A execução do tratado de Santo Ildefonso e as atuações indígenas na fronteira platina

Karina Moreira Ribeiro da Silva e Melo

Resumo


Durante a execução do tratado de Santo Ildefonso os indígenas envolveram-se ativamente nos trabalhos da comissão demarcadora. Ao localizar os pontos por onde passaria a linha divisória, abastecer partidas com recursos oriundos dos povos, patrulhar e arriar gado nos territórios indivisos pertencentes aos seus departamentos os indígenas demonstraram sua inserção em redes comerciais e políticas bastante amplas. Seus modos de administrar os bens missioneiros e cuidar de interesses individuais e coletivos podem revelar aspectos interessantes sobre o estabelecimento de limites territoriais no contexto de crise das monarquias ibéricas e advento da modernidade política na região platina.


Palavras-chave


Protagonismo indígena. Limites territoriais. Mudanças políticas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/rbhcs.v10i19.497

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional 

Desde 07 de março de 2009

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia