Olímpiada das cores: a articulação de uma escola municipal de Rio Grande/RS

Carmen Vera Duarte Freitas, Laura Maria Tissot Ferreira, Raquel Ferreira Gonçalves, Rosângela Meireles Costa, Vicente Machado Valero, Valquíria Freitas Menezes, Cláudia Oliveira Ballester, Tania Maria Duval Oliveira, Raquel Figueiredo Freitas, Célia Maria Castro Gularte, Cláudia Maria Pias Silva, Cláudia Regina Simões Moreira, Cleusa Maria Velasco Rodrigues, Dínia Terezinha Veleda Costa, Evelini Caren Genesini Pereira, Idailson Soares Machado, Lusia Helena Benites Maisonave, Madelaine Rodrigues Silva, Márcia Ferreira Teixeira, Maria Regina Farias Costa, Marilda Ventura Carvalho, Patrícia Oliveira Conceição, Regina Castro Feijó, Rosane Berenice Filereno, Ana Lúcia Thurmer Kruger, Carla Rosane Martins Pojeaux

Resumo


A olimpíada das cores foi pensada para articular a escola em diversas instâncias, como por exemplo, alunos, familiares, professores e outros demais interessados. Nesta olímpiada a escola é dividida em quatro cores: vermelho, amarelo, azul e verde. Após a divisão (tanto de alunos como professores) são distribuídas tarefas a serem cumpridas e que pontuarão para sua respectiva equipe. Dentre as atividades propostas existem: coleta de alimentos que posteriormente serão doados, passeio ciclístico, criação de grito de guerra, mascote, jogos de futebol e voleibol, formulação de fantasia de acordo com o estado sorteado para a equipe, prova de matemática entre outras atividades. As olímpiadas tem duração média de uma semana. O interessante da proposta é a possibilidade de proporcionar um envolvimento diferenciado com a escola e um sentimento de equipe.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


REDSIS -Revista Didática Sistêmica,ISSN 1809-3108, Rio Grande/RS, Brasil. revdidaticasistemica@furg.br