas na educação infantil

Autores

  • Eduarda Vesfal Dutra Universidade Federal de Pelotas
  • Ingrid Stainki de Sá
  • Andrize Ramires Costa Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

Neste ensaio, buscamos refletir sobre elementos didático-pedagógicos que proporcionem uma ginástica com sentidos e significados para a vida da criança pequena, assim trazemos perspectivas de uma Ginástica Brincante, a qual considera a criança como centro do processo, lhe oportunizando uma aprendizagem livre e prazerosa. A partir de um estudo crítico e reflexivo da Educação Física, em que dialoga com teorias do movimento humano, podemos compreender esse ser criança de maneira mais respeitosa, e assim propor uma prática mais significativa a seu mundo. É notável que o modo como a ginástica vem sendo desenvolvida na escola, principalmente na Educação Infantil, não atendem de forma satisfatória as necessidades desse ser. Por isso, a busca por uma Ginástica Brincante, remete-se na tentativa de valorizar a essência do ser criança, a sua subjetividade, e liberdade para brincar e se-movimentar, a partir de possibilidades que valorizem o protagonismo infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduarda Vesfal Dutra, Universidade Federal de Pelotas

Acadêmica do curso de Licenciatura em Educação Física pela Universidade Federal de Pelotas. Bolsista do Programa de Residência Pedagógica da UFPel. Membra do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Ginástica e Infância (NEPGI). Atua como professora voluntária no Projeto de Extensão Brincando de Ginástica. Integrante do Projeto de Extensão Vivencias Ginásticas Universitárias - GPT. Atua como professora voluntária no Projeto de Extensão Jogando para Aprender.  Atua como professora do Projeto de Extensão Agita UFPel-Ginástica online para servidores.

Downloads

Publicado

2023-06-20

Como Citar

Vesfal Dutra, E., Stainki de Sá, I., & Ramires Costa, A. (2023). POR UMA GINÁSTICA BRINCANTE: possibilidades didático-pedagógicas na educação infantil. Revista Didática Sistêmica, 24(2), 126–138. Recuperado de https://periodicos.furg.br/redsis/article/view/13457