EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL EM VITÓRIA/ES: NARRATIVAS DE EXPERIÊNCIAS CURRICULARES DOS ANOS 90 À COVID

Autores

  • Kezia Rodrigues Nunes UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO - UFES
  • Carlos Eduardo Ferraço Ufes

DOI:

https://doi.org/10.14295/rds.v23i1.12941

Resumo

Busca ampliar redes de sentidos de currículo com narrativas de experiências docentes de educação física na educação infantil. A pesquisa situa-se no bojo dos estudos curriculares pós-críticos da educação. Em um primeiro momento, realiza uma revisão bibliográfica trazendo os autores e as temáticas mais expressivas que marcaram nossa prática pedagógica e de pesquisa. Em um segundo momento, realiza uma tessitura das práticas curriculares em Vitória/ES, considerando as narrativas de sete professores/as, perfazendo um período entre os anos 1990 a 2021. Como resultados, indica que as temáticas, saberesfazeres e questões têm sido ampliadas, especialmente no contexto atual. Sem buscar realizar comparações entre o ensino remoto e o presencial, afirma com os/as professores e suas práticas cotidianas possibilidades gestadas na escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kezia Rodrigues Nunes, UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO - UFES

Professora Associada do Centro de Educação da Ufes, nos Cursos de Licenciatura em Educação Física e em Pedagogia, co-coordenadora do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Currículo, Cultura e Cotidiano (NUPEC3, UFES): htcps://nupec.ufes.br/. E-mail: keziarnunes@gmail.com    

Carlos Eduardo Ferraço, Ufes

Professor Titular do Centro de Educação da Ufes, no Curso de Licenciatura em Pedagogia e na Pós-Graduação em Educação, co-coordenador do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Currículo, Cultura e Cotidiano (NUPEC3, UFES): htcps://nupec.ufes.br/. E-mail: ferraco@uol.com.br

Downloads

Publicado

2022-01-21

Como Citar

Nunes, K. R., & Ferraço, C. E. (2022). EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL EM VITÓRIA/ES: NARRATIVAS DE EXPERIÊNCIAS CURRICULARES DOS ANOS 90 À COVID. Revista Didática Sistêmica, 23(1), 184–200. https://doi.org/10.14295/rds.v23i1.12941