Quando o sociólogo decide se tornar professor: uma reflexão teórico-prática acerca da prática docente em ciências sociais no ensino médio

Mauro Meirelles, Anelise Schierholt

Resumo


Talvez o maior desafio que se impõe ao sociólogo que termina seu curso superior e ingressa no mundo trabalho seja o de, este, se ver como um profissional preparado para atuar nas escolas de ensino médio. Dito isto, no presente texto buscamos refletir sobre a prática docente em ciências sociais a partir da realidade de nossas escolas e de nossa experiência docente na universidade – e, também, nas salas de aula do ensino médio – com vistas a explorar e discutir os principais desafios que se impõem aos sociólogos quando, seguindo as pistas deixadas por Dubet, estes, decidem se tornar professores. Neste sentido, após realizarmos uma breve digressão acerca da constituição do campo da sociologia e da relação que existe entre os cursos de licenciatura e bacharelado apresentamos algumas constatações relativas ao modo como, no âmbito da sociologia, se dá o processo de produção do conhecimento e a construção de aprendizagens para, a partir do exposto, pensar estratégias voltadas a sua superação.


Palavras-chave


Sociologia, Prática Docente em Sociologia, Ensino Médio, Formação de Professores, Brasil.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.